Novo documentário sobre Maddie. “A única coisa que não aconteceu foi um rapto”, defende Moita Flores

Mario Cruz / Lusa

Kate e Gerry McCann, os pais de Maddie

“Estou convencido de que a única coisa que não aconteceu foi um rapto. Aconteceu outra coisa qualquer”. O depoimento pertence a Moita Flores, antigo inspetor da Polícia Judiciária, pronunciando-se sobre o desaparecimento de Madeleine McCann, no dia 3 de maio de 2007, na praia da Luz, no Algarve.

Segundo avançou o Sapo 24 esta quinta-feira, 12 anos depois e sem que a investigação tenha chegado a qualquer conclusão, o mediático caso da criança britânica desaparecida deu origem, até à data, a dois documentários.

Depois da Netflix, estreia ‘The Madeleine McCann Mystery’ (O mistério de Madeleine McCann) a 26 de maio, às 23:00, no Investigation Discovery, uma data que coincide com o fim de semana em que é assinalado o Dia Internacional das Crianças Desaparecidas.

Na peça, Moita Flores reforçou a sua crença de não ter sido rapto, admitindo poder tratar-se de um “acidente”, um “crime deliberado” e de existir uma “enorme probabilidade” de aquela criança ter “morrido na Praia da Luz”.

Em declarações ao Sapo 24, foi mais longe na leitura que faz do caso que virou assunto mundial. Visualizando na memória o local onde tudo aconteceu, Moita Flores interrogou-se como é que alguém entra pela “porta e sai pela janela, quando a porta está aberta?”. Para o antigo inspetor “é impossível sair por aquela janela quando é feita a reconstrução do desaparecimento. E não há vestígios nenhuns”, referiu.

Revelou que “há um erro tremendo das autoridades portuguesas ao não terem constituído arguidos os pais e o grupo de amigos (oito casais)”. Recordou que foram todos “jantar” e “deixaram as crianças sozinhas”, num “país estranho” e, que, tal abandono, prescreve o “crime de exposição e abandono” (artigo 138 do Código Penal) que “não foi considerado” pelas autoridades nacionais. “Em Inglaterra perderiam as crianças”, assegurou.

“Espanta-me que 12 anos depois e num caso como este, os primeiros a serem investigados, em qualquer caso, são sempre os mais próximos, os pais e o grupo de amigos. No caso concreto, houve diligências para os pais não serem incomodados”, sublinhou ainda.

TP, ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Ainda não vi ou li nenhuma explicação da nossa Polícia Judiciária, a explicar aos Portugueses a razão porque é que só os Pais da criança podiam estar na Capela quando lá se encontrava a Inglesa que foi cremada.
    Bem me lembro de ver e ouvir nas televisões a alertarem que só os pais é que lá podiam estar.
    Revolta-me ler muito recentemente na Imprensa que a nossa Judiciária agora tem um novo suspeito.
    É que se fosse a Polícia Inglesa, não me admiraria, porque nota-se que o que eles pretendem é desacreditar a nossa polícia, que pelo que leio, está muito bem cotada a nível internacional.

    • Hahahaaaaa!…
      Mas agora a PJ tem que “explicar alguma coisa aos portugueses”?!
      Havia de ser bonito…
      Isto não é um realty-show para a tv…
      A PJ não tem nenhum “novo suspeito” e isso foi apenas mais um boato lançado para alimentar o circo do CM/CMTV!…
      A única coisa que a policia inglesa tem feito (além de torrar milhões) é descredibilizar-se a si mesma!!

      • Não é para defender o “circo” CM, mas o novo suspeito veio da Scotland Yard… Sempre que há uma efeméride do caso, eles surgem sempre com “novas” pistas… Parte do segredo e da proteção dada aos pais, vem daí desses senhores ingleses, alguma irmandade secreta, se percebem o que quero dizer, este é o meu palpite. Há que explorar TODAS as hipóteses prováveis.

