Vacina para a covid-19 vai ser gratuita na Austrália

A Austrália chegou a acordo com o grupo farmacêutico sueco-britânico AstraZeneca para obter a vacina que está a ser desenvolvida com a Universidade de Oxford, no Reino Unido, anunciou nesta terça-feira o primeiro-ministro, garantindo que será fabricada e distribuída gratuitamente.

“A ‘vacina Oxford’ é uma das mais avançadas e promissoras do mundo e, com este acordo, garantimos a disponibilidade antecipada para todos os australianos”, afirmou o primeiro-ministro australiano Scott Morrison.

“Se esta vacina se mostrar eficaz, iremos fabricar e entregar vacinas imediatamente, sem a ajuda de ninguém, e torná-las gratuitas para os 25 milhões de australianos”, assegurou.

A “vacina Oxford” é uma das cinco vacinas atualmente no nível três de testes, ou seja, no penúltimo do processo, e os investigadores esperam ter resultados até ao final do ano.

Este é o primeiro acordo do género assinado pela Austrália, embora o primeiro-ministro tenha adiantado que o governo também está a discutir com “outros interlocutores no mundo” sobre potenciais vacinas e a apoiar os esforços dos cientistas locais.

No entanto, o país ainda não assinou um acordo final com a AstraZeneca sobre o preço da vacina e não foi escolhido nenhum fabricante local.

A Austrália já assinou um acordo de 25 milhões de dólares australianos (15,2 milhões de euros) com a empresa norte-americana de equipamentos médicos Becton Dickinson para o fornecimento de cem milhões de seringas e agulhas, que serão usadas para administrar as doses de vacinas.

O jornal britânico The Guardian escreve ainda que Morrison quer tornar a vacina obrigatória, sublinhando que o governante já traçou planos para “devolver o país à vida normal” após combater uma segunda onda no país.

O objetivo, disse, é que 95% da população fosse vacinada e o primeiro-ministro australiano espera que a vacina seja obrigatória para toda a população, exceto para aqueles que não a podem tomar devido a motivos de saúde.

Entretanto, o governante esclareceu as declarações, dizendo que administração da vacina não será obrigatória mas sim “encorajada”.

Cinco vacinas em fase de testes

Nenhuma vacina contra o coronavírus que provoca a covid-19 se mostrou ainda eficaz em ensaios clínicos, mas já foram encomendadas pelo menos 5,7 mil milhões de doses em todo o mundo. Cinco vacinas – três de países ocidentais, incluindo a “Oxford”, e duas da China – estão na fase três dos testes, estando a ser aplicadas em milhares de pessoas.

A AstraZeneca também chegou a acordo com os EUA, a Europa e o Brasil, e o ministro da Saúde da Grécia manifestou esta segunda-feira a esperança de receber em dezembro as primeiras doses da vacina, na sequência de um acordo entre a União Europeia e a indústria farmacêutica. A Comissão Europeia anunciou na sexta-feira ter chegado a acordo com o grupo farmacêutico para adquirir uma potencial vacina contra a covid-19.

A CE afirmou que, “assim que a vacina se revelar segura e eficaz”, comprará 300 milhões de doses, tendo ainda “opção de compra de mais cem milhões para os Estados membros”.

O primeiro-ministro australiano também garantiu que o país mantém a promessa de dar acesso rápido à futura vacina aos países do Pacífico e aos seus parceiros regionais no Sudeste Asiático. Recentemente, Scott Morrison pediu a todos os países que partilhassem a futura vacina, afirmando acreditar que qualquer país que descubra uma vacina eficaz e não a partilhe “será muito mal avaliado pela história”.

A Austrália foi considerada um dos países mais bem-sucedidos no controlo da epidemia, até que um surto no estado de Victoria alterou essa imagem. As autoridades ordenaram um recolher obrigatório noturno e o encerramento de empresas não essenciais até, pelo menos, 13 de setembro em Melbourne, a segunda maior cidade do país.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Em apenas três anos, a Austrália perdeu um terço dos seus coalas

A seca, os incêndios florestais e a desflorestação na Austrália levaram o país a perder um terço dos seus coalas nos últimos três anos. A Austrália perdeu cerca de 30% dos seus coalas nos últimos …

Há modelos matemáticos que preveem se uma música vai ser viral — os mesmos utilizados com a covid-19

O uso de modelos matemáticos para antecipar o nível de sucesso de uma música pode começar a ser usado, a partir da publicação do presente estudo, por artistas e editoras para melhorar o desempenho dos …

Alemanha. Funcionário de posto de combustível abatido a tiro por cliente que se recusou a usar máscara

Um homem de 49 anos matou um funcionário de um posto de combustível na Alemanha, após tentar comprar cerveja sem utilizar a máscara. No país, o uso deste equipamento de proteção é obrigatório para entrar …

Um violino gigante flutuou no Grande Canal de Veneza (ao som de Vivaldi)

No passado fim de semana, um violino gigante, com quase 12 metros de comprimento, desceu o Grande Canal de Veneza. A bordo estava um quarteto de cordas, que tocou Four Seasons de Vivaldi. O Noah's Violin …

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …

Europeus acreditam numa "guerra fria" entre os EUA e a China e Rússia

A maioria dos cidadãos da União Europeia (UE), 62%, considera que os Estados Unidos (EUA), com apoio das instituições comunitárias, estão numa nova "guerra fria" com a China, mas recusam envolvimento nacional, revelou um inquérito …

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …

Preços das casas voltaram a aumentar no segundo trimestre

Entre abril e junho, o índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu 6,6% em termos homólogos. A revelação foi feita esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O Índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu …