Um morto e mais de cem feridos em “Dia de Raiva” na Palestina

As autoridades de Saúde palestinianas reviram hoje em baixa o número de palestinianos mortos nos confrontos com forças israelitas em Jerusalém, na Cisjordânia e na Faixa de Gaza, de dois para um, mantendo o balanço de cem feridos.

O Ministério da Saúde palestiniano tinha dado conta, ao longo da tarde de hoje, de dois mortos palestinianos nos confrontos com militares israelitas, mas depois corrigiu a informação que tinha prestado e fala apenas em um morto.

O porta-voz do ministério, Ashraf al Qedra, anunciou a morte de Mahmud al Masri, de 30 anos, da cidade de Khan Yunes, na Faixa de Gaza, devido a ferimentos de bala. Minutos mais tarde foi dada a informação de um segundo morto, devido a um ferimento na cabeça.

Ashraf al Qedra esclareceu posteriormente que o segundo homem chegou a sofrer uma paragem cardíaca, mas que os médicos conseguiram reanimá-lo.

Os protestos na Cisjordânia, Faixa de Gaza e Jerusalém, no âmbito do Dia da Ira – contra a decisão dos EUA de reconhecerem Jerusalém como capital de Israel – fizeram também mais de uma centena de feridos.

Ainda assim, de acordo com os jornalistas da agência espanhola EFE presentes no local, o Dia da Ira decorreu com relativa calma na cidade de Jerusalém.

Após as orações do meio-dia de hoje (sexta-feira, o principal dia da semana religiosa muçulmana), vários grupos de jovens na Cisjordânia e em Gaza dirigiram-se aos postos de controlo militares israelitas e lançaram pedras e cocktails molotov contra os soldados.

Os militares israelitas responderam a tiro, com balas de borracha, fogo real (segundo testemunhas) e usando material anti-distúrbios.

“Ocorreram protestos violentos em cerca de 30 localidades na Judeia, Cisjordânia e na Faixa de Gaza”, confirmou o Exército de Israel em comunicado. Na mesma nota, precisou que na Cisjordânia manifestaram-se violentamente cerca de 3 mil pessoas, que queimaram pneus e lançaram bombas incendiárias e pedras contra as forças de segurança.

Abedin Taherkenareh / EPA

Iranianos queimam bandeiras dos EUA e de Israel em protestos de apoio à Palestina

Os principais confrontos na Cisjordânia ocorreram em Hebron, nos arredores de Belém, em Beit Umar, Al Aroub, Tulkarem e Qalandia, o principal posto de controlo entre Jerusalém e Ramalah, confirmou o Exército. O balanço do exército fala em dez feridos e seis detidos.

O Crescente Vermelho (equivalente à Cruz Vermelha) contabilizou, no entanto, 52 feridos por balas de borracha em Jerusalém e Cisjordânia, bem como quatro feridos com pancadas e 178 assistidos devido à inalação de gás lacrimogéneo.

Em Gaza, o Exército deu conta de confrontos em seis pontos da Faixa. O porta-voz Ashraf al Qedra confirmou ainda 60 feridos, todos devido a munição real, dois dos quais de “gravidade extrema”.

Na cidade protagonista do conflito, Jerusalém, verificaram-se poucos incidentes.

“O imã apelou à calma, disse que este é um local de oração, sagrado. Ainda que sintamos dor nos nossos corações por aquilo que fez Trump, não vamos organizar protestos aqui. Convidamos o mundo a juntar-se a Jerusalém, que é uma zona árabe, palestiniana e muçulmana”, relatou à EFE Abu Salahedín, após a oração na mesquita de Al Aqsa.

Depois da oração principal na Esplanada das Mesquitas, as ruas da Cidade Velha ficaram meio desertas e em calma, bem como os bairros adjacentes. Registou-se um confronto breve entre dezenas de palestinianos e polícia, que resultou apenas em montras partidas, segundo a agência AP.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Esta zebra nasceu com bolas em vez de riscas

No Quénia, foi avistada uma cria de zebra com uma particularidade: em vez de riscas, esta tinha bolinhas brancas. Habitualmente, as zebras com condições semelhantes acabam por não viver durante muito tempo. Um rara cria de …

Há rochas "saltitantes" e colapsos de penhascos no cometa da Rosetta

  Cientistas que analisam o tesouro de imagens obtidas pela missão da Rosetta da ESA descobriram mais evidências de curiosas rochas "saltitantes" e quedas dramáticas de penhascos. A Rosetta operou no Cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko entre agosto de 2014 …

PS e BE afastados "porque dá jeito" (e os riscos de andar para trás)

O líder do PSD alertou este domingo para o distanciamento do PS em relação ao BE, porque “dá jeito para as eleições”, notando ser uma tentativa de “limpar” a proximidade dos últimos quatro anos e …

A KLM vai passar a "voar" de comboio

A KLM, que já tinha sugerido que se voasse menos e se viajasse mais de comboio, confirmou que vai retirar um dos voos Bruxelas-Amesterdão, passando os passageiros a efetuar a rota sobre carris, num comboio …

Cientistas fazem reconstrução facial de um guerreiro escocês do séc XV

Cientistas reconstruiram digitalmente o rosto daquele que terá sido um membro poderoso de um clã do século XV da Escócia, que terá morrido num violento conflito com um clã vizinho. Corria o ano de 1957 quando …

Estudo mostra que os golfinhos também já são resistentes aos antibióticos

Um novo estudo realizado nos Estados Unidos mostra que os golfinhos Tursiops truncatus também já mostram resistência aos antibióticos. Não é segredo que os seres humanos usam demasiados antibióticos, tanto que estamos a desenvolver uma resistência …

Indígenas famosos pela sua saúde cardíaca começaram a usar óleo de cozinha (e a engordar)

O povo Tsimane, que vive na Bolívia, tem permanecido relativamente afastado do mundo exterior durante várias gerações, prosperando da terra e praticando formas tradicionais de caça, pesca, agricultura e recolha de alimentos. Durante vários anos, sabe-se …

Mais de 150 detidos em protestos violentos em Paris. Desta vez, sem coletes amarelos

As autoridades francesas detiveram este sábado mais de 150 pessoas numa nova jornada de protestos em Paris, onde coincidiram uma manifestação dos coletes "amarelos" com outras dois em defesa do clima e contra a reforma …

UE deteta 50 a 80 casos de desinformação e fake news russas por semana

O grupo de trabalho do Serviço Europeu de Ação Externa contra a desinformação russa deteta, semanalmente, entre 50 e 80 casos, num total de mais de 6.300 situações identificadas desde 2015, que têm vindo a …

Moreirense 1-2 Benfica | Rafa abre caminho à reviravolta

O Benfica sofreu a bom sofrer para levar de vencida o Moreirense, em casa deste, por 2-1. Os homens da casa marcaram primeiro, por Luther Singh, logo no arranque do segundo tempo, e estiveram na …