Variante espanhola do vírus é responsável pela maioria dos atuais casos no Reino Unido

Um novo estudo desenvolvido poe investigadores suíços sugeriu que uma variante do coronavírus originária de Espanha é atualmente responsável pela maioria dos casos no Reino Unido, destacando a fraqueza das políticas de viagens do Governo britânico durante o verão.

A pesquisa, publicada no medRxiv e ainda não revista pelos pares, revelou que uma nova variante do coronavírus, conhecida como 20A.EU1, surgiu em Espanha durante o verão e desde então está a espalhar-se por vários países europeus, incluindo o Reino Unido, noticiou no sábado o Guardian.

Em meados de setembro, a variante em causa foi encontrada em 80% dos casos registados no País de Gales e na Escócia e em cerca de 50% dos registados na Suíça e na Inglaterra, indicaram os autores do estudo.

A variante apareceu no Reino Unido em meados de julho, quando as viagens sem quarentena para a Espanha foram permitidas a partir de Inglaterra, do País de Gales e da Irlanda do Norte. A nova variante é agora comum em vários países da Europa.

À BBC Radio 4, a geneticista e principal autora do estudo, Emma Hodcroft, da Universidade de Basel, enfatizou que ainda não havia sinais de que esta variante seja mais perigosa do que outras, ou que possa prejudicar o desenvolvimento de uma vacina. “Não é muito diferente das variantes que circularam na primavera”, afirmou.

No início deste ano, especialistas levantaram uma série de preocupações sobre as viagens internacionais devido à sobrelotação nos aeroportos, à falta de informação sobre quarentenas e às fracas verificações dos formulários de teste e rastreio.

Devi Sridhar, presidente do departamento de Saúde Pública Global da Universidade de Edimburgo, relatou falhas na abordagem do Governo britânico quanto às viagens durante o verão. “Os números estavam realmente baixos e essa era nossa oportunidade de mantê-los baixos”, apontou, frisando: “O vírus move-se quando as pessoas movem-se”.

Alberto Morante / EPA

Sridhar indicou que há duas abordagens para gerir o vírus: manter as fronteiras abertas – como ocorreu no Reino Unido – e adotar restrições severas para tentar combater a transmissão na comunidade; ou controlar a fronteira de forma mais rígida – como em Taiwan e na Nova Zelândia -, mas ter poucas restrições no dia-a-dia.

“Sinto que na Europa queremos tudo, queremos poder ir de férias, queremos ter bares abertos, pubs abertos, clubes abertos – mas com um vírus tão infecioso e com uma taxa de hospitalização associada, é quase impossível”, acrescentou.

“O maior erro que o mundo cometeu desde o início foi não aplicar mais restrições às viagens para controlar a propagação”, concluiu.

Para o professor John Edmunds, da Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres, a questão no momento é que pode haver quase 100 mil novas infeções todos os dias no Reino Unido – algo que considera mais preocupante do que o número de casos importados do estrangeiro.

Já Michael Head, investigador de Saúde Global da Universidade de Southampton, declarou: “O Reino Unido, juntamente com outros países europeus, tem sido muito reativo na resposta à covid-19, em vez de proativo. Isso incluiu abordagens reativas em torno de viagens internacionais, implementando apenas recomendações de quarentena aos viajantes que retornam quando as taxas são altas”.

“Com um sistema de teste e rastreio de baixa qualidade, pouco compromisso dos que estão isolados e baixos níveis de confiança no Governo, o Reino Unido está mal colocado para o início do inverno”, sublinhou.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Tweet de Elon Musk afunda Bitcoins (e dá força à criptomoeda que nasceu como meme)

A Tesla vai deixar de aceitar Bitcoins como forma de pagamento. A revelação foi feita por Elon Musk numa publicação no Twitter e levou à queda do valor da criptomoeda no mercado. A par disso, …

Investigadores criam nova solução para óculos de realidade virtual e aumentada

Uma equipa de investigadores criou uma nova tecnologia para fornecer óculos de realidade virtual que não parecem "olhos de inseto". Num novo artigo publicado na Science Advances, os especialistas descrevem a impressão de ótica de forma …

Genética da população portuguesa pode explicar deficiência de vitamina D

Investigadores portugueses concluíram que a população portuguesa tem uma prevalência superior à média europeia de algumas alterações genéticas que levam a uma predisposição para o défice de vitamina D. Este estudo, coordenado pelo Centro Cardiovascular da …

Polónia quer comprar casa de campo francesa (para recuperar o legado de Marie Curie)

A Polónia quer comprar e renovar a casa de campo francesa de Marie Curie e transformá-la num museu, naquele que é um esforço para reivindicá-la como génio científico e pioneira polaca. Embora tenha nascido na Polónia, …

Min Nyo é jornalista, cobriu os protestos em Myanmar e foi condenado a 3 anos de prisão

Min Nyo, um jornalista birmanês de 51 anos, foi condenado a três anos de prisão pela sua cobertura dos protestos na sequência do golpe de Estado em Myanmar. Min Nyo, que trabalhava para a DVB (Voz …

McDonald's e Casa Branca unem-se para sensibilizar população a ser vacinada

Numa parceria com a Casa Branca, a cadeia de fast food norte-americana também está a dar o seu contributo para sensibilizar a população para a vacinação contra a covid-19. A ideia é promover informações relevantes sobre …

Voo "para lado nenhum" esgota em tempo recorde. Bastaram 2,5 minutos

A companhia aérea australiana Qantas vendeu os bilhetes para o próximo "voo para lugar nenhum" em tempo recorde: 2,5 minutos. A Qantas está a promover um novo "voo para lugar nenhum" que dará aos famintos por …

Todos queriam "O Senhor dos Anéis". Mas cinemas chineses foram obrigados a exibir filmes de propaganda

Pequim ordenou que os cinemas chineses divulgassem propaganda em homenagem ao Partido Comunista. Os cinéfilos do país, que clamam pelos filmes de Hollywood, revoltaram-se. A 1 de abril, no dia em que entrou em vigor um …

Presidente da República condecorou Jorge Coelho a título póstumo

Marcelo Rebelo de Sousa condecorou, a título póstumo, o antigo ministro e dirigente socialista Jorge Coelho com a grã-cruz da Ordem do Infante D. Henrique. O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, condecorou esta quinta-feira, …

Comer caladas, autocarro sem parque, pavilhão sujo: assim foi uma final europeia

Episódios quase inacreditáveis rodearam a final feminina da Taça EHF. O diretor da equipa vencedora conta tudo o que aconteceu (e há muito para contar). O Rincón Fertilidad Málaga conquistou a Taça EHF feminina desta época. …