Finalizada vacina da Moderna para combater variante sul-africana da covid-19

A vacina da Moderna, alterada para combater também a variante sul-africana da covid-19, está pronta e foi enviada, na quarta-feira, a vários institutos de saúde norte-americanos para o início dos testes clínicos.

Como lembrou a TSF, esta estirpe é uma das mais perigosas mutações do vírus, conseguindo contornar as ações de bloqueio dos anticorpos que combatem o vírus original.

Já a vacina da Pfizer demonstra uma eficácia de 94%, segundo um estudo em que participa boa parte da população de Israel. A investigação, publicada na quarta-feira no New England Journal of Medicine, contou com a participação de 1,2 milhões de israelitas.

Esta semana foi detetada em Nova Iorque e noutras regiões do nordeste dos Estados Unidos (EUA) uma nova variante do SARS-CoV-2, avançou a CNN na quinta-feira, revelando que a descoberta está a preocupar as duas equipas de investigadores que descobriram a B.1.526, o nome que lhe foi atribuído.

Uma das mutações identificadas é igual à encontrada na variante da África do Sul (conhecida como B.1.351), dando ao vírus a capacidade contornar parte da resposta imunitária do corpo, os tratamentos com anticorpos monoclonais e as vacinas.

“Observamos um aumento constante na taxa de deteção [desta mutação] desde o final de dezembro até meados de fevereiro, com um aumento alarmante de 12,7% nas últimas duas semanas”, escreveu uma equipa do Centro Médico da Universidade de Columbia num relatório ainda não publicado.

No documento, ao qual a CNN teve acesso, os investigadores indicaram que a “nova variante está a crescer de forma alarmante entre a população de pacientes nas últimas semanas”. Para o diretor do Centro de Investigação para a SIDA Aaron Diamond, também na Columbia, esta variante terá sido “feita em casa, presumivelmente em Nova Iorque”.

Segunda dose na Europa chega entre 21 a 84 dias

As três vacinas aprovadas na União Europeia (UE) requerem a toma de duas doses. Segundo a Agência Europeia do Medicamento, o tempo indicado para a segunda toma é de 19 a 23 dias para a da Pfizer/BioNTech, de 28 dias para a da Moderna e de 28 a 84 para a da AstraZeneca, noticiou esta quinta-feira o ECO.

Também a vacina russa Sputnik V requer a toma de duas doses, com 21 dias de intervalo.

Segundo dados dos governos e autoridades de saúde nas suas plataformas digitais, a maioria dos países segue as indicações dadas pelas farmacêuticas e reguladores.

Em Portugal, a recomendação é de 21 dias para a vacina da Pfizer/BioNTech e 28 dias para a da Moderna. Contudo, na quarta-feira, o coordenador do plano de vacinação contra a covid-19, o vice-almirante Henrique Gouveia e Melo, defendeu o adiamento da toma da segunda dose do fármaco da Pfizer/BioNTech.

“Está a ser estudado, a meu pedido, pela Direção-Geral da Saúde e pelo Infarmed, se podemos alargar este período por duas semanas, de forma a conseguirmos antecipar a vacinação a cerca de 200 mil pessoas. Reforçar a vacinação uma ou duas semanas mais tarde praticamente não vai fazer grande variação no processo de defesa da pessoa que já foi vacinada com a primeira dose”, indicou.

Para o fármaco da AstraZeneca, o intervalo em território nacional é até 12 semanas.

Taísa Pagno //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas criam material de "auto-reparação" mais resistente do mundo (e é perfeito para ecrãs de telemóveis)

Investigadores do Instituto Indiano de Educação e Investigação Científica (IISER, na sigla em inglês) podem ter encontrado o material perfeito para fazer os ecrãs de smartphones: transparente, resistente e que a capacidade de se "auto-curar" …

"A bitcoin vai criar a paz mundial"

A rainha das moedas digitais, se não construir a paz no planeta, vai ajudar na pacificação entre os seres humanos. É a opinião de Jack Dorsey. É o centro de atenções de muitos investidores, é o …

"Burrolandia". Parque temático de burros no México está a tentar salvar estes animais

Um parque temático de burros no México serve de santuário a estes animais que estão aos poucos a desaparecer no país. "O burro ajudou o homem por muito tempo. É hora de retribuirmos o favor", …

Uma mão robótica que joga Super Mario Bros na Nintendo? Sim, existe

Uma equipa de investigadores da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, imprimiu em 3D peças para criar uma mão robótica capaz de jogar Super Mario Bros na Nintendo.  A mão robótica é totalmente montada com circuitos …

"Narco Drones" apanhados a entregar drogas numa prisão chilena

Reclusos e cúmplices no exterior estão a usar drones para contrabandear droga para a prisão mais antiga do Chile. As autoridades chilenas descobriram que o esquema de contrabando tinha como objetivo transportar drogas para a Ex …

Erupção do vulcão Etna causa problemas económicos na Sicília

Nos últimos meses, o vulcão Etna tem estado em constante erupção e o custo de limpeza das cinzas está a deixar muitas cidades da Sicília à beira da falência. O vulcão Etna – um dos mais …

Argentina cria documento de identidade para pessoas não binárias

O Presidente da Argentina anunciou, esta semana, que o país tem um novo documento de identidade para incluir pessoas não binárias. É o primeiro país da América Latina a fazê-lo. De acordo com o chefe de …

Costa diz que Portugal vai ter "o dobro" de fundos comunitários para investir

O primeiro-ministro afirmou, este sábado, que Portugal vai contar, nos próximos sete anos, com "o dobro" de fundos comunitários para investimento, considerando que esta "é uma oportunidade única" que não pode ser desperdiçada. "Vamos ter a …

Chinesa morre após salvar a filha de deslizamento de terra. Bebé esteve 24 horas nos escombros

Uma mulher morreu após salvar o seu bebé quando um deslizamento de terra e uma forte inundação atingiram a sua casa na China, revelam as equipas de resgate. Como noticia a BBC, a bebé foi resgatada …

Caso Ihor. IGAI pede expulsão do ex-diretor de fronteiras do SEF

A Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) já entregou ao ministro Eduardo Cabrita o relatório final do processo disciplinar contra o inspetor coordenador do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) António Sérgio Henriques, que propõe a …