Venezuela entra em recessão com inflação recorde de 63,6%

Lex Arias / Flickr

Mercado em Caracas, na Venezuela

Mercado em Caracas, na Venezuela

O Banco Central da Venezuela (BCV) revelou hoje que a inflação do país entre Novembro de 2013 e o mesmo mês deste ano foi de 63,6%, percentagem recorde, sendo que o país entrou também oficialmente em recessão.

“A inflação, a um nível anual, registada no mês de Novembro 2014 subiu para 63,6%”, afirmou o BCV num relatório hoje divulgado.

O Índice de Preços no Consumidor (IPC) situou-se nos 63,6% nos últimos 12 meses, enquanto os dados do PIB mostravam a entrada em recessão, uma vez que caiu por três trimestres consecutivos: no primeiro 4,8%, no segundo 4,9% e, no terceiro, 2,3%, segundo o BCV.

O banco atribuiu “a subida inflacionária” à onda de manifestações antigovernamentais no país.

Com frequência os cidadãos radicados na Venezuela queixam-se de dificuldades para conseguir alguns produtos do cabaz básico alimentar e medicamentos, alguns dos quais muitas vezes são obtidos através da “buhonería” (venda informal).

A Venezuela entrou também em recessão após registar três trimestres consecutivos de quebra económica, caindo 2,3% no último trimestre.

O presidente dvenezuelano, Nicolás Maduro, anunciou esta terça-feira um plano de recuperação económica, que inclui um novo sistema de controlo cambial, mais investimento social e cortes na despesa pública do país que entrou em recessão.

A um dia de fechar o ano de 2014, Maduro afirmou que se colocará na frente da batalha para recuperar a economia venezuelana.

Agencia de Noticias ANDES

Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro

Maduro tinha criado grande expectativa relativamente ao anúncio de terça-feira, depois de na véspera ter informado que facultaria dados do programa de recuperação da económica.

Esse plano contempla a criação de um organismo – que designou de “estado-maior” para a recuperação económica – o qual ficará responsável por coordenar todos os esforços para a saída da crise e que entra oficialmente em funções no sábado, sob a direcção do próprio Presidente.

“Nesse dia arrancamos já com todos os mecanismos de supervisão e controlo e vamos elevar a ‘parada’ ao máximo, desde o produtor ao consumidor, desde o importador e do sistema logístico até ao consumidor, e verificar todos os detalhes”, disse o chefe de Estado venezuelano, em conferência de imprensa.

“Vamos seguir em frente”, sublinhou Maduro, explicando que o plano de recuperação económica vai avançar em três momentos – a seis meses e a dois e a quatro anos – e terá impacto nas variáveis de crescimento, na “inflação induzida” e fará frente à queda do preço do petróleo que já se situa abaixo dos 47 dólares por barril.

Adiantou ainda que as linhas de acção incluem, além de um novo sistema cambial, uma reforma fiscal, “a optimização do gasto público”, e o reforço das reservas internacionais.

Como parte desses objectivos figura o “aperfeiçoamento do modelo económico-social de distribuição da riqueza” e o investimento em programas sociais “do modelo socialista” para os quais, assegurou, conta com os recursos em bolívares.

Insistiu ainda que todas as vicissitudes que atravessa a economia venezuelana se devem a uma “guerra económica” promovida por sectores empresariais nacionais e internacionais, às quais se soma agora a queda dos preços do petróleo, fenómeno pelo qual responsabiliza os Estados Unidos.

“Todas estas dificuldades vão-nos permitir reordenar, com maior rigor, exigência e disciplina, os gastos do Estado, o investimento social e económico, a estratégia de crescimento real, a conquista de resultados no desenvolvimento e crescimento da economia”, afirmou.

O governante pediu a toda a “pátria” para entrarem em 2015 “com vontade trabalhar, com esperança, com infinita força” e, apesar de reconhecer que será “um ano de luta”, apelou para que se acredite que será um período de “grande mudança do modelo económico”, do qual sairá um novo esquema “assente no trabalho”.

/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

É agora possível os robôs mexerem-se sozinhos, graças a novos polímeros de alta energia

Através do uso de novos polímeros que armazenam mais energia e são depois aquecidos, investigadores da Universidade de Stanford conseguiram colocar manequins a mexer os braços sozinhos. Era ver robots a mexer os braços sozinhos, pelo …

"Poço do Inferno". Espeleólogos encontram serpentes, mas não demónios

No deserto da província de Al-Mahra, no leste do país, um buraco redondo e escuro de 30 metros de largura serve de entrada para uma caverna de cerca de 112 metros. Uma maravilha natural que …

Vitória SC 1-3 Benfica | “Águia” passa tranquila em Guimarães e continua a voar no topo

Naquele que era apontado como o mais duro teste à sua liderança até ao momento, o Benfica passou com relativa tranquilidade em Guimarães. Frente a um Vitória que tentou discutir o jogo de igual para igual …

Fazer umas calças de ganga exige 10 mil litros de água. Dez marcas estão a criar jeans sustentáveis

As calças de ganga são das peças de vestuário com piores impactos para o ambiente, mas há marcas que estão a apostar na sustentabilidade como um factor atractivo para os consumidores. Estão sempre na moda e …

"Guerra das matrículas" faz escalar tensão entre Sérvia e Kosovo

Esta semana, a fronteira entre o norte do Kosovo e a Sérvia esteve bloqueada por protestos de elementos da etnia sérvia, que não aceitam a decisão do governo kosovar, de etnia albanesa, de proibir a …

Num golpe de "fake it until you make it", Hong Kong vai a eleições a saber o vencedor

Hong Kong prepara-se para as primeiras eleições legislativas após as mudanças no sistema eleitoral implementadas pela China para garantir a vitória dos seus aliados. Aos olhares mais desatentos, as eleições em Hong Kong são mais um …

Stefano Pioli propõe regra de basquetebol que contribui para um "futebol de ataque"

O treinador do Milan, Stefano Pioli, propõe uma alteração nas regras do futebol que promete revolucionar o desporto rei. De forma semelhante ao basquetebol, uma vez dentro do meio campo adversário, as equipas não poderiam voltar …

Um dos maiores sites de dados sobre a covid-19 na Austrália é, afinal, gerido por adolescentes

Aproveitando o momento em que passaram a integrar as estatísticas que os próprios fazem chegar diariamente à população australiana, o grupo de três jovens revelou a sua identidade para surpresa de muitos dos seus seguidores. …

Mais cinco mortes e 713 casos confirmados em Portugal

Portugal registou, este sábado, mais cinco mortes e 713 casos confirmados de covid-19, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este sábado registaram-se mais cinco mortes e 713 novos casos …

Dirigente da Huawei detida no Canadá pode voltar à China após acordo com EUA

A justiça dos EUA aceitou hoje o acordo entre o Departamento da Justiça e a Huawei, que vai permitir à filha do fundador e diretora financeira do conglomerado chinês de telecomunicações regressar à China. Uma juíza …