/

Vacinados escapam às restrições da “lista âmbar” britânica

Pessoas vacinadas contra a covid-19 que viagem a partir dos Estados Unidos (EUA) ou da União Europeia (UE) podem evitar a quarentena caso venham de um país da “lista âmbar” britânica, onde está Portugal.

Segundo o Guardian, com esta medida, os norte-americanos vacinados e os europeus com certificado digital podem escapar às restrições previstas para os países que estão na lista, caso tenham recebido uma vacina aprovada pelos britânicos.

A informação foi conformada no Twitter esta quarta-feira pelo ministro dos Transportes britânico, Grant Sharps. O responsável informou que a medida entrará em vigor a partir da próxima segunda-feira, às 04:00 locais (mesma hora em Lisboa).

A eliminação da quarentena, porém, não implica também a realização de novos testes de despistagem à covid-19, referiu a BBC, citada pela agência Lusa.

No entanto, no geral, independentemente do país em que foi obtida, a quarentena ainda terá que ser feita ao chegar de um território na lista “amarelo +”, como a França, ou no vermelho (neste caso, num hotel designado), como os de vários países da América Latina.

Todos os viajantes que chegam de países “verdes” e pessoas vacinadas que vêm de locais da zona “amarela”, como a Espanha, estão isentos de isolamento, embora devam apresentar testes negativos antes e depois de chegar ao país.

Os britânicos ou norte-americanos vacinados nos EUA podem evitar a quarentena ao chegar ao Reino Unido, se tiverem teste negativo antes e depois da viagem.

Atualmente, os cidadãos que se desloquem para o Reino Unido a partir de um país da “lista âmbar” são obrigados a cumprir uma quarentena de 10 dias. O “passe Covid”, atribuído aos vacinados pelo serviço público de saúde do Reino Unido, permite-lhes evitar a quarentena no regresso a partir de um país dessa lista.

A confirmar-se, a decisão representa um alívio das restrições às viagens internacionais.

  Taísa Pagno //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.