Urgências podem entrar em colapso se os médicos com mais de 50 anos saírem

Miguel Guimarães / Facebook

Miguel Guimarães, o novo bastonário da Ordem dos Médicos

A Ordem dos Médicos avisou esta quarta-feira o Governo que uma parte significativa das urgências dos hospitais públicos entraria em colapso se os médicos acima dos 50 anos deixassem de fazer urgência, como prevê a lei.

“Os profissionais têm dado gritos de alerta e não estão a ser atendidos. Qualquer dia chegam a um estado de desmotivação e de exaustão tal que, porventura, aqueles que não têm obrigação de fazer urgência e têm direito a deixar de o fazer, podem deixar de o fazer. E isso tinha um impacto muito grande nos serviços de urgência de uma forma geral”, afirmou Miguel Guimarães à agência Lusa.

A propósito de mais um pedido de demissão de chefes de urgência, desta vez na Maternidade Alfredo da Costa, o bastonário chamou a atenção para “o número muito significativo de médicos com 50 e mais anos” que continua a assegurar urgências noturnas e diurnas.

“Uma parte muito significativa das urgências entraria em colapso se os médicos com 55 anos deixassem de dar o seu contributo e de realizar urgência”, afirmou Miguel Guimarães à agência Lusa, lembrando que a lei estabelece que a partir dos 50 anos os médicos estão dispensados de urgência noturna e a partir dos 55 anos estão dispensados de fazer urgência quer de noite quer de dia.

O bastonário lembra que são muitos os médicos com mais de 55 anos que continuam a assegurar urgências e entende que algumas administrações dos hospitais e o próprio ministro da Saúde têm mostrado incompreensão por esse esforço e até desvalorização.

Questionado se esta análise da situação pode ser entendida como um aviso ao Governo, Miguel Guimarães respondeu que sim, acrescentando estar “muito preocupado” com a desvalorização que responsáveis políticos têm demonstrado “sobre o que está a acontecer no terreno” no Serviço Nacional de Saúde.

Sobre a situação na Maternidade Alfredo da Costa (MAC), em Lisboa, o bastonário frisa que a carta de demissão dos chefes de equipa demonstra “a falta de capital humano” e o esforço e exaustão dos profissionais.

Aludindo a dados avançados na carta dos médicos da MAC, Miguel Guimarães destaca que apenas 7 médicos que cumprem serviço de urgência têm menos de 50 anos.

Além do trabalho em urgência, o bastonário recorda a quantidade de horas extraordinárias feitas pelo pessoal médico, indicando que a remuneração mensal média de todos os médicos do SNS inclui cerca de 21% de horas extraordinárias.

“As horas extra deviam ser isso mesmo, extraordinárias. Mas estão a ser usadas horas extra todos os dias e todas as semanas por falta de médicos”, afirmou.

Os profissionais da MAC que assinaram e entregaram a carta de demissão indicam que há falta de recursos humanos e que os profissionais estão exaustos. Os chefes de equipa de urgência da MAC indicam que decidiram “por unanimidade” apresentar a demissão numa reunião com a administração na segunda-feira.

Na carta, os profissionais referem que a MAC tem apenas 27 especialistas médicos que realizam serviço de urgência de dia e de noite e que uma dessas profissionais se encontra de baixa por gravidez de risco. Dos 27 especialistas, 13 têm mais de 50 anos e sete têm mais de 55 anos.

O número de horas extraordinárias feitas pelos profissionais já excede “há vários meses” o que está previsto por lei e também as equipas de enfermagem se encontram reduzidas e igualmente em exaustão.

Fonte oficial do Centro Hospitalar de Lisboa Central, que integra a Maternidade Alfredo da Costa, indicou que a carta foi entregue, mas que os profissionais se mantêm em funções e que a situação se encontra “controlada e ultrapassada”.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

São feitos por dia quase 600 créditos para comprar carro

Vendem-se cada vez mais carros em Portugal. Só no mês de maio foram concedidos quase 290 milhões de euros e feitos mais de 20 mil contratos, segundo dados do Banco de Portugal. Os empréstimos para compra …

Transferência do Infarmed "ameaça saúde pública” em Portugal e no mundo

A presidente do Infarmed, Maria do Céu Chamado, alertou esta terça-feira que uma deslocalização da instituição pode ser uma “ameaça à saúde pública” em Portugal e também no mundo. Ouvida na comissão parlamentar de Saúde, a …

Campanha oficial do Brexit multada por violar lei eleitoral

A campanha oficial para o voto a favor da saída do Reino Unido da União Europeia - Vote Leave - foi multada por violar a lei eleitoral, anunciou esta terça-feira a Comissão Eleitoral. Segundo revelou a …

Bitcoin ajudou a financiar ciberespionagem eleitoral da Rússia, acusam os EUA

A bitcoin terá ajudado a financiar o esquema de ciberespionagem nos Estados Unidos levado a cabo por 12 agentes russos durante as eleições presidenciais de 2016. Segundo um relatório, apresentado esta sexta-feira pelo vice-procurador-geral dos Estados …

Parlamento chumba fim do adicional ao imposto dos combustíveis

O Parlamento chumbou esta terça-feira, na especialidade, com os votos da esquerda, o projeto de lei do CDS que punha fim ao adicional ao Imposto sobre os Produtos Petrolíferos (ISP). PS, PCP e Bloco chumbaram o projeto …

UE e Japão assinam acordo de comércio livre contra protecionismo

A União Europeia e o Japão assinaram nesta terça-feira, em Tóquio, um acordo de comércio livre que o presidente do Conselho Europeu considerou ser uma "mensagem clara" contra o protecionismo. "Enviamos uma mensagem clara de que …

Alunos da secundária Pedro Nunes tiveram de pagar 10 euros para se matricularem

Os alunos da Escola Secundária Pedro Nunes tiveram de pagar 10 euros para se matricularem. A diretora do estabelecimento de ensino desconhecia a situação e já deu instruções para que o dinheiro seja devolvido. Os alunos …

Transplante de fígado do futebolista Eric Abidal foi legal

A Organização Nacional de Transplantes da Espanha concluiu que o transplante de fígado de doador vivo ao qual o ex-lateral-esquerdo Eric Abidal foi submetido "foi realizado de acordo com a lei" e com boas práticas. Em …

Menor que atropelou 9 pessoas em Famalicão saiu em liberdade

Uma jovem de 17 anos, alegada condutora da viatura que atropelou nove pessoas no âmbito de umas corridas ilegais em Famalicão, em Braga, apresentou-se às autoridades judiciais nesta segunda-feira para primeiro interrogatório e saiu depois …

Pinho não foi interrogado no DCIAP. Segue agora para o Parlamento

O ex-ministro da Economia chegou esta manhã ao Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), em Lisboa, meia hora depois do previsto, para ser interrogado, acompanhado pelo seu advogado. Manuel Pinho não chegou a ser …