        • Sim, eu sei.
          O que eu disse é que a PJ não tem nenhum novo suspeito – como de costume, a polícia inglesa é que lança estes “suspeitos” para alimentar as “novelas” nos tabloides como o CM, The Sun, Daily Mail, etc, etc e para entreter tontos!..

  2. “Crença”, “probabilidade”…são estes os adjectivos usados por um ex-Inspector da PJ para incriminar os pais da menina, agora factos que é bom NADA! Eu também teria um bom adjectivo para retratar as investigações da PJ – VERGONHA!!!

    • Os adjectivos não incriminam ninguém e, se todos os envolvidos “fugiram”, não colaboram/respondem à PJ e são protegidos pelas autoridades do seu país – que também não dão informações à PJ, levaram as provas e cujos resultados dos testes desapareceram ou foram “inconclusivos” (e que, recorrentemente, inventam suspeitos); o que queres que a PJ faça??!
      Se as investigações da PJ são uma vergonha, o que dizer das da Scoltand Yard que já torrou mais 15 milhões de libras dos cofres de sua majestade, e cujo resultado foi ZERO!!

    • O Eu! falou bem.
      Pais que bloqueiam investigações, que nem se quer se deram ao trabalho de ajudar a polícia nas encenações do crime, já os torna extremamente suspeitos de alguma coisa…
      Não se esqueçam, a Verdade nunca receia investigação.

Viagens ao Espaço têm um novo perigo desconhecido para os astronautas

Há um perigo inerente às longas viagens espaciais dos astronautas desconhecido até aos dias de hoje. Um novo estudo aponta que os cosmonautas podem ver o seu fluxo sanguíneo revertido na parte superior do corpo. A …

Macrocilix maia, a misteriosa traça que tem moscas a comer fezes nas suas asas

Macrocilix maia é uma espécie de traça que se destaca pela forma como se camufla dos seus predadores. Nas suas asas vê-se duas moscas a comer excrementos de pássaro. A natureza nunca falha em surpreender-nos e …

Há provas que ligam misteriosa doença que paralisa crianças a vírus raro

Pela primeira vez, foram encontradas provas da associação do Enterovírus D68, um vírus raro até há algum tempo, à Mielite Flácida Aguda, uma doença semelhante à poliomielite que tem afectado centenas de crianças, provocando a …

Antigos egípcios podem ter encurralado milhões de pássaros só para os mumificar

Novas evidências de ADN sugerem que os antigos Egípcios capturavam pássaros selvagens para sacrifícios ritualísticos (e para os poderem mumificar depois). As catacumbas egípcias contêm milhares de pássaros mumificados, especificamente íbis-sagrados (Threskiornis aethiopicus), empilhados uns sobre …

Estudo mostra que sondagens tendenciosas enviesam eleições políticas

Através de experiências práticas, uma investigação recente sugere que as sondagens tendenciosas podem influenciar e enviesar as eleições políticas, até mesmo nas grandes democracias. Enquanto uma eleição se aproxima no Reino Unido e uma votação presidencial …

A Rússia criou a arma mais mortífera da história. Foi há 72 anos

Comummente conhecida por AK-47, a espingarda Kalashnikov foi responsável por milhões de mortes durante a nossa História, sendo uma das armas mais populares do mundo e a mais fabricada pela indústria de armamento. Segundo o The Conversation, …

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …

Pombos estão a perder dedos ou patas por causa da poluição

Basta passar algum tempo na praça de uma cidade para ver que alguns pombos têm patas feridas ou dedos em falta. Embora possamos pensar que isto é causado por algum vírus ou pelos eventuais desentendimentos …

Descoberto no Japão fóssil de pássaro com 120 milhões de anos

O fóssil de um pássaro do Cretáceo recentemente descoberto no Japão pode levar os cientistas a repensarem alguns detalhes sobre a evolução do voo. Há cerca de 120 milhões de anos, um pássaro com o tamanho …