Velório de Freitas do Amaral. Marcelo e várias figuras da política estiveram presentes

Miguel A. Lopes / Lusa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, foi dos primeiros a chegar ao velório de Freitas do Amaral, regressando mais tarde, e dos últimos a sair dos Jerónimos, por onde passaram hoje várias figuras da política.

O antigo chefe de Estado Jorge Sampaio, os líderes do PSD, Rui Rio, e do CDS-PP, Assunção Cristas, e nomes ligados à história dos democratas-cristãos como Manuel Monteiro, Paulo Portas, Basílio Horta, Ribeiro e Castro e Adriano Moreira passaram pela Igreja de Santa Maria de Belém, no Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa.

À saída do velório, perto das 22:00, Marcelo Rebelo de Sousa falou aos jornalistas, referindo que fez questão de estar “à chegada do corpo e agora no encerramento do Mosteiro”, também “a título pessoal, como amigo de mais de 50 anos do professor Freitas do Amaral”, de quem foi colega de faculdade.

“Fico feliz só porque Portugal reconhece o papel de Diogo Freitas do Amaral e todos os quadrantes reconhecem, mas isso não apaga o vazio que deixa a um amigo daqueles que privaram muito, muito intensamente com ele, até aos últimos dias da vida”, declarou.

O Presidente da República elogiou “a coragem” de Freitas do Amaral ao longo da sua vida nos “desafios políticos e universitários” e na forma como enfrentou os últimos tempos, “sobretudo estes últimos meses e estas ultimas semanas de provação física”, que disse ter acompanhado de perto.

Os ministros dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, das Finanças, Mário Centeno, e Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, o vice-presidente da Assembleia da República Jorge Lacão, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, e o ex-coordenador do Bloco de Esquerda Francisco Louçã também compareceram no velório de Freitas do Amaral.

O constitucionalista Jorge Miranda, o ex-banqueiro Ricardo Salgado, o advogado e ex-dirigente do PCTP/MRPP Garcia Pereira, a antiga presidente do PSD Manuela Ferreira Leite, o ex-presidente do Tribunal de Contas Guilherme d’Oliveira Martins, o diplomata e antigo ministro dos Negócios Estrangeiros António Monteiro e a antiga ministra da Saúde Maria de Belém Roseira foram outras personalidades que passaram pelo Mosteiro dos Jerónimos.

Diogo Pinto Freitas do Amaral, professor universitário, nascido na Póvoa de Varzim, no distrito de Porto, em 21 de julho de 1941, morreu na quinta-feira, aos 78 anos.

Foi presidente do Centro Democrático Social (CDS), partido que ajudou a fundar em 19 de julho de 1974, e fez parte de governos da AD, entre 1979 e 1983, e mais da tarde do PS, entre 2005 e 2006, após ter saído do CDS em 1992, tendo exercido as funções de vice-primeiro-ministro, ministro da Defesa e dos Negócios Estrangeiros.

O corpo de Freitas do Amaral encontra-se em câmara ardente no Mosteiro dos Jerónimos desde as 17:00 de hoje. A Igreja de Santa Maria de Belém fechou às 22:00 e irá reabrir no sábado às 09:00. Pelas 12:00 haverá uma missa celebrada pelo bispo auxiliar de Lisboa, seguindo o cortejo fúnebre, às 13:00, para o cemitério da Guia, em Cascais.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

PRR. Governo admite pedir mais 2,3 mil milhões de euros para capitalizar empresas

Capitalização e inovação das empresas, e a possibilidade de pedir mais 2,3 mil milhões de euros (para um total de cinco mil milhões) na componente de empréstimos. António Costa fez, durante a tarde desta sexta-feira, …

OMS alerta para crescimento "preocupante" de casos no mundo

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou esta sexta-feira para o continuo crescimento de casos de covid-19 no mundo, referindo que o número de novos casos confirmados por semana quase duplicou nos últimos …

Há falta de sedativos em hospitais brasileiros. Médicos intubam doentes "conscientes"

Estão a surgir vários relatos de profissionais de saúde brasileiros forçados a intubar pacientes sem o auxílio de sedativos. No Brasil, de acordo com a Associated Press, há profissionais de saúde a intubar pacientes sem recurso …

Governo acusado de financiar queima de resíduos recicláveis com 50 milhões de euros

A associação ambientalista Zero acusa o Ministério do Ambiente de utilizar 50 milhões de euros do Fundo Ambiental para financiar a queima de resíduos recicláveis em Lisboa e Porto, indo contra a nova legislação sobre …

Zimbabué. Sem nacionalidade reconhecida, milhares de pessoas lutam de forma desigual por educação e saúde

Centenas de milhares de pessoas no Zimbabué foram marginalizadas e forçadas a lutar de forma desigual pelo acesso à educação, saúde e habitação, porque não têm nacionalidade reconhecida pelo país, acusou um relatório da Amnistia …

Nova Entidade para a Transparência volta a derrapar. Só arranca em 2023

A nova Entidade para a Transparência, o organismo para fiscalizar políticos e altos cargos públicos aprovado em 2019, só deverá arrancar em 2023. A previsão foi avançada por João Caupers, presidente do Tribunal Constitucional (TC), numa …

Bicicleta de Taremi vence prémio de Golo da Semana da Champions

O golo do avançado iraniano, marcado nos instantes finais do jogo contra o Chelsea, que ditou a eliminação do FC Porto da Liga dos Campeões, foi eleito o "Golo da Semana" na prova. "Este chuto espetacular …

Governo levanta suspensão de voos essenciais de e para Brasil e Reino Unido

O Governo levantou, esta sexta-feira, a suspensão de voos com origem ou destino no Brasil e Reino Unido, mas apenas para viagens essenciais.  Os voos com origem ou destino no Brasil e Reino Unido vão …

A Liga dos Campeões vai mudar: mais equipas e um formato inédito

O comité de competições da UEFA reuniu-se esta sexta-feira para aprovar o novo modelo da Liga dos Campeões. O novo formato vai vigorar entre 2024 e 2027. Embora ainda não tenham sido avançadas informações oficiais, o …

Depois do Sofagate, agora é von der Leyen quem está a ser acusada de quebrar o protocolo

Diplomatas da União Europeia dizem que a presidente da Comissão Europeia quebrou o protocolo, uma vez que foi o seu chefe de gabinete que respondeu ao convite da Ucrânia para que marcasse presença na cerimónia …