A Evolução mostra que podemos mesmo ser a única forma de vida inteligente no Universo

As reduzidas probabilidades que acompanham a nossa evolução ao longo da história podem ser uma pista que talvez sejamos a única forma de vida inteligente no Universo.

Será que estamos sozinhos no Universo? Tudo se resume a saber se a inteligência é um resultado provável da seleção natural ou um acaso improvável. Por definição, eventos prováveis ocorrem com frequência, eventos improváveis ocorrem raramente — ou uma vez.

A nossa história evolutiva mostra que muitas adaptações importantes foram eventos únicos e pontuais e, portanto, altamente improváveis. A nossa evolução pode ter sido como ganhar a lotaria… apenas muito menos provável.

O universo é surpreendentemente vasto. A Via Láctea tem mais de 100 mil milhões de estrelas e existem mais de um bilião de galáxias no universo visível, a pequena fração do universo que podemos ver. Mesmo que mundos habitáveis sejam raros, o seu número absoluto sugere que existe muita vida por aí.

Mas se é assim tão grande, onde estão todos? Este é o paradoxo de Fermi. O Universo é grande e antigo, com tempo e espaço para a inteligência evoluir, mas não há evidências disso.

Seria improvável que a inteligência evoluísse? Infelizmente, não podemos estudar a vida extraterrestre para responder a esta pergunta. mas podemos estudar 4,5 mil milhões de anos da história da Terra, observando onde a Evolução se repete ou não.

Por vezes, a Evolução repete-se, com diferentes espécies a convergir independentemente para resultados semelhantes. Se a Evolução se repete frequentemente, a nossa Evolução pode ser provável, ou até inevitável.

O problema é que todas as convergências aconteceram dentro de uma linhagem, os Eumetazoa. Diferentes eumetazoanos desenvolveram soluções semelhantes para problemas semelhantes, mas o plano complexo do corpo que tornou tudo possível é único. Animais complexos evoluíram uma vez na história da vida, sugerindo que são improváveis.

Surpreendentemente, muitos eventos críticos na nossa história evolutiva são únicos e, provavelmente, improváveis. Um é o esqueleto ósseo dos vertebrados, que permite que animais grandes se movam para a terra.

As células eucarióticas complexas das quais todos os animais e plantas são construídas, contendo núcleos e mitocôndrias, evoluíram apenas uma vez. O sexo evoluiu apenas uma vez. A fotossíntese, que aumentou a energia disponível para a vida e produziu oxigénio, é única. Quanto a isso, o mesmo ocorre com a inteligência a nível humano. Existem lobos e toupeiras marsupiais, mas não humanos marsupiais.

Além disso, esses eventos dependiam um do outro. Os humanos não podiam evoluir até que os peixes adquirissem esqueleto, que os deixasse rastejar na terra. O esqueleto não pôde evoluir até que animais complexos aparecessem. Animais complexos precisavam de células complexas, e células complexas precisavam de oxigénio, produzido pela fotossíntese. Nada disso acontece sem a evolução da vida.

Curiosamente, tudo isto demora um tempo surpreendentemente longo. A fotossíntese evoluiu 1,5 mil milhões de anos após a formação da Terra, células complexas após 2,7 mil milhões de anos, animais complexos após 4 mil milhões de anos e inteligência humana 4,5 mil milhões de anos após a formação da Terra. O facto de essas inovações serem tão úteis, mas levarem tanto tempo para evoluir implica que elas são extremamente improváveis.

Uma série de eventos improváveis

Neste caso, a nossa evolução não é como ganhar na loteria. É como ganhar a loteria de novo, e de novo, e de novo.

Imaginemos que a inteligência depende de uma cadeia de sete inovações improváveis — a origem da vida, fotossíntese, células complexas, sexo, animais complexos, esqueletos e a própria inteligência — cada uma com 10% de hipóteses de evoluir. As hipóteses de evolução da inteligência tornam-se uma em dez milhões.

No entanto, adaptações complexas podem ser ainda menos prováveis. A fotossíntese exigiu uma série de adaptações em proteínas, pigmentos e membranas. Os animais eumetazoários exigiram múltiplas inovações anatómicas. Se mundos habitáveis são raros, então podemos ser a única vida inteligente na galáxia, ou mesmo no universo visível.

PARTILHAR

37 COMENTÁRIOS

  1. Polegares, arado, agricultura, sedentarismo. O homem ganhou tempo para evoluir intelectualmente e tinha capacidade de moldar o mundo usando as mãos. Eu acredito que o sucesso esteve ligado a esse fatores. Se os golfinhos tivessem essa capacidade de moldar o ambiente, talvez em alguns milhões de anos teríamos uma segunda espécie inteligente. Algumas considerações feitas no artigo não fazem sentido. Temos que pensar o que realmente é um ponto crítico.

  2. O Paradoxo de Fermi não leva em consideração a dimensão temporal.
    Como bem explicado no texto, uma civilização tecnologica pode demorará bilhões de anos para surgir. Até o próprio ciclo tecnológico tem seu tempo e “acidentes” de percurso. Na Amazônia ainda temos comunidades selvagens vivendo como no Paleolítico, na Idade da Pedra! Por que não evoluíram? E pq outros evoluíram?

