Investigadores do Uganda testam vacina experimental contra o Ébola

usarmyafrica / Flickr

O mais recente boletim oficial do Ministério da Saúde da República Democrática do Congo, datado de 1 de agosto, refere que o número acumulado de casos de Ébola é de 2713.

Investigadores do Uganda começaram a testar uma vacina experimental contra o Ébola, que deverá ser usada na vizinha República Democrática do Congo, onde um surto do vírus matou 1.800 pessoas no último ano.

O teste da vacina da Janssen Pharmaceuticals deverá durar dois anos, revelou esta segunda-feira, em comunicado, o Conselho de Pesquisa Médica (CPM) do Uganda.

A investigação é apoiada pela organização Médicos Sem Fronteiras e pela Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres, sendo conduzida no terreno por investigadores ugandeses.

O teste envolve perto de 800 pessoas, sobretudo pessoal médico e profissionais que se encontram na primeira linha do combate ao surto, como agentes de limpeza, tripulantes de ambulâncias, agentes funerários e coveiros, no distrito de Mbarara, no oeste do Uganda.

“Estamos a conduzir, neste momento, um exercício de vacinação em Mbarara”, revelou à agência France-Presse o porta-voz do CPM, Nabukenya Wairagala.

A epidemia do vírus está localizada nas províncias de Kivu Norte e Ituri da RD Congo e já se converteu na pior da história do país e na segunda mais grave do mundo, apenas ultrapassada pela que se registou na África Ocidental em 2014, com mais de 11 mil mortos.

O vírus do Ébola transmite-se através do contacto direto com sangue e os fluidos corporais contaminados, provoca febre hemorrágica e pode chegar a alcançar uma taxa de mortalidade de 90% se não for tratado a tempo.

Segundo o mais recente boletim oficial do Ministério da Saúde da RD Congo, datado de 1 de agosto, as autoridades sanitárias congolesas referem que o número acumulado de casos é de 2.713, dos quais 2.619 confirmados laboratorialmente e 94 prováveis. No total, houve 1.823 mortes (1.729 confirmadas e 94 prováveis) e 782 pessoas foram curadas.

Há ainda 423 casos suspeitos sob investigação, 13 novos casos confirmados, incluindo cinco em Beni, dois em Mabalako, dois em Mandima, um em Nyiragongo (Goma), um em Vuhovi, um em Katwa e um em Mutwanga.

Desde que a epidemia do vírus foi declarada no país, já foram vacinadas 181.389 pessoas. Desde o início das atividades de controlo, 149 agentes sanitários foram infetados pelo vírus, tendo morrido 41 desde 1 de agosto de 2018.

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, declarou no dia 17 de julho o estado de emergência internacional na RD Congo.

// Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. O correto das invenções dos professores Ludovicos e fazer os testes de suas malignas invenções na sua própria anca

    • Se a vacina contra o Ébola é uma “invenção maligna”, então certamente não te importarás de viajar para uma das zonas afetadas, onde poderás saborear na primeira pessoa a alternativa à vacina, que é apanhar aquela doença tão simpática.

RESPONDER

Bancos com mil milhões de euros em pedidos de moratórias em média numa semana

Uma semana depois de a legislação da moratória pública ter entrado em vigor, os bancos nacionais já têm uma estimativa do número de pedidos de particulares e de empresas. De acordo com o Jornal Económico, os …

Idosos em lares infetados vão mudar-se (e podem ir para outros concelhos)

Na sequência do aumento de números de casos confirmados de covid- 19 nos lares, o Governo pretende “encontrar equipamentos alternativos” para alojar idosos, em isolamento profilático e que não precisem de tratamento hospitalar, dentro ou …

Apesar da pandemia, juiz Carlos Alexandre marca sessões do caso Tancos para abril

O juiz Carlos Alexandre marcou o interrogatório do principal arguido do processo relativo ao furto das armas de Tancos, João Paulino, para dia 21 de abril. De acordo com um despacho datado de 1 abril, citado …

Conceição pode estar de saída. FC Porto oferece 5 milhões por ano a Jesus

O treinador portista, Sérgio Conceição, pode estar de saída para a Alemanha. Como alternativa, o FC Porto está disposto a pagar 5 milhões de euros por ano a Jorge Jesus. Sérgio Conceição pode estar de saída …

Estado paga subsídio de refeição em teletrabalho. No privado, os patrões estão confusos

Mesmo à distância, os funcionários públicos mantêm o direito ao subsídio de refeição. No privado, a confusão mantém-se e os patrões estão divididos. De acordo com o secretário-geral da UGT, alguns patrões do privado estão a …

UEFA não quer campeonatos a seguir o exemplo belga

A UEFA reprovou a decisão da Liga de futebol da Bélgica que, esta quinta-feira, recomendou que se dê por terminada a época e se atribua o título ao Club Brugge.  Numa carta conjunta com a Associação de Clubes …

Boris Johnson em cheque. Desta vez, por causa da quantidade ínfima de testes

A pandemia de covid-19 está a ser um calvário político para Boris Johnson. O primeiro-ministro britânico tem sido alvo de várias críticas, sendo que a última tem a ver com a quantidade ínfima de testes …

EUA com pior recorde mundial diário de mortes. 10 milhões perderam o emprego

Os Estados Unidos registaram, esta quinta-feira, 1169 mortes em 24 horas causadas pela covid-19, o pior recorde mundial diário, de acordo com a contagem da Universidade Johns Hopkins. O número recorde de mortes em 24 horas …

Real Madrid sonda Maximiano. Sporting quer blindá-lo com cláusula de 60 milhões

O Real Madrid está atento a Luís Maximiano, o guarda-redes de 21 anos do Sporting. Os 'leões' querem blindar o jogador com uma cláusula de rescisão de 60 milhões de euros. O Real Madrid está interessado …

Lares britânicos recomendam idosos a assinar cláusula de "não-reanimação"

Lares britânicos recomendaram aos mais velhos que assinassem uma cláusula de "não-reanimação" para que as camas dos hospitais não fossem ocupadas por pessoas com uma menor probabilidade de sobreviver. No Reino Unido, surgem denúncias de que …