Unesco classifica como “crime de guerra” destruição de tesouros pelo Daesh

A diretora geral da Unesco classificou hoje como “um crime de guerra e uma perda imensa para o povo sírio e para a humanidade” a mais recente destruição de tesouros arqueológicos pelo Daesh em Palmyra, a “pérola do deserto” da Síria.

Informações e imagens de satélite confirmaram esta sexta-feira a destruição de vários monumentos na cidade antiga de Palmyra, no centro da Síria, retomada pelo grupo extremista autodenominado Estado Islâmico (EI) em dezembro último.

“Esta destruição deliberada é um novo crime de guerra. É uma perda imensa para o povo sírio e para a humanidade“, reagiu a diretora-geral da Unesco, Irina Bokova, num comunicado citado pela agência France Presse.

“Este novo golpe sobre o património cultural, poucas horas depois de a Unesco ter sido informada de uma execução massiva no antigo anfiteatro de Palmyra, mostra como a limpeza cultural conduzida pelos extremistas visa ao mesmo tempo as vidas humanas e os monumentos históricos, com a finalidade de privar o povo sírio do seu passado e do seu futuro”, acrescentou.

A proteção do património é indissociável da proteção das vidas“, acrescentou Bokova.

Em Moscovo, o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, considerou a nova destruição de monumentos uma “verdadeira tragédia”.

“O que se passa em Palmyra é uma verdadeira tragédia, do ponto de vista da herança cultural e histórica mundial”, declarou aos jornalistas, de acordo com a AFP, lamentando que “as ações bárbaras” continuem.

“Tanto quanto sabemos, as forças sírias não desistiram dos planos de libertar a cidade dos terroristas”, disse ainda o porta-voz do Presidente russo, Vladimir Putin, esclarecendo que “as tropas russas continuam a ajudar os sírios na luta contra o terrorismo”.

No início de dezembro, as milícias do Estado Islâmico surpreenderam ao retomarem a cidade histórica de Palmyra, um dos mais importantes centros culturais da antiguidade clássica, classificada pela Unesco como património da Humanidade.

Palmyra, cidade com mais de dois mil anos, está situada no grande deserto sírio limítrofe da província iraquiana de Al-Anbar. Situada cerca de 210 quilómetros a nordeste da capital síria de Damasco, a “pérola do deserto“, como é apelidada a cidade, tem uma grande importância estratégica para o grupo radical.

O Daesh começou em maio de 2015 por tomar Palmyra, que ocupou até março de 2016, altura em que as suas milícias foram expulsas pelas forças sírias, apoiadas por tropas russas.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Esta é a cidade com mais Alzheimer do mundo (e a culpa é de uma estranha mutação genética)

Na Colômbia, os habitantes da cidade de Yarumal parecem estar condenados a uma maldição que os faz esquecerem-se da sua vida, morrendo pouco tempo depois do início dos sintomas. Milhares de pessoas, pertencentes a apenas 25 …

Idosa de 93 anos recuperou de Covid-19 (e há 6 crianças em estado grave no Dona Estefânia)

Uma mulher de 93 anos que esteve internada em Lisboa, com Covid-19, recuperou da infecção ao cabo de 11 dias. Enquanto isso, há seis crianças com idades entre 4 meses e 17 anos que estão …

"Grande erro" da Europa é não usar máscaras, considera especialista chinês

George Gao, diretor dos Centros de Controlo e Proteção de Doenças da China (CDC), considera que o "grande erro" da Europa no combate à pandemia de covid-19 é o facto de as pessoas não usarem …

Obama critica de Trump. "Cada um de nós deve exigir mais dos nossos líderes"

O ex-Presidente norte-americano, Barack Obama, considerou esta terça-feira que o seu sucessor, Donald Trump, ignorou os avisos sobre os riscos de uma pandemia do novo coronavírus, e recordou o mesmo comportamento quanto às alterações climáticas, …

Covid-19. Hotel cinco estrelas na Austrália vai acolher sem-abrigo

A Austrália vai levar a cabo um projeto piloto que visa retirar das ruas alguns sem-abrigo e transferi-los para hotéis de luxo, protegendo-os assim do novo coronavírus oriundo da China (Covid-19).  O projeto, Hotels With Heart, …

Red Bull equacionou infeção voluntária dos seus pilotos

Um responsável da Red Bull admitiu que propôs aos pilotos da marca austríaca, que participa no Mundial de Fórmula 1, uma estratégia de infeção voluntária de covid-19, visando ficarem imunes no início da temporada. Helmut Marko …

TAP avança com lay-off para 90% dos trabalhadores (e reduz atividade para cinco voos semanais)

Numa mensagem enviada aos seus funcionários, a TAP revelou que vai mesmo avançar com um processo de 'lay-off' para 90% dos trabalhadores e com a redução do período normal de trabalho em 20% para os …

Estado vai devolver 3 mil milhões em reembolsos do IRS

O Estado vai devolver 3 mil milhões de euros aos contribuintes em reembolsos do IRS, cuja entrega arranca esta quarta-feira e se estende até 30 de junho. A informação foi avançada pelo ministro de Estado, …

Há quatro infetados no sistema prisional. Estão todos em isolamento domiciliário

O Ministério da Justiça revelou esta terça-feira que aumentou para quatro o número de infetados com covid-19 no sistema prisional e que estão todos em isolamento domiciliário segundo indicação da saúde pública. Em comunicado, o Ministério …

Sousa Cintra diz que Rafael Leão "não ficou no Sporting porque foi apertado"

Sousa Cintra, ex-líder da SAD do Sporting no tempo da Comissão de Gestão, lamenta a rescisão do jogador Rafael Leão, considerando que "ele não continuou porque foi apertado". O jovem jogador foi, recentemente, condenado a …