Uma em cada cinco crianças em idade escolar usa óculos

Christos Tsoumplekas (Back again!) / Flickr

-

Uma em cada cinco crianças em idade escolar usa óculos, devido, entre outras causas, ao aumento de tarefas e uso de computadores, disse hoje o oftalmologista Paulo Vale, alertando para a importância dos rastreios a partir dos três anos.

“A percentagem de crianças que necessita de óculos tem vindo a aumentar. Na idade escolar (até aos 16/17 anos) temos uma percentagem de 20% e no pré-escolar (até aos 4/5 anos) de 5 a 7%”, adiantou à agência Lusa Paulo Vale, da Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO).

O especialista realçou que a tendência mundial aponta para um aumento dos problemas de visão entre as crianças nos últimos anos, havendo inclusive mais com defeitos refrativos, ou seja, passíveis de serem corrigidos com óculos.

No entender do médico oftalmologista, na origem deste aumento estão vários fatores, como o aumento das tarefas escolares nas crianças, o uso crescente de computadores e tablets, o excesso de televisão e a exposição à luz artificial, assim como a componente genética e a prematuridade.

“Estes fatores são causas frequentes do aumento dos problemas refrativos, como a miopia, que tem vindo a subir nos últimos anos”, explicou, salientando que o ideal seria que as crianças fizessem um rastreio visual a partir dos três anos.

“Não existe nenhum regime obrigatório para o rastreio, depende da sensibilidade dos pais para os sinais de alerta e do pediatra ou médico de família”, declarou.

Paulo Vale sublinhou que os defeitos refrativos quando detetados até aos três ou quatro anos “são tratáveis” e reconheceu que nem sempre é fácil para os pais perceberem se os filhos têm problemas de visão, porque as crianças são muito ativas e curiosas, o que dificulta essa perceção.

“A não ser que seja um defeito muito grande, os pais não percebem. É difícil de perceber se uma criança se aproxima da televisão por curiosidade ou porque vê mal. Quando entram nos infantários ou na escola já é mais fácil”, explicou, defendendo que, por este motivo, o rastreio precoce e regular “é tão importante”.

O que está preconizado pela SPO, em coordenação com o Ministério da Saúde, é que o rastreio visual das crianças seja feito periodicamente”, frisou, acrescentando que “o ideal é ser feito no primeiro ano de vida e depois aos 4 anos“, uma vez que “entre os três e os quatro anos vai a tempo de corrigir muita coisa”.

Os problemas visuais mais frequentes nas crianças são a miopia, o astigmatismo e a hipermetropia, mas “existem também doenças oculares como o estrabismo, doenças da retina e das vias lacrimais, o retinoblastoma, o glaucoma congénito e a retinopatia da prematuridade (que tem vindo a aumentar)”.

Por isso, o oftalmologista aconselha os pais a estarem atentos aos sinais de alerta, ou seja, quando as crianças se aproximam demasiado da televisão, quando lacrimejam, quando apresentam fotofobia (intolerância à luz) e olhos vermelhos.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Constitucional chumba barrigas de aluguer pela segunda vez

O Tribunal Constitucional chumbou, esta quarta-feira, pela segunda vez, o diploma do Parlamento sobre gestação de substituição, depois de um chumbo no ano passado. O BE apresentou uma proposta em que se previa "que a gestante …

Furacão Humberto ganha força a caminho das Bermudas

O furacão Humberto aumentou de intensidade nas últimas horas e atingiu a categoria 3 a caminho das Bermudas, informou o Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC) nesta quarta-feira. O terceiro furacão da temporada no Atlântico, …

Brasil é o país lusófono com mais refugiados. Já Portugal tem as maiores remessas dos emigrantes

Um relatório das Nações Unidas (ONU) revelou que o Brasil é o país lusófono que acolhe mais refugiados, Portugal é o que recebe mais remessas dos emigrantes e Moçambique teve o maior aumento de estrangeiros …

Ryanair deixa de voar entre Porto e Lisboa em outubro (mas fica com base mais reduzida em Faro)

A transportadora aérea irlandesa Ryanair vai deixar de voar entre Porto e Lisboa a partir de 25 de outubro devido a “razões comerciais”. A confirmação foi dada pela empresa ao Jornal de Notícias. Em abril, a …

Frente-a-frente entre Costa e Rio teve menos 633 mil espectadores do que o debate entre Costa e Passos em 2015

O frente-a-frente entre António Costa e Rui Rio, os líderes dos dois maiores partidos, teve menos audiência do que o confronto de há quatro anos, entre António Costa e Pedro Passos Coelho. Cerca de de …

EDP condenada a multa de 48 milhões por abuso de posição dominante na produção de energia

A Autoridade da Concorrência (AdC) condenou a EDP por abuso de posição dominante. A coima de 48 milhões de euros foi aplicada à EDP Produção por manipular a oferta de serviços de sistema que regula …

Há sete anos que a média de secundário dos colocados no Ensino Superior não era tão alta

Há sete anos que a média de secundário dos colocados no ensino superior não era tão alta. Relativamente aos alunos de cursos científico-humanísticos, a média dos colocados tem vindo a aumentar desde 2015, tendo atingido …

Futebolistas internacionais russos Kokorin e Mamayev saíram da prisão

Pavel Mamayev e Alexander Kokorin foram detidos depois de atacarem dois homens, um responsável do governo, num estacionamento de um hotel, e um outro num café. Deixam a prisão por "bom comportamento". Os futebolistas internacionais russos …

Praga de baratas fecha refeitório do hospital Amadora-Sintra

Uma praga de baratas está a afetar o Hospital Amadora-Sintra, provocando sérios transtornos às centenas de trabalhadores desta unidade de saúde. O caso foi denunciado ao Correio da Manhã por funcionários e confirmado pelo hospital. A …

Singapura é a inesperada vencedora da crise em Hong Kong

A instabilidade política está a levar uma crescente instabilidade económica em Hong Kong. Quem beneficia com isto é a Singapura, que surge como alternativa no mercado asiático. Em Hong Kong, o duelo entre os manifestantes contra …