VAR salva Jesus da primeira derrota do Flamengo no Brasileirão

Clube de Regatas do Flamengo / Facebook

Jorge Jesus no Flamengo, do Brasil.

O treinador português Jorge Jesus esteve perto de sentir pela primeira vez o sabor da derrota no Brasileirão de futebol, mas o videoárbitro (VAR) validou o golo de Gabriel Barbosa já perto do final da partida frente ao Corinthians (1-1).

O maior clássico do futebol brasileiro foi disputado em São Paulo, na casa do Corinthians, que chegou à vantagem por intermédio de uma grande penalidade batida com sucesso por Clayson aos 59 minutos, mas os ‘cariocas’ conseguiram empatar a partida aos 87 minutos, através de ‘Gabigol’, que passou pelo Benfica em 2017 sem grande sucesso.

Na sequência da marcação de um pontapé de canto, e após um desvio, o avançado, que ainda tem vínculo contratual com o Inter de Milão, introduziu a bola na baliza adversária, defendida pelo experiente Cássio, mas o fiscal de linha assinalou fora-de-jogo.

Após uma demorada consulta do VAR, o tento foi validado e permitiu que a formação liderada por Jesus terminasse o encontro com um ponto, seguindo a cinco pontos dos líderes Palmeiras (orientado por Luiz Felipe Scolari) e Santos.

Este foi o quarto jogo disputado pelo Flamengo sob o comando do técnico português (ex-Benfica e Sporting), que venceu o primeiro para o campeonato brasileiro de forma expressiva (6-1 ao Góias), e empatou duas vezes com o Atlético Paranaense, na Taça do Brasil, sendo eliminado nos penáltis e falhando as meias-finais da prova, o que gerou contestação contra a equipa do Rio de Janeiro.

Depois do empate, Jesus revelou algumas das suas palavras durante os momentos em que encarou os adeptos do Flamengo que protestavam no Aeroporto Tom Jobim.

“Achamos estranho o que aconteceu, não havia justificação. Fomos eliminados nos penáltis na Taça. A torcida do Flamengo sentimentalmente… mas já passou. O Diego demonstrou que é bom jogador e grande capitão. No jogo, tinha sido o melhor”, disse o técnico em conferência de imprensa, antes de revelar que fez um apelo aos adeptos.

“Eu não fui dar satisfações [aos adeptos], só pedi para que respeitassem. Para gostar do clube, tem que se gostar dos jogadores. Não há equipa sem jogadores. Estas decisões não sei se são comuns no Brasil. No campo, insultem, fora do campo acabou. Isto aqui no Brasil tem de acabar”, disse ainda o técnico português.

Quanto ao encontro com o Corinthians, Jesus destacou que a sua equipa tem melhorado de jogo para jogo. “Temos vindo a melhorar de jogo para jogo e hoje, depois de estar a perder por 1-0, não era fácil arrancar qualquer coisa e conquistámos um ponto”.

“Sou a favor do VAR, mas há que começar a ouvir as pessoas do futebol, principalmente, os treinadores. Não se pode parar um jogo tanto tempo, quebra muita coisa”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Juiz bloqueia 3,6 mil milhões para construção do muro com México

Um juiz norte-americano deu uma ordem permanente que impede a transferência de fundos militares no valor de 3,6 mil milhões de dólares (3,25 mil milhões de euros) para a construção do muro na fronteira dos …

Houve abusos, mas não há crime nos milhões de Angola que passaram por Malta. MP arquiva caso Deloitte

O Ministério Público (MP) decidiu arquivar o caso de investigação que envolvia 48 sócios da consultora Deloitte que receberam lucros de negócios em Angola, através de Malta. Houve "uso abusivo" das regras fiscais, mas não …

Ex-governador do Rio de Janeiro libertado. Luiz Pezão passará a usar pulseira eletrónica

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) brasileiro libertou na terça-feira o ex-governador do Rio de Janeiro Luiz Fernando Pezão, substituindo a sua prisão preventiva por medidas cautelares alternativas, como uso de pulseira eletrónica, anunciaram fontes …

EUA, Canadá e México assinam revisão do NAFTA. Pacto comercial tem 25 anos

Representantes dos Estados (EUA), do Canadá e do México assinaram na terça-feira uma nova revisão do Tratado Norte-Americano de Livre Comércio (NAFTA), um pacto comercial entre os três países, que já tem 25 anos. Segundo noticiou …

Bósnia fecha campo improvisado e transfere quase 800 pessoas para Sarajevo

A Bósnia fechou, esta quarta-feira, um campo de refugiados, montado num local onde antes funcionava um aterro de lixo, que não tem água potável nem eletricidade. As autoridades bósnias fecharam esta quarta-feira um campo acolhimento de …

Trabalhadores dos Registos em greve a 26, 27 e 28 de dezembro

O Sindicato Nacional de Registos vai estar em greve contra o decreto-lei aprovado pelo Governo, acusando Marcelo Rebelo de Sousa de não ter tido "sensibilidade na análise do diploma do sistema remuneratório". O Sindicato Nacional de …

Artistas exigem 1% do Orçamento do Estado para a Cultura

Mais de 300 artistas concentrados esta terça-feira em frente ao Teatro Nacional de São Carlos, em Lisboa, exigiram um valor imediato de 1% do Orçamento do Estado para a Cultura, em 2020. O protesto, convocado pela …

Depois do Idai, ainda há carência de comida e água potável

São milhares os desalojados que, após o ciclone Idai, continuam sem acesso a água potável. Além disso, a necessidade de comida mantém-se em níveis inalterados. Os dados da Organização Internacional para as Migrações (OIM), patentes no …

Há mulheres-polícia que recebem menos quando estão grávidas

De acordo com um relatório sobre as iniquidades de género dentro da Polícia de Segurança Pública (PSP), ao qual a revista Sábado teve acesso, há mulheres-polícia que recebem menos quando ficam grávidas. Segundo o inquérito realizado …

França. Governo adia entrada em vigor das novas pensões

O novo sistema universal de pensões em França vai abranger apenas as gerações nascidas a partir de 1975 e só terá nova formulação, através de pontos, a partir de 2025. O novo sistema universal de pensões …