“Sangue novo” contra envelhecimento. Startup abre clínica de transfusões

Apesar de o estudo que complementa a ideia ainda não ter sido tornado público, a startup que injeta “sangue novo” vai abrir a primeira clínica. As transfusões são usadas para lutar contra o envelhecimento.

Jesse Karmazin, graduado em medicina por Stanford mas sem licença para a praticar, é o fundador da “Ambrosia Medical” – uma startup que promete injetar sangue de dadores jovens em pessoas mais velhas, na esperança de que o procedimento ajude a rejuvenescer os órgãos do corpo.

Ao Business Insider, Karmazin contou que espera abrir a primeira clínica em Nova York ainda no final deste ano.

Em 2017, a Ambrosia inscreveu as primeiras pessoas no primeiro ensaio clínico dos EUA destinado a descobrir o que acontece quando pessoas mais velhas recebem transfusões de sangue de jovens.

Apesar de a conclusão do ensaio ainda não ter sido tornada pública, Karmazin afirmou que os resultados são “realmente positivos“.

“O ensaio foi um estudo de investigação. Vimos algumas coisas interessantes e planeamos publicar esses dados. Queremos começar a abrir clínicas onde o tratamento será disponibilizado”, disse David Cavalier, Diretor de Operações da Ambrosia.

Nos Estados Unidos, as transfusões de sangue já foram aprovadas pela Food and Drug Administration e, por isso, a Ambrosia tem luz verde para continuar a providenciar um tratamento que não necessita de prescrição médica.

Apesar de ser uma ideia incomum, parece haver um significativo interesse neste tratamento por parte das pessoas: desde a semana passada quando o site da Ambrosia ficou on-line, a empresa recebeu cerca de 100 consultas para esclarecer potenciais pacientes sobre como receber o tratamento, contou ao Business Insider, David Cavalier.

Segundo Cavalier, o interesse demonstrado pelas pessoas nos tratamentos levou ainda à criação de uma lista de espera.

“Foram tantas as pessoas que procuraram por nós que quisemos simplificar a inclusão delas na lista”, explicou Cavalier.

Com as expetativas altas em relação ao futuro da Ambrosia, Karmazin e Cavalier encontram-se ativamente à procura de investidores e de um local para estabelecer a sua primeira clínica, esperando abrir portas ainda em 2018. “Nova York seria o local ideal”, revelou Karmazin.

A primeira clínica do género

Como as transfusões de sangue já foram aprovadas pela regulação federal, a Ambrosia não necessita de demonstrar que os tratamentos que oferece trazem, de facto, algum benefício aos clientes.

Até ao momento, a empresa já “tratou” perto de 150 pacientes, entre os 32 e os 92 anos.

No ensaio clínico, os pacientes recebiam 1,5 litros de plasma de um dador saudável entre os 16 e os 25 anos e todo o processo foi conduzido pelo médico David Wright, que possui um centro privado de terapia intravenosa.

Antes e depois das transfusões, o sangue dos participantes era testado através de biomarcadores que fornecem instantaneamente informações sobre a saúde.

Para o ensaio clínico, cada voluntário teve de desembolsar 8 mil dólares para participar. Segundo Karmazin, a Ambrosia ainda não estabeleceu um preço base para o procedimento.

Há mesmo benefícios?

Em todo o processo há, pelo menos, um facto que é indesmentível: as transfusões de sangue são seguras e capazes de salvar vidas.

Transferir sangue e plasma de alguém saudável para uma pessoa que passou por uma cirurgia ou esteve envolvida num acidente, é um dos procedimentos hospitalares mais seguros e mais comuns.

Todos os anos, nos Estados Unidos, são realizadas cerca de 14,6 milhões de transfusões – algo como 40 mil transfusões por dia.

Contudo, aquilo que a Ambrosia se propõe fazer e o seu suposto potencial para combater o envelhecimento é ainda uma incógnita para a ciência.

“Não há evidências clínicas e estão a abusar da confiança das pessoas e do entusiasmo público criado”, disse à revista Science, Toy Wyss-Coray, neuro-cientista da Universidade de Stanford que conduziu, em 2014, um estudo sobre plasma jovem em ratos.

Apesar de os estudos existentes contrariarem as intenções da Ambrosia, Karmazin mantém-se optimista e conta que teve a ideias das transformações durante a sua formação em medicina, onde assistiu a dezenas de transfusões de sangue.

“Alguns pacientes receberam sangue jovem e outros tiveram sangue mais velho e eu consegui fazer algumas estatísticas e os resultado que obtive foram realmente impressionantes”, revelou Karmazin. “Pensei que seria o tipo de terapia que eu gostaria que estivesse disponível para mim”.

Até ao momento, ninguém sabe se as transfusões de sangue de jovens podem realmente estar ligadas a qualquer benefício de saúde nas pessoas.

Karmazin explicou ainda que muitas das 150 pessoas que receberam o tratamento notaram melhorias na concentração, memória, sono, aparência e no tónus muscular.

Mas enquanto o estudo não se tornar público, as dúvidas permanecerão.

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Este tipo de transfusoes de sangue nao e novo foi algo praticado por cientista russos 1940 apesar de a pessoa ficar com mais energia e com aspecto saudavel o estudo na epoca nao provou que fizesse nada mais relevante …. apesar de as pessoas sujeitas a este tipo de tratamento estates sujeitas a transfusoes constantes de sangue novo ….

RESPONDER

Rússia adere definitivamente ao acordo de Paris

A Rússia assinou, esta segunda-feira, uma resolução governamental que consagra a adesão definitiva ao Acordo de Paris sobre redução de emissões de gases com efeito de estufa, assinado por 195 países. "O primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev, …

"Roubaram-me os sonhos e a infância", acusa Greta Thunberg na Cimeira do Clima

A jovem ativista sueca criticou, esta segunda-feira, os líderes mundiais pela inação face às alterações climáticas e acusou-os de lhe roubarem os sonhos e a infância. "Como é que se atreveram? Vocês roubaram-me os sonhos e …

Jerónimo frisa que passes de transportes mais baratos foram obra da CDU

O secretário-geral comunista vincou o papel do PCP e "Os Verdes" na redução dos preços dos passes dos transportes públicos, numa sessão pública com trabalhadores das empresas do setor, na estação de comboios de Santa …

Morte de menina de oito anos com bala perdida revolta Brasil

A morte de Ágatha Félix, uma menina de oito anos atingida, alegadamente, por uma bala perdida da polícia do Rio de Janeiro, está a provocar indignação no Brasil. Ágatha Felix tinha oito anos e foi baleada …

Nós, Cidadãos! defende mudanças na escolha do PGR para combater corrupção

O presidente do partido Nós, Cidadãos! defende mudanças na escolha do Procurador-Geral da República, afirmando que boa parte dos 42 mil milhões de euros que a corrupção custou aos portugueses se deveu à inoperância desta …

"Estranhos sintomas" que afligiam diplomatas em Cuba podem ter sido causados por pesticidas

A misteriosa origem dos estranhos sintomas (entre eles, zumbidos, tonturas, náuseas, perdas de audição e de memória e outras dificuldades cognitivas) que afligiram diplomatas canadianos e norte-americanos em Cuba entre 2016 e 2018 dever-se-á a …

Testes rápidos ao VIH já podem ser feitos em casa

A partir da próxima semana vai ser possível comprar nas farmácias autotestes ao vírus da SIDA para fazer em casa. Os resultados demoram apenas 15 minutos. As farmácias portuguesas vão começar a vender, a partir da …

Polícia dispara balas de borracha sobre manifestantes em Hong Kong

A polícia disparou no domingo balas de borracha em confrontos com manifestantes pró-democracia, em Hong Kong, perto de um centro comercial no qual causaram distúrbios. Pelo décimo sexto fim de semana de mobilização, milhares de manifestantes …

Portugal já paga juros mais baixos que Itália e Espanha, diz Costa

"Todos em Portugal estão hoje a viver melhor do que viviam há quatro anos", afirmou António Costa, durante uma ação de campanha do PS. António Costa disse, este domingo, que Portugal já está a pagar a …

Os últimos cinco anos foram os mais quentes de sempre

Um relatório das Nações Unidas revelou que, entre 2015 e 2019, foram atingidos níveis históricos. Desde 1850, as temperaturas aumentaram 1,1ºC. O período entre 2015 a 2019 é o mais quente alguma vez registado, indicou este …