Um colossal asteróide passa a apenas 10 milhões de km da Terra

(dr) Detlev van Ravenswaay

-

O asteróide 1999 FN53 vai esta quinta-feira passar a uma distância de 10 milhões de quilómetros da Terra. Não há perigo de colisão.

Embora os astrónomos da NASA tenham já excluído a possibilidade de uma colisão do 1999 FN53 com o nosso planeta, a visita do asteróide despoletou as inevitáveis especulações, discussões e simulações à volta das consequências que poderia ter a eventual colisão de um corpo destas dimensões com a Terra.

O terrífico 1999 FN53 tem cerca de 1,3 km de diâmetro, aproxima-se da Terra a mais de 45.000 km/h, e estima-se que seja o maior objecto a alguma vez se acercar do planeta a esta distância – pelo menos num futuro próximo.

O colossal asteróide é cerca de 10 vezes maior do que qualquer outro meteoro correntemente seguido pelos radares do Near-Earth Object Program, programa da NASA que vigia corpos celestes que possam representar uma ameaça para a Terra.

O 1999 FN53 é também duas vezes maior do que o gigantesco 2014-YB35, que deixou os astrónomos todos a olhar para cima quando passou próximo da Terra em março.

“Inevitavelmente, o eventual impacto de um corpo destas dimensões provocaria de imediato a morte de pelo menos 1.500 milhões de pessoas”, afirma ao Daily Express o professor Bill Napier, do departamento de Astronomia da Buckinghamshire New University, no Reino Unido.

Mas as numerosas vítimas humanas não seriam o único dano do asteróide ao planeta. “Se caísse no mar, os gases libertados para a estratosfera aniquilariam a camada de ozono”, diz Napier.

O 1999 FN53 seria incomparavelmente mais destrutivo do que o asteróide que em 1908 caiu em Tunguska, na Sibéria, provocando uma cratera de 50m de profundidade e arrasando 80 milhões de árvores da tundra siberiana.

“Estamos a falar de milhões de megatoneladas de energia, seria um evento de extinção em massa da humanidade”, diz o astrónomo.

Seriam os danos maiores do que o do impacto do asteróide que caiu no planalto do Iucatão durante o jurássico?

Talvez, mas os dinossauros não estão cá para nos contar.

AJB, ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. … e se colidisse com a lua? E esta mudasse ligeiramente a trajetória? O que aconteceria a terra? Alguém me sabe responder?

  2. Se houvesse um impacto na lua, poderia acontecer uma de duas coisas…
    A orbita destabiliza-se e poderia colidir com a Terra… Tudo o que existisse na terra seria esterilizado… Nada sobrevivia.

    Poderia se afastar gradualmente da terra… Sem os efeitos tidais da gravidade da lua na terra, o mar parava de ter ondas e transformava-se num lago gigante… Com isso paravam também todos os rios e percursos que acontecem dentro do mar, provavelmente levando o planeta para um nova idade do gelo onde o planeta poderia eventualmente congelar-se todo com excepção de uma pequena faixa no equador… Portanto seria MAU também para todo o ecossistema e vida em geral…

    Espero ter ajudado.

    Cumprimentos,

    Paulo Eduardo

RESPONDER

Turista danifica escultura do século XIX enquanto posa para fotografia (e é apanhado pelas câmaras de vigilância)

A polícia italiana identificou um austríaco de 50 anos que danificou uma estátua do século XIX num museu em Itália, enquanto posava para uma fotografia. O incidente ocorreu no passado dia 31 de junho, segundo …

Covid-19: Brasil supera as 100.000 mortes

O Brasil ultrapassou hoje a barreira das 100.000 mortes associadas à covid-19, quase cinco meses depois da confirmação do primeiro óbito no país, indicam dados oficiais divulgados pelas secretarias regionais de Saúde. Segundo os mais recentes …

As vacas leiteiras têm relações complexas (que se alteram quando mudam de grupo)

Uma nova investigação levada a cabo por cientistas do Chile e dos Estados Unidos concluiu que as vacas leiteiras vivem em redes sociais complexas que se alteram quando estes animais são movidos para outros grupos.  Para …

Virgin Galactic quer desenvolver avião comercial supersónico (que promete superar a velocidade do som)

A Virgin Galactic vai aliar-se à Rolls-Royce para criar um avião comercial supersónico, ainda mais rápido do que o mítico Concorde. A empresa de turismo espacial Virgin Galactic anunciou uma parceria com a Rolls-Royce para desenvolver …

PayPal resiste à pandemia. Volume de pagamentos cresce 30% no segundo trimestre

O volume de pagamentos através do PayPal cresceu 30% no segundo trimestre. A empresa parece resistir à pandemia de covid-19, que abalou o setor das viagens, cujos pagamentos estão muitas vezes associados a meios eletrónicos. …

Quatro pessoas morreram nos Estados Unidos depois de beberem desinfetante para as mãos

Quatro pessoas morreram nos Estados Unidos depois de ingerirem desinfetante para as mãos à base de álcool, revelou um relatório do Centros de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) do país esta quarta-feira publicado. De …

Jim Hackett deixa a Ford após três anos de liderança

Ao fim de três anos como CEO da Ford, Jim Hackett será substituído por Jim Farley. Um mandato que fica marcado por problemas financeiros, de produção e pela morte dos três volumes e utilitários. O mandato …

Covid-19: Portugal tem mais 186 casos e quatro pessoas morreram desde sexta-feira

Portugal regista hoje mais quatro mortos e 186 novos casos de infeção por covid-19 em relação a sexta-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde. De acordo com o relatório da DGS sobre a situação …

Versão americana da Eurovisão chega em 2021

O Festival Eurovisão da Canção — o maior espetáculo de entretenimento televisivo do mundo — vai chegar aos Estados Unidos no final do próximo ano. A novidade foi divulgada, esta sexta-feira (7), em comunicado oficial. A …

Contratações na TVI após apoios financeiros "suscitam preocupação"

O professor universitário e ex-ministro Miguel Poiares Maduro manifestou "preocupação" relativamente às contratações na TVI, da Media Capital, grupo que beneficia do apoio do Estado, através da compra antecipada de publicidade institucional. Em entrevista à Lusa, …