Uber, táxis e Tuk-Tuk vão estar na mira da GNR

Mário Cruz / Lusa

Os Ubers, táxis e Tuk-Tuk vão estar na mira da GNR que inicia, esta segunda-feira, uma operação de fiscalização intensiva aos transportes individuais de passageiros em todo o país.

A fiscalização do licenciamento e a certificação dos motoristas e dos seus veículos, a verificação do cumprimento das normas do Código da Estrada, nomeadamente quanto ao uso do cinto de segurança, ao uso do telemóvel e à condução sob o efeito do álcool ou de substâncias psicotrópicas são alguns dos aspetos a que os elementos das forças de segurança estarão particularmente atentos, segundo adianta a GNR em comunicado.

Garantir o “cumprimento da lei e das regras da concorrência” é um dos objetivos desta “operação de fiscalização rodoviária intensiva” da GNR que decorre até domingo e que abarcará todos os transportes individuais e remunerados de passageiros, de acordo com o Público.

A operação acontece “numa época de franca expansão de diferentes formas e conceitos de transporte, impulsionadas por empresas de táxis, agências de viagens e turismo, empresas de animação turística e, fundamentalmente pela atividade de TVDE, que conta com mais de 4300 operadores e cerca de 11.400 motoristas”, sublinha ainda o comunicado da GNR.

Só nos chamados TVDE, Portugal conta com quatro destas plataformas eletrónicas de transporte de passageiros em veículos descaracterizados a operar, segundo dados do Instituto da Mobilidade dos Transportes (IMT): além da Uber, a Bolt (antiga Taxify),a Cabify e a Kapten (antiga Chauffeur Privé). Os motoristas destes veículos descaracterizados ligam-se aos utilizadores através das aplicações online.

Em novembro, a lei que regulamenta as plataformas eletrónicas de transporte, a chamada “lei Uber” e que entrou em vigor sob forte contestação do sector dos táxis, instituiu regras muito mais apertadas para os TVDE.

Os operadores passaram a ter de constituir-se como empresa para serem parceiros de uma das plataformas e passaram a estar obrigados a pagar uma contribuição de 5% dos serviços que prestem, visando compensar os custos administrativos de regulação e acompanhamento das respetivas atividades. Deixou de poder estar ao volante de um TVDE alguém que tenha obtido carta de condução há menos de três anos, tendo os motoristas ficado igualmente obrigados a completar um curso de formação obrigatório, válido por cinco anos, com módulos específicos sobre comunicação e relações interpessoais.

Os motoristas de TVDE passaram a ter também de possuir um contrato escrito com um parceiro, que passou a ser a sua entidade empregadora, e ficaram impedidos de recolher passageiros na rua, bem como de circular nas faixas BUS. Independentemente da aplicação para a qual trabalhem, estão proibidos de passar mais de dez horas diárias ao volante.

No final de abril, a Associação Nacional de Transporte Rodoviário em Automóveis Ligeiros (ANTRAL), uma das maiores associações de taxistas do país, lançou a aplicação IzzyMove para concorrer com apps como a My Taxi e a Uber, entre outras.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

PSG na corrida por Bruno Fernandes. Atlético já terá proposta

Bruno Fernandes continua com o futuro incerto, mas o mercado continua a mexer. De acordo com a imprensa desportiva, o Paris Saint-Germain entrou na corrida pelo médio do Sporting e o Atlético de Madrid terá …

Crédito Agrícola vai cobrar MB Way e transferências online

O Crédito Agrícola, instituição bancária liderada por Licínio Pina, vai passar a cobrar não só as transferência feitas através da aplicação móvel MB Way, como também as transferências online, escreve o jornal Eco este sábado. …

Há uma "Cidade do Futuro" inacabada no deserto do Arizona

https://vimeo.com/342345734 No deserto do Arizona, nos Estados Unidos, há uma cidade experimental projetada para milhares de pessoas que agora contém apenas algumas dezenas de habitantes. Durante quase cinco décadas, um grupo chamado Fundação Cosanti tem trabalhado na …

Montenegro vai estudar liderança em França. Quer qualificar-se para o futuro

O ex-líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, vai para França estudar num programa de gestão avançada para executivos promovido pelo Instituto Europei para Administração de Empresas, escreve este sábado o Expresso. De acordo