Universidade holandesa abre vagas de emprego exclusivas para mulheres

A Universidade de Tecnologia de Eindhoven vai apostar num método radical para atingir a igualdade nos seus quadros. A instituição vai proibir os homens de se candidatarem aos postos de trabalho durante os primeiros seis meses.

O programa Irène Curie, adotado pela Universidade de Tecnologia de Eindhoven, inicia a 1 de julho e proíbe os homens de se candidatarem a empregos académicos permanentes durante os primeiros seis meses do processo de seleção.

Segundo a Visão, se nenhuma candidata adequada for encontrada nesse período de tempo, os homens poderão candidatar-se. Contudo, nessa altura, o comité de recrutamento será obrigado a eleger pelo menos um candidato de cada sexo.

A medida aplica-se à totalidade de vagas existentes nos primeiros 18 meses. Depois desse ano e meio, a percentagem coberta por este regime será revista anualmente. Nos próximos anos, a universidade prevê oferecer 150 postos de trabalho e, assim, conseguir atingir um equilíbrio entre o número de homens e mulheres contratadas.

Robert-Jan Smits, presidente da Universidade de Tecnologia de Eindhoven, explicou que todos os tipos de medidas brandas são tomadas, mas “as estatísticas continuam a ser horríveis”.

“Atualmente, 29% dos professores assistentes da TUE são mulheres; ao nível dos professores associados e titulares, cerca de 15% são mulheres. Com este programa, a TUE quer chegar aos 50% de professoras assistentes e associadas, e a 35% para professoras efetivas”, adiantou.

Smits admite, no entanto, que o programa discrimina os homens. Ainda assim, o responsável considera que “durante anos, os homens têm discriminado as mulheres, e as mulheres não têm recebido o mesmo que os homens pelos mesmos trabalhos”. Por esse motivo, “se não tomarmos medidas corajosas, as coisas não vão melhorar”.

Ao abrigo deste regime, as mulheres recém-chegadas terão direito a um programa de iniciação, especificamente concebido para elas, um esquema de tutoria especial, e a 100 mil euros adicionais para a sua própria linha de pesquisa.

“Atribuímos grande importância à igualdade de oportunidades e de respeito para mulheres e homens. Há muito que se sabe que uma força de trabalho diversificada tem um melhor desempenho. Conduz a melhores estratégias, ideias mais criativas e inovação mais rápida”, começa por afirmar o reitor Frank Baaijens, num comunicado da Universidade..

“É por isso que temos medidas em vigor, há anos, para aumentar a baixa percentagem de mulheres entre os nossos funcionários académicos, mas estamos a progredir muito lentamente. Estamos cientes que estamos a sofrer de um desequilíbrio implícito de género. Agora usamos o facto de os planos para expandir consideravelmente o nosso pessoal académico como um meio para dar um grande passo em frente de uma só vez”, remata.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Obvio né! Só para mulheres, é assim que se destroi uma familia tirando os deveres da mulher de casa, principalmente dos filhos, e da cozinha!..

  2. então mas… resolve-se um problema de desequilibro com desigualdade?
    Epá não me parece muito bem mas pronto, deviam era impor quotas no numero de homens e mulheres, não é proibir os homens de se candidatar… resolver um problema criando outro não me parece de todo a melhor solução!

RESPONDER

Criança encontra dente gigante de mamute com 12 mil anos

Jackson Hepner, de 12 anos, encontrou um dente gigante de mamute lanoso enquanto passava férias com a sua família no estado norte-americano de Ohio. Foi em junho passado que a criança encontrou o dente, no condado …

Febre do lítio pede licença para chegar a Portugal

Com o potencial de ter as maiores reservas da Europa, a febre do lítio chegou a Portugal, onde se registaram duas dezenas de solicitações de prospecção este ano, embora as empresas mineiras continuem à espera …

Virgin Galactic abre as portas do primeiro aeroporto espacial do mundo

A empresa norte-americana Virgin Galactic, do bilionário Richard Branson, está a preparar o primeiro aeroporto espacial comercial do mundo, tendo revelado esta semana algumas das imagens daquelas que vão ser as instalações. O aeroporto, localizado …

A Internet está a regar esta planta há três anos

A comunidade online do Reddit tem tratado de uma planta durante três anos. Os utilizadores escolhem diariamente se a planta de ou não ser regada. Tudo começou com uma pequena brincadeira no Reddit, um dos maiores …

O pulmão de um chinês colapsou (e a culpa foi do karaoke)

O pulmão de um homem de 65 anos, na China, colapsou após ter tentado atingir uma nota alta durante uma intensa sessão de karaoke. O homem, residente em Nanchang, na província de Jiangxi, teria estado a …

"Emergência nacional". Deputados pedem a Boris que convoque imediatamente o Parlamento

Mais de 100 deputados britânicos pediram, numa carta divulgada este domingo, ao primeiro-ministro Boris Johnson para convocar imediatamente o Parlamento e voltar a debater o Brexit. As férias de verão do Parlamento terminam normalmente a 03 …

Rambo Luso. Há um português a viver na selva venezuelana há 25 anos

Há 25 anos que o português António Pestana Drumond realiza expedições às regiões de selva do Delta Amacuro e do Parque Nacional Canaima, leste da Venezuela, onde é conhecido pelos indígenas locais como o Rambo …

Já é possível saber se alguém está a mentir. Basta olhar nos olhos

Os olhos não mentem. Pelo menos é o que acham os investigadores da Universidade de Stirling, na Escócia, que criaram uma prova que diz se a pessoa está a mentir ou não com a monitorização …

A NASA detetou (e mediu) o primeiro choque interplanetário

A Multiscale Magnetospheric Mission (MMS) da agência espacial norte-americana conseguir fazer as primeiras medições de um choque interplanetário. Em comunicado, a NASA explica que os choques interplanetários são um tipo de choque sem colisão, no …

Quem ganhou a Segunda Guerra Mundial? Aliados e Eixo dizem que foram eles próprios

Em média, tanto os cidadãos de países dos Aliados como cidadãos de países do Eixo dizem que foram eles mesmos os vencedores da Segunda Guerra Mundial. Se perguntarmos a qualquer um dos poucos veteranos remanescentes da …