Variante espanhola do vírus é responsável pela maioria dos atuais casos no Reino Unido

Um novo estudo desenvolvido poe investigadores suíços sugeriu que uma variante do coronavírus originária de Espanha é atualmente responsável pela maioria dos casos no Reino Unido, destacando a fraqueza das políticas de viagens do Governo britânico durante o verão.

A pesquisa, publicada no medRxiv e ainda não revista pelos pares, revelou que uma nova variante do coronavírus, conhecida como 20A.EU1, surgiu em Espanha durante o verão e desde então está a espalhar-se por vários países europeus, incluindo o Reino Unido, noticiou no sábado o Guardian.

Em meados de setembro, a variante em causa foi encontrada em 80% dos casos registados no País de Gales e na Escócia e em cerca de 50% dos registados na Suíça e na Inglaterra, indicaram os autores do estudo.

A variante apareceu no Reino Unido em meados de julho, quando as viagens sem quarentena para a Espanha foram permitidas a partir de Inglaterra, do País de Gales e da Irlanda do Norte. A nova variante é agora comum em vários países da Europa.

À BBC Radio 4, a geneticista e principal autora do estudo, Emma Hodcroft, da Universidade de Basel, enfatizou que ainda não havia sinais de que esta variante seja mais perigosa do que outras, ou que possa prejudicar o desenvolvimento de uma vacina. “Não é muito diferente das variantes que circularam na primavera”, afirmou.

No início deste ano, especialistas levantaram uma série de preocupações sobre as viagens internacionais devido à sobrelotação nos aeroportos, à falta de informação sobre quarentenas e às fracas verificações dos formulários de teste e rastreio.

Devi Sridhar, presidente do departamento de Saúde Pública Global da Universidade de Edimburgo, relatou falhas na abordagem do Governo britânico quanto às viagens durante o verão. “Os números estavam realmente baixos e essa era nossa oportunidade de mantê-los baixos”, apontou, frisando: “O vírus move-se quando as pessoas movem-se”.

Alberto Morante / EPA

Sridhar indicou que há duas abordagens para gerir o vírus: manter as fronteiras abertas – como ocorreu no Reino Unido – e adotar restrições severas para tentar combater a transmissão na comunidade; ou controlar a fronteira de forma mais rígida – como em Taiwan e na Nova Zelândia -, mas ter poucas restrições no dia-a-dia.

“Sinto que na Europa queremos tudo, queremos poder ir de férias, queremos ter bares abertos, pubs abertos, clubes abertos – mas com um vírus tão infecioso e com uma taxa de hospitalização associada, é quase impossível”, acrescentou.

“O maior erro que o mundo cometeu desde o início foi não aplicar mais restrições às viagens para controlar a propagação”, concluiu.

Para o professor John Edmunds, da Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres, a questão no momento é que pode haver quase 100 mil novas infeções todos os dias no Reino Unido – algo que considera mais preocupante do que o número de casos importados do estrangeiro.

Já Michael Head, investigador de Saúde Global da Universidade de Southampton, declarou: “O Reino Unido, juntamente com outros países europeus, tem sido muito reativo na resposta à covid-19, em vez de proativo. Isso incluiu abordagens reativas em torno de viagens internacionais, implementando apenas recomendações de quarentena aos viajantes que retornam quando as taxas são altas”.

“Com um sistema de teste e rastreio de baixa qualidade, pouco compromisso dos que estão isolados e baixos níveis de confiança no Governo, o Reino Unido está mal colocado para o início do inverno”, sublinhou.

  ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Alec Baldwin

Hollywood em choque. Alec Baldwin recebeu arma carregada, mas disseram-lhe que estava "fria"

A morte da directora de fotografia Halyna Hutchins, depois de ter sido atingida pelo actor Alec Baldwin durante as filmagens de "Rust", deixou o mundo de cinema de Hollywood abalado. E ninguém percebe como é …

Provedor da Santa Casa sob suspeita. Renda com desconto, gastos e bolsa investigados

A Polícia Judiciária (PJ) apreendeu documentos e computadores ao provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML), Edmundo Martinho, e à professora Maria da Luz Cabral. Em causa estarão suspeitas relacionadas com despesas, uma …

O empresário John Textor

FC Porto tenta desviar John Textor. Empresário só quer o Benfica

John Textor foi abordado várias vezes nos últimos meses por intermediários alegadamente com ligações ao FC Porto, que procuravam levar o empresário a investir na SAD azul e branca. Mas o empresário assegura que, em …

Biden adia publicação de arquivos sobre assassinato de John F. Kennedy

A Casa Branca informou esta sexta-feira que irá adiar a publicação de documentos confidenciais relacionados com o assassinato do presidente dos Estados Unidos John F. Kennedy. O atual presidente norte-americano, Joe Biden, afirmou em comunicado que …

Dirigente da Al-Qaida abatido na Síria em ataque com drone

O exército norte-americano anunciou esta sexta-feira ter abatido um dirigente do grupo extremista Al-Qaida, num ataque com 'drone' na Síria. "Um ataque aéreo norte-americano realizado esta sexta-feira no noroeste da Síria matou o dirigente da Al-Qaida …

"Venezuelização" do país. Governo arrasado pelos descontos para os combustíveis no IVAucher

O anúncio do Governo de um desconto de 10 cêntimos por litro de combustível abastecido, através do programa IVAucher, está a ser duramente criticado por muitos portugueses. E há até quem fala na "venezuelização" do …

covid, Lisboa

Plano da DGS avança os três cenários que podem levar a novo confinamento

A Direcção-Geral da Saúde publicou o plano de combate à pandemia para este Outono / Inverno com base em três cenários. O surgimento de uma nova variante com características que permitam a evasão do vírus …

A tábua babilónica que se descobriu ter a representação de um fantasma.

Tábua babilónica tem a mais antiga figura de um fantasma (e explica como livrar-se dele)

Foi oficialmente descoberta a representação mais antiga de um fantasma numa tábua de argila babilónica com 3.500 anos, que estava guardada no Museu Britânico, em Londres. A ilustração estava no museu desde o século XIX, mas …

Eleições ou continuar a governar se o OE chumbar? "Estou preparado para tudo".

O primeiro-ministro disse esta sexta-feira estar preparado para continuar a governar, mesmo que o Orçamento para 2022 chumbe, mas adiantou que respeitará se o Presidente da República tiver um entendimento diverso e convocar eleições antecipadas. Esta …

A humanidade sobreviveu a cinco apocalipses. E está preparada para mais

Nos últimos meses, a atenção mediática tem recaído sobre temas como pandemias, vulcões, sismos e outras catástrofes a que, não sendo novidades, a humanidade tem vindo a sobreviver de forma quase inexplicável. Pandemias, vulcões, sismos, cheias …