Um morto e mais de cem feridos em “Dia de Raiva” na Palestina

As autoridades de Saúde palestinianas reviram hoje em baixa o número de palestinianos mortos nos confrontos com forças israelitas em Jerusalém, na Cisjordânia e na Faixa de Gaza, de dois para um, mantendo o balanço de cem feridos.

O Ministério da Saúde palestiniano tinha dado conta, ao longo da tarde de hoje, de dois mortos palestinianos nos confrontos com militares israelitas, mas depois corrigiu a informação que tinha prestado e fala apenas em um morto.

O porta-voz do ministério, Ashraf al Qedra, anunciou a morte de Mahmud al Masri, de 30 anos, da cidade de Khan Yunes, na Faixa de Gaza, devido a ferimentos de bala. Minutos mais tarde foi dada a informação de um segundo morto, devido a um ferimento na cabeça.

Ashraf al Qedra esclareceu posteriormente que o segundo homem chegou a sofrer uma paragem cardíaca, mas que os médicos conseguiram reanimá-lo.

Os protestos na Cisjordânia, Faixa de Gaza e Jerusalém, no âmbito do Dia da Ira – contra a decisão dos EUA de reconhecerem Jerusalém como capital de Israel – fizeram também mais de uma centena de feridos.

Ainda assim, de acordo com os jornalistas da agência espanhola EFE presentes no local, o Dia da Ira decorreu com relativa calma na cidade de Jerusalém.

Após as orações do meio-dia de hoje (sexta-feira, o principal dia da semana religiosa muçulmana), vários grupos de jovens na Cisjordânia e em Gaza dirigiram-se aos postos de controlo militares israelitas e lançaram pedras e cocktails molotov contra os soldados.

Os militares israelitas responderam a tiro, com balas de borracha, fogo real (segundo testemunhas) e usando material anti-distúrbios.

“Ocorreram protestos violentos em cerca de 30 localidades na Judeia, Cisjordânia e na Faixa de Gaza”, confirmou o Exército de Israel em comunicado. Na mesma nota, precisou que na Cisjordânia manifestaram-se violentamente cerca de 3 mil pessoas, que queimaram pneus e lançaram bombas incendiárias e pedras contra as forças de segurança.

Abedin Taherkenareh / EPA

Iranianos queimam bandeiras dos EUA e de Israel em protestos de apoio à Palestina

Os principais confrontos na Cisjordânia ocorreram em Hebron, nos arredores de Belém, em Beit Umar, Al Aroub, Tulkarem e Qalandia, o principal posto de controlo entre Jerusalém e Ramalah, confirmou o Exército. O balanço do exército fala em dez feridos e seis detidos.

O Crescente Vermelho (equivalente à Cruz Vermelha) contabilizou, no entanto, 52 feridos por balas de borracha em Jerusalém e Cisjordânia, bem como quatro feridos com pancadas e 178 assistidos devido à inalação de gás lacrimogéneo.

Em Gaza, o Exército deu conta de confrontos em seis pontos da Faixa. O porta-voz Ashraf al Qedra confirmou ainda 60 feridos, todos devido a munição real, dois dos quais de “gravidade extrema”.

Na cidade protagonista do conflito, Jerusalém, verificaram-se poucos incidentes.

“O imã apelou à calma, disse que este é um local de oração, sagrado. Ainda que sintamos dor nos nossos corações por aquilo que fez Trump, não vamos organizar protestos aqui. Convidamos o mundo a juntar-se a Jerusalém, que é uma zona árabe, palestiniana e muçulmana”, relatou à EFE Abu Salahedín, após a oração na mesquita de Al Aqsa.

Depois da oração principal na Esplanada das Mesquitas, as ruas da Cidade Velha ficaram meio desertas e em calma, bem como os bairros adjacentes. Registou-se um confronto breve entre dezenas de palestinianos e polícia, que resultou apenas em montras partidas, segundo a agência AP.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Há quatro anos, Ronaldo saiu em lágrimas e Paris foi surpreendida pelo "patinho feio"

Foi precisamente há quatro anos que Portugal sagrou-se campeão europeu de futebol. Na final da competição, a Seleção derrotou a anfitriã França, por 1-0. Portugal começou o Euro 2016 com o pé esquerdo. Num grupo com …

China alerta para pneumonia "mais mortal" do que a covid-19. Informações "incorretas", garante Cazaquistão

A Embaixada da China no Cazaquistão alertou esta quinta-feira os cidadãos chineses para uma pneumonia desconhecida, cuja mortalidade é "muito maior" do que a covid-19. De acordo com o jornal chinês Global Times, que cita um …

Cláusula "secreta" permite nacionalização encapotada do Novo Banco

Na eventualidade de um cenário adverso, um mecanismo exigido por Bruxelas prevê a intervenção direta do Estado no Novo Banco. Isto pode levar a uma espécie de nacionalização encapotada. A venda do Novo Banco ao fundo …

Descoberta uma mina de ocre pré-histórica nas cavernas subaquáticas do México

As cavernas subaquáticas ao longo da península de Yucatán, no México, contêm um vasto labirinto de relíquias arqueológicas. A vasta rede de cavernas submersas guardam segredos dos Maias. Porém, uma nova descoberta remonta a episódios …

Da alta velocidade entre Porto Lisboa ao novo aeroporto. Os dez pilares de Costa e Silva para a retoma do país

O diretor diretor executivo da petrolífera Partex, António Costa Silva, convidado pelo Governo para estudar um plano de retoma económica para o período pós-pandemia, já apresentou as suas ideias ao Executivo socialista. Num documento com …

Fim das reuniões no Infarmed. BE quer dados da pandemia entregues ao Parlamento (e publicados na Internet)

Com o fim das reuniões entre peritos e políticos no Infarmed, o Bloco de Esquerda quer que os deputados passem a receber informações e dados científicos sobre a evolução da pandemia no Parlamento. De acordo com a …

Ter um cão pode ajudar as crianças a comportarem-se melhor

Ter um cão durante a infância pode ajudar a melhorar a saúde física e emocional das crianças, de acordo com uma nova investigação levada a cabo pelo Telethon Kids Institute, sediado na Austrália. A mesma …

Marcelo com reeleição garantida. Ana Gomes em segundo com o dobro de André Ventura

Se decidir recandidatar-se à Presidência da República, Marcelo Rebelo de Sousa vencerá confortavelmente à primeira volta, revela uma nova sondagem. De acordo com a pesquisa de opinião da Aximage para o Jornal Económico, o atual …

Presidente interina da Bolívia infetada com covid-19

A presidente interina da Bolívia, Jeanine Añez, testou positivo para o novo coronavírus, anunciou esta sexta-feira a própria, referindo que está bem. “Estou positiva para a covid-19, estou bem, trabalharei em isolamento. Juntos, seguiremos em frente”, …

Filho de Humberto Pedrosa na calha para CEO da TAP

O Jornal Económico escreve na sua edição desta sexta-feira que o nome de David Pedrosa, filho de Humberto Pedrosa, poderá vir a ser o substituto temporário de Antonoaldo Neves na liderança da companhia aérea portuguesa. …