  3. Considerando que a Mega-Sena faz cerca de 100 sorteios por ano, e que a chance de ganhar é de aproximadamente 1/55 milhões, daria para ganhar com uma boa margem de probabilidade a cada 550.000 anos, ou seja, nos 13,7 bilhões de anos, daria para ganhar pelo menos 25.000 vezes. Isso, no nosso Universo visível, pois o que está fora do nosso campo de visão pode reservar infinitas possibilidades.

  4. Neste vasto universo somos apenas pó e em pó se transformam as palavras quando alguém diz que é impossivel ou improvável isto ou aquilo. O universo está em evolução rápida e nós conhecemos dele o quê? Apenas pó. Então o resto? Não fazemos ideia. O nosso cérebro é muito limitado.

  5. Mesmo que haja agora vida inteligente num planeta que esteja a um milhão de anos luz da Terra só saberemos daqui a um milhão de anos.

  6. Com tantos milhões de estrelas em uma só galáxia e com tantos biliões de galáxias só no universo visível e/ou conhecido, como não poderá haver vida noutros planetas?
    Mesmo vida inteligente? Quem disser ou afirmar o contrário, isto é, quem afirmar que não há vida em outros planetas só pode ser um grande obtuso e de fraquíssima visão sobre a realidade.
    A realidade é que há concerteza vida noutros planetas, mesmo vida inteligente! Não tenho quaisquer dúvida sobre este facto…

    • Se soubesse a quantidade de fatores que levam a que seja possível a existência de vida na Terra compreenderia que não é assim tão difícil acreditar na hipótese de não haver vida inteligente em mais nenhuma parte do universo. Esses vários milhares, ou mesmo milhões de fatores, voltarem a encontrar-se numa outra parte do universo (mesmo admitindo a infinidade deste) será quase como acertar duas vezes seguidas no euromilhões.

      • Não se meta nisso você! Cada um tem sua opinião. Aconselho você s ir estudar para a Universidade, isto é, se você tiver o 12o ano. Pelo que observo você provavelmente nem o 9o ano deve ter. Afirmo isto pelo que você diz e escreve!!!!

        • Vê-se bem que nunca sentou o dito numa qualquer universidade. Sou doutorado em Física Nuclear por Berkeley e trabalho num departamento ligado à medicina nuclear. Acho que deverei perceber um pouco disto.

          • Você até pode ser tudo o que diz, porém custa-me a acreditar que um doutorado em física nuclear e afins fale como você. Eu não estive sentado em nenhuma cadeira universitária. Eu estou sentado aqui e agora numa cadeira universitária. Sei muito bem o que digo e falo. Não retiro uma palavra do que já disse e afirmei. A humildade fica em todo o lado, já o orgulho e a vaidade são emoções e/ou sentimentos que quando descontrolados fazem mal a muitas pessoas incluindo o próprio…
            Passe bem!

          • Você até pode ser tudo o que diz, porém custa-me a acreditar que um doutorado em física nuclear e afins fale como você. Eu não estive sentado em nenhuma cadeira universitária. Eu estou sentado aqui e agora numa cadeira universitária. Sei muito bem o que digo e falo. Não retiro uma palavra do que já disse e afirmei. O orgulho e a vaidade de certas pessoas só lhes fazem mal a eles e aos outros. SEJA humilde, fica bem em qualquer lado…
            Passe bem!

  7. Não se meta nisso você! Cada um tem sua opinião. Aconselho você a ir estudar para a Universidade, isto é, se você tiver o 12o ano. Pelo que observo você provavelmente nem o 9o ano deve ter. Afirmo isto pelo que você diz e escreve!!!!

  8. Parece-me que todos podem ter razao e as opinioes devem ser respeitadas pois ninguem pode garantir a verdade, perante tantas contrariedades sobre o assunto:
    Eu acredito quer nao estamos sos e deixo uma pergunta para me fundamentar:
    Porque existe e como surgiu o RH negativo nos humanoides?

    A teoria da evolucao ainda hoje nao é consensual (falhou nos Açores p.ex.)
    https://darwinismo.wordpress.com/2015/04/04/testes-geneticos-contra-teoria-da-evolucao/

    Os humanos podem ter sido destinados a reinar sobre a Terra (e já sabemos porquê)
    https://zap.aeiou.pt/humanos-destinados-reinar-terra-261991

    Molécula essencial para a origem da vida encontrada no berço das estrelas
    https://zap.aeiou.pt/molecula-essencial-para-origem-da-vida-encontrada-no-berco-das-estrelas-114600

    700 triliões de planetas depois, ainda só a Terra tem vida (?)
    https://zap.aeiou.pt/recenseamento-de-700-trilioes-de-exoplanetas-sugere-que-afinal-terra-e-mesmo-especial-102591

    A galáxia pode estar repleta de “micro-máquinas” alienígenas
    https://zap.aeiou.pt/galaxia-pode-estar-repleta-micro-maquinas-alienigenas-286603

    • Ai Maria, Maria. Há uma coisa que a Maria tem de entender. A internet tem coisas boas e coisas más. Agora se essa teoria do RH negativo é verdadeira então a Maria tem o prazer de neste momento estar a dialogar com um ET! Eu sou RH negativo!
      Quase tudo o que refere são hipóteses, teorias, nada de substancial. É que não basta haver os elementos químicos necessários para a vida. Já reparou que sem Júpiter e Saturno não haveria vida na Terra devido ao efeito escudo que promovem sobre o nosso planeta. Depois há o tamanho do próprio planeta, a distância ao sol, os elementos químicos presentes, os milhões de anos de evolução da própria espécie… são milhões de variáveis que têm de esta reunidas para chegar a uma forma de vida inteligente.

      • Eu entendo talvez mais do que lhe parece…
        O que objectivamente nao entendo, confesso, é o seu comentario que embora gentil nao acrescenta nada á minha opiniao.
        Mas insisto na mesma pergunta!
        Já tentou obter resposta? Se procurar, na net ou qualquer outro meio de informacao (falivel até que se torne ciencia), certamente chegará á mesma conclusao que eu cheguei: V. é um produto ET, tal como todos nós!
        Ou acha que vimos da Eva e aqui plantados no sexto ou sétimo dia da craiçao divina?
        https://www.academia.edu/3736814/O-Livro-de-Enoque

  9. O recente prémio nobel da física aponta para uma imensa probabilidade de haver vida no universo

    Mas tanta coincidência junta é pouco provável e a explicação para a existência de vida inteligente no universo terá uma permissa diferente daquela que aqui está presente.A ignorância da limitação cognitiva tem de ser levada em conta.

  10. Alguns dos comentários acima põem em causa “…que podemos mesmo ser a única forma de vida inteligente no Universo” de tão falhos que são nesse quesito. 😀

RESPONDER

Cientistas captam imagens extremamente raras de um peixe a devorar um tubarão inteiro

https://vimeo.com/374136378 Os tubarões são dos animais mais temidos nos oceanos, mas naquela que é uma verdadeira troca de papéis, um tubarão foi devorado por completo por um peixe das profundezas do mar. Um vídeo publicado pela US …

Há uma nova maneira de medir a gravidade da Terra

Uma equipa de cientistas descobriu uma nova forma única de medir a gravidade da Terra. O método anterior envolvia medir a influência da gravidade nos átomos, rastreando a rapidez com que os átomos caíam. O problema …

Detetado pela primeira vez vapor de água na Europa, a lua de Júpiter

Uma equipa internacional de cientistas confirmou a presença de vapor de água na superfície de Europa, um dos quatro satélites naturais de Júpiter, revelou a agência espacial norte-americana (NASA). "Os elementos químicos essenciais (carbono, hidrogénio, …

Pela primeira vez, uma astronauta corrige página da Wikipédia a partir do Espaço

Pela primeira vez na história da Humanidade, a astronauta norte-americana Christina H. Koch fez a edição de uma página da Wikipedia na Internet a partir da Estação Espacial Internacional (EEI), enquanto orbitava o planeta Terra. A …

Rover Mars 2020 vai procurar fósseis microscópicos

Cientistas do rover Mars 2020 da NASA descobriram o que poderá ser um dos melhores locais para procurar sinais de vida antiga na Cratera Jezero, onde o veículo vai pousar no dia 18 de fevereiro …

MP quer passar a ouvir todas as crianças expostas a violência doméstica

A procuradora-geral da República quer que os magistrados do Ministério Público peçam sempre ao juiz de instrução criminal que as crianças expostas a violência doméstica sejam ouvidas em tribunal para memória futura. A procuradora-geral da República, …

Greta Thunberg no Parlamento entre final do mês e início de dezembro

A ativista sueca aceitou participar numa sessão na Assembleia da República, em Lisboa, promovida pela comissão parlamentar de Ambiente, Energia e Ordenamento do Território, que se realizará entre o final deste mês e início de …

Phineas Fisher. O "hacker fantoche" que está a pagar para piratearem bancos e petrolíferas

Phineas Fisher é um hackers mais infames do mundo e procura agora renovar esse estatuto ao oferecer 100 mil dólares a quem piratear instituições capitalistas, como bancos e empresas petrolíferas. O hacker ficou conhecido após ter …

Conselho Superior da Magistratura arquiva processo disciplinar a Carlos Alexandre

O Conselho Superior da Magistratura decidiu arquivar o processo disciplinar relativo ao juiz do Tribunal de Instrução Criminal por declarações sobre o sorteio da fase de instrução do processo Operação Marquês. "O plenário de hoje do …

Jardins e complexo de estufas descobertos num dos bunker de Hitler

Um grupo de especialistas descobriu jardins e um complexo de estufas, que serviu para cultivar legumes e frutas, num dos maiores quartéis generais de Adolf Hitler durante a II Guerra Mundial, o bunker conhecido como …