“As vacinas não têm nacionalidade”. Costa pressiona avaliação da Sputnik V

Francisco Seco / POOL / EPA

O primeiro-ministro, António Costa, no Parlamento Europeu

O primeiro-ministro atacou as políticas de fecho de fronteiras para impedir a saída de vacinas e as “guerras nacionais” em função do país de origem dessas vacinas, defendendo em contrapartida mais prevenção e regulação global.

Esta posição foi transmitida por António Costa na sua segunda intervenção no Fórum Empresarial Ibero-Americano, evento que decorre em Andorra-a-Velha e que antecede a cerimónia de abertura da XXVII Cimeira Ibero-Americana.

Falando depois de uma intervenção por videoconferência do Presidente de França, Emmanuel Macron, e imediatamente antes do discurso do primeiro-ministro de Espanha, Pedro Sánchez, o líder do executivo português defendeu a “importância de se criarem cadeias de valor global de produção”, criticando, em contraponto, “a tentação de se fechar fronteiras para se proibir exportações”.



“A União Europeia é uma das regiões que nunca interrompeu a exportação de vacinas e grande parte (senão mesmo a totalidade) das vacinas disponíveis na Covax (cooperação mundial) foram produzidas aqui na Europa”, apontou o primeiro-ministro, país que detém até junho a presidência do Conselho da União Europeia.

Neste ponto, António Costa sustentou que Estados Unidos e Reino Unido, entre outros, devem seguir este exemplo, fornecendo vacinas à Covax.

Mas, nos seus recados, o primeiro-ministro português foi ainda mais longe, dizendo que, “assim como o vírus não tem nacionalidade nem conhece fronteiras, também as vacinas não têm nacionalidade”.

“Todas as vacinas que demonstrem a sua eficácia e segurança sanitária têm de possuir licença de introdução no mercado. Essas vacinas tanto podem ser produzidas na Europa, nos Estados Unidos, na China ou na Rússia. A verdade é muito clara: Todos somos poucos para produzir a quantidade de vacinas necessárias à escala global”, frisou.

O primeiro-ministro considerou então “inadmissíveis as guerras comerciais com base em bens essenciais, como são as vacinas”.

“Temos de possuir um organismo internacional para o reconhecimento comum da segurança das vacinas. Um organismo que confira uma licença global para essas vacinas serem comercializadas em todo o mundo”, acrescentou, numa intervenção em que também defendeu o reforço de poderes da Organização Mundial da Saúde (OMS).

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Estados Unidos anunciam novas sanções a Cuba. “É apenas o início”

Sanções dos Estados Unidos a Cuba têm como objetivo castigar “os indivíduos responsáveis pela opressão da população cubana”. Ministro dos Negócios Estrangeiros cubano, numa reação, fala em medidas "sem fundamento e caluniosas" e pede que …

Militantes do Chega acusados de agredir homossexual em Viseu

Militantes do Chega são acusados de terem agredido um homem homossexual no final da tarde de quarta-feira, na rua, em Viseu. Segundo informação avançada pelo Expresso, os agressores são afetos à candidatura do partido de …

Só Portugal e Lituânia é que ainda não têm 5G na União Europeia

Portugal e a Lituânia eram os dois países da União Europeia (UE) sem serviços de quinta geração (5G) no final de junho, de acordo com último relatório do Observatório Europeu para o 5G. "No final de …

Número três do Benfica suspeito de fraude fiscal

Os investigadores da Operação Saco Azul suspeitam que o Benfica desviou 1,4 milhões de euros, dos 1,8 milhões que pagou à empresa informática Questão Flexível. O semanário Expresso avança, na sua edição desta sexta-feira, que o …

OE2022: PCP já reuniu com o Governo, mas chuta discussões para pós-autárquicas. BE resgata propostas

O Governo já começa a apalpar terreno à esquerda para as negociações do Orçamento do Estado para 2022. O executivo reuniu com o PCP, mas o partido diz que só negoceia após as autárquicas. BE …

Harry Kane pode estar a caminho do Manchester City por 187 milhões de euros

A confirmar-se este valor, esta será a segunda maior transferência da história, superada apenas pela saída de Neymar do Barcelona para o PSG em 2017. Segundo avança o The Sun, Harry Kane está mesmo a caminho …

Benfica fez sondagem por Kaio Jorge

O jovem ponta-de-lança estará a ser cobiçado pelos italianos do AC Milan, mas os encarnados também não quiseram ficar para trás. De acordo com o jornal Record, o Benfica fez uma sondagem por Kaio Jorge, o …

Governo propõe que avós ou tios possam usufruir de licença parental

O Executivo propôs aos parceiros sociais que, quando a mãe ou o pai de uma criança estão impedidos de gozar a licença parental, os familiares diretos, como avós, tios ou irmãos, possam fazê-lo e receber …

"Jogo de passa-culpas". Detenção de Vieira abre guerra entre Novo Banco e Fundo de Resolução

O Novo Banco acusa o Fundo de Resolução pelo facto de a venda da dívida da Imosteps, empresa de Luís Filipe Vieira, não ter sido vendida isoladamente a um fundo. A detenção de Luís Filipe Vieira …

Santa Clara vence na Macedónia do Norte e está mais perto da Europa

O Santa Clara venceu esta quinta-feira por 3-0 na visita ao Shkupi, em jogo da primeira mão da segunda pré-eliminatória da Liga Conferência Europa, disputado em Skopje, na Macedónia do Norte. No estádio Arena Nacional Todor …