/

Vem aí o “Squid Game” da vida real. Netflix procura 456 jogadores para um prémio de 4 milhões de euros

1

 

A Netflix vai transformar o “drama em realidade” com o “Squid Game: The Challenge”, um reality show inspirado na polémica série sul-coreana. Buscam-se 456 jogadores para lutar por um prémio de 4 milhões de euros – com a certeza de que ninguém será morto, ao contrário do que acontece na série.

“Squid Game” é a série mais popular de sempre da Netflix e é um fenómeno de sucesso mundial. A série sul-coreana baseia-se em problemas socio-económicos reais do país e conta a história de vários pessoas que participam em jogos macabros, lutando pela vitória até à morte – literalmente.

Mas a ficção vai, agora, tornar-se realidade, com a Netflix a aproveitar o sucesso para lançar o reality show “Squid Game: The Challenge”.

A plataforma de streaming está à procura de 456 jogadores de todo o mundo dispostos a entrarem “numa série de jogos inspirados em “Squid Game””, conforme o comunicado divulgado.

Será “a maior experiência social de sempre da Netflix”, com “jogadores da vida real imersos no icónico universo “Squid Game””, sem nunca saberem “o que virá a seguir”, explica ainda a Netflix. “Vão competir numa série de jogos de parar o coração” para encontrar “o único sobrevivente que vai sair com um prémio em dinheiro que mudará a sua vida“, explica-se ainda no site do reality show.

O prémio é de 4,56 milhões de dólares, algo como 4,37 milhões de euros – trata-se do maior prémio de sempre já oferecido num reality show de televisão.

O programa também vai ter “o maior elenco da história de um reality show”, como repara ainda a Netflix. E podem concorrer pessoas de todo o mundo desde que falem Inglês.

As candidaturas podem ser feitas aqui.

Os candidatos portugueses, e de quaisquer outras nacionalidades, que queiram entrar no reality show devem ter, no mínimo, 21 anos na altura da candidatura. Além disso, devem ter disponibilidade para participar no programa durante cerca de semanas no início de 2023 e para viajar para onde quer que seja necessário, de acordo com as necessidades ou indicações da produção.

Neste sentido, precisam de ter um passaporte válido para o período em que decorrerem as filmagens que deverão ser feitas no Reino Unido.

Os candidatos também não podem ter, nem ter tido, qualquer vínculo com o All3 Media Group e/ou a Netflix, nem serem “familiares directos” de qualquer colaborador destas empresas.

Para concorrerem, precisam de enviar um vídeo de um minuto a apresentarem-se e a explicarem porque querem participar no reality show, qual será o seu plano para o jogo e o que vão fazer com o prémio se ganharem.

  Susana Valente, ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.