UTAO estima défice de 2,3% do PIB, acima do previsto pelo Governo

Paulo Vaz Henriques / Portugal.gov.pt

O ministro das Finanças, Mário Centeno

O ministro das Finanças, Mário Centeno

A UTAO estima que o défice orçamental de 2016 em contabilidade nacional, a que conta para Bruxelas, se tenha situado em 2,3% do PIB, acima da última estimativa do Governo, que aponta para 2,1%.

“No que se refere a 2016, estima-se que o défice em contabilidade nacional se tenha situado em 2,3% do PIB [2,6% do PIB excluindo operações de natureza temporária], o que a confirmar-se deverá permitir o encerramento do Procedimento dos Défices Excessivos”, afirmam a Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO), numa nota enviada aos deputados e a que a agência Lusa teve hoje acesso.

A confirmar-se, esta estimativa dos especialistas que apoiam o Parlamento fica abaixo da meta de um défice orçamental de 2,5% do PIB definida por Bruxelas, aquando do encerramento do processo de sanções, mas acima da última estimativa apresentada pelo Governo, de que o défice não ficaria acima de 2,1% do PIB em 2016.

Na nota sobre a execução orçamental de janeiro de 2017, a UTAO estima que o défice das administrações públicas se tenha situado entre 2,1% e 2,5%, sendo, assim, o valor central da estimativa de 2,3%.

“Neste resultado inclui-se o efeito de medidas ‘one-off’, as quais têm uma natureza temporária e não recorrente, que no seu conjunto contribuíram para melhorar o défice em 0,3 pontos percentuais do PIB, ou cerca de 570 milhões de euros”, afirma a UTAO.

Entre estas medidas, dizem os especialistas, destacam-se, “pela sua dimensão”, a receita do Programa Especial de Redução do Endividamento ao Estado (PERES), representando 0,2% do PIB, e a devolução de ‘pre-paid margins’ relativas ao empréstimo obtido no âmbito do Programa de Assistência Económica e Financeira (PAEF), representando 0,15% do PIB, ambas com efeitos no quarto trimestre de 2016″.

O défice ajustado de medidas one-off fica entre 2,4% e 2,8% do PIB, segundo a UTAO. Só no final de março é que o Instituto Nacional de Estatística (INE) vai revelar o valor final do défice orçamental do ano passado em contas nacionais.

A confirmar-se a estimativa central para o défice em contabilidade nacional, “este terá evidenciado uma redução face ao registado em 2015”, de 2,1 pontos percentuais do PIB.

“Contudo, a redução está influenciada em larga medida pelo efeito das medidas ‘one-off’ ocorridas nos dois anos em sentidos contrários”, adverte, lembrando que se em 2016 essas medidas se traduziram numa melhoria do défice em 0,3 pontos percentuais do PIB, em 2015 significaram um “agravamento substancial” do défice, na ordem de 1,4 pontos percentuais do PIB, sobretudo devido à resolução do Banif, num montante de cerca de 2.460 milhões de euros”.

A UTAO afirma que a estimativa para o défice das administrações públicas, a confirmar-se, “poderá permitir o encerramento do Procedimento dos Défices Excessivos”, mas adverte que essa possibilidade “será avaliada pela Comissão Europeia na sequência da divulgação dos resultados oficiais para o défice orçamental de 2016 apurados pelo Instituto Nacional de Estatística [INE], que se encontra prevista para 24 de março, e da atualização do Programa de Estabilidade 2017-2021 a apresentar pelo Governo português em abril”.

A UTAO admite ainda que a projeção para o crescimento da economia portuguesa este ano possa ser revista em alta em 0,4 pontos percentuais para 1,9%, no seguimento do crescimento do PIB verificado em 2016.

“A projeção para o Produto Interno Bruto [PIB] anual poderá ser eventualmente revista em alta em 0,4 pontos percentuais para 1,9%”, face aos 1,5% previstos no Orçamento do Estado de 2017 (OE2017), afirma a Unidade Técnica de Apoio Orçamental.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Há uma planta na Austrália que é masculina, feminina e bissexual

Cientistas da Bucknell University (Austrália) descobriram uma espécie de planta que pode ser masculina, feminina e bissexual. Os investigadores publicaram a descoberta na revista PhytoKeys e chamaram a amostra, que foi descrita em 1970, mas não …

Astrónomos descobrem a mais antiga colisão de galáxias conhecida

Uma equipa internacional de investigadores descobriram o exemplo mais antigo de uma colisão entre duas galáxias. A luz dessa fusão teve de viajar durante 13 mil milhões de anos para chegar até nós, uma vez …

Asteróide do tamanho da Torre Eiffel vai passar pela Terra. É a segunda maior aproximação em 120 anos

Na segunda-feira, dia de S. João no Porto, um asteróide muito grande - que pode ser tão grande como a Torre Eiffel - vai passar pela Terra a mais de 45 mil quilómetros por hora. O …

As eleições foram repetidas em Istambul. Erdogan voltou a perder (e por mais)

O candidato da oposição Ekrem Imamoglu ganhou hoje de novo as eleições municipais em Istambul, após a anulação de uma primeira votação, infligindo ao presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, o pior revés eleitoral em 17 …

No Azerbaijão, há chamas que ardem há quatro mil anos

Chamas altas dançam sem descanso num trecho de 10 metros de encosta. É o Yanar Dag - que significa "montanha em chamas" - na Península Absheron, no Azerbaijão. "Este fogo queimou 4.000 anos e nunca parou", …

A lendária Cidade Perdida do Deus Macaco é um refúgio de espécies "extintas"

A Cidade Branca, imponente sítio arqueológico detetado em 2012 nas selvas das Honduras, é também um "ecossistema prístino e próspero, cheio de espécies raras e únicas". A ONG americana Conservation International chegou a essa conclusão depois …

As mulheres têm mais doenças autoimunes do que os homens. A culpa pode ser da placenta

A hipótese da compensação da gravidez mostra que a evolução pode ter tido um papel importante no sistema imunológico das mulheres. Há cerca de 65 milhões de aos, depois da época dos dinossauros, surgiu o primeiro …

Cientistas conseguiram registar canto de uma das baleias mais raras do mundo

Cientistas conseguiram, pela primeira vez, registar sons de um pequeno grupo de baleias-francas-do-pacífico (Eubalaena japonica). Pela primeira vez, investigadores da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA) conseguiram gravar sons de um pequeno grupo de baleias-francas-do-pacífico (Eubalaena …

Único racismo português "é contra os ciganos" (e Portugal devia pedir-lhes desculpa)

O antropólogo e investigador José Pereira Bastos defendeu este domingo que Portugal deveria pedir desculpa aos ciganos e resolver o problema da habitação, apontando que não adianta de nada haver um Dia Nacional do Cigano. O …

Redes sociais podem ser uma ameaça para as experiências médicas

As redes sociais podem afetar severamente a maneira como se conduzem experiências médicas. A comparação de resultados entre voluntários, por exemplo, pode influenciar os resultados obtidos. Testar novos tratamentos farmacêuticos é um processo complicado. Muitas vezes, …