Um colossal asteróide passa a apenas 10 milhões de km da Terra

(dr) Detlev van Ravenswaay

-

O asteróide 1999 FN53 vai esta quinta-feira passar a uma distância de 10 milhões de quilómetros da Terra. Não há perigo de colisão.

Embora os astrónomos da NASA tenham já excluído a possibilidade de uma colisão do 1999 FN53 com o nosso planeta, a visita do asteróide despoletou as inevitáveis especulações, discussões e simulações à volta das consequências que poderia ter a eventual colisão de um corpo destas dimensões com a Terra.

O terrífico 1999 FN53 tem cerca de 1,3 km de diâmetro, aproxima-se da Terra a mais de 45.000 km/h, e estima-se que seja o maior objecto a alguma vez se acercar do planeta a esta distância – pelo menos num futuro próximo.

O colossal asteróide é cerca de 10 vezes maior do que qualquer outro meteoro correntemente seguido pelos radares do Near-Earth Object Program, programa da NASA que vigia corpos celestes que possam representar uma ameaça para a Terra.

O 1999 FN53 é também duas vezes maior do que o gigantesco 2014-YB35, que deixou os astrónomos todos a olhar para cima quando passou próximo da Terra em março.

“Inevitavelmente, o eventual impacto de um corpo destas dimensões provocaria de imediato a morte de pelo menos 1.500 milhões de pessoas”, afirma ao Daily Express o professor Bill Napier, do departamento de Astronomia da Buckinghamshire New University, no Reino Unido.

Mas as numerosas vítimas humanas não seriam o único dano do asteróide ao planeta. “Se caísse no mar, os gases libertados para a estratosfera aniquilariam a camada de ozono”, diz Napier.

O 1999 FN53 seria incomparavelmente mais destrutivo do que o asteróide que em 1908 caiu em Tunguska, na Sibéria, provocando uma cratera de 50m de profundidade e arrasando 80 milhões de árvores da tundra siberiana.

“Estamos a falar de milhões de megatoneladas de energia, seria um evento de extinção em massa da humanidade”, diz o astrónomo.

Seriam os danos maiores do que o do impacto do asteróide que caiu no planalto do Iucatão durante o jurássico?

Talvez, mas os dinossauros não estão cá para nos contar.

AJB, ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. … e se colidisse com a lua? E esta mudasse ligeiramente a trajetória? O que aconteceria a terra? Alguém me sabe responder?

  2. Se houvesse um impacto na lua, poderia acontecer uma de duas coisas…
    A orbita destabiliza-se e poderia colidir com a Terra… Tudo o que existisse na terra seria esterilizado… Nada sobrevivia.

    Poderia se afastar gradualmente da terra… Sem os efeitos tidais da gravidade da lua na terra, o mar parava de ter ondas e transformava-se num lago gigante… Com isso paravam também todos os rios e percursos que acontecem dentro do mar, provavelmente levando o planeta para um nova idade do gelo onde o planeta poderia eventualmente congelar-se todo com excepção de uma pequena faixa no equador… Portanto seria MAU também para todo o ecossistema e vida em geral…

    Espero ter ajudado.

    Cumprimentos,

    Paulo Eduardo

RESPONDER

O titanossauro mais antigo do mundo foi descoberto na Patagónia

Ninjatitan zapatai viveu há aproximadamente 140 milhões de anos, no início do Cretáceo, na atual Patagónia, na Argentina. Segundo os cientistas, o novo espécime fóssil de tiranossauro pode ser o mais antigo do mundo. Com cerca …

Volvo prepara mudança estratégica e apresenta o seu novo modelo 100% elétrico: o C40 Recharge

A marca de automóveis sueca apresentou o seu novo modelo 100% elétrico: o C40 Recharge. O modelo representa mais um passo no caminho para a eletrificação total da Volvo, já que esta semana a marca …

Benfica 2-0 Estoril | Águia carimba presença na final

O Benfica venceu o Estoril Praia por 2-0, no Estádio da Luz, e apurou-se para a final da Taça de Portugal, a segunda consecutiva do emblema “encarnado”. Os comandados de Jorge Jesus confirmaram a superioridade …

Um reator nuclear pode ajudar a resolver o mistério do desaparecimento de Amelia Earhart

Uma equipa de investigadores da Universidade Estadual da Pensilvânia, nos Estados Unidos, vai submeter uma folha de alumínio velha e gasta a um feixe de partículas do coração de um reator nuclear na esperança de …

Musk quer criar uma nova cidade no local de lançamento da SpaceX. Vai chamar-se Starbase

O empresário norte-americano Elon Musk está a tentar criar uma nova cidade chamada Starbase nas instalações de lançamento da SpaceX no Texas, nos Estados Unidos. As instalações da SpaceX no Texas estão localizadas em Boca Chica …

Chatbots: A tecnologia que "ressuscita" os mortos é cada vez mais uma realidade

Foi recentemente revelado que em 2017 a Microsoft patenteou um chatbot que, se construído, ressuscitaria digitalmente os mortos. Usando Inteligência Artificial e machine learning, o chatbot proposto traria o nosso ente querido de volta à …

Casal acertou no jackpot de 210 milhões de euros do Euromilhões (mas não registou o boletim)

Dois jovens britânicos pensaram que tinham ganho 182 milhões de libras (cerca de 210 milhões de euros), mas afinal o boletim não tinha sido registado por falta de dinheiro na conta online. Rachel Kennedy, de 19 …

A Islândia foi atingida por 17 mil terramotos na semana passada (e uma erupção pode estar iminente)

Mesmo para uma ilha vulcânica acostumada a tremores ocasionais, esta foi uma semana incomum para a Islândia. De acordo com o Escritório Meteorológico da Islândia, cerca de 17 mil terramotos atingiram a região sudoeste de …

Mulheres portuguesas trabalham mais uma hora e 13 minutos que os homens

As mulheres portuguesas trabalham em cada dia útil mais uma hora e 13 minutos do que os homens, entre trabalho pago e não pago, continuando a ter maior dificuldade em conciliar a profissão com a …

Três sismos acima de 7 na escala de Richter abalam a Nova Zelândia. Autoridades alertam para tsunami

A costa nordeste da Nova Zelândia foi esta quinta feira atingida por três sismos de magnitude acima de 7 na escala de Richter. A proteção civil emitiu um alerta de tsunami após o primeiro terramoto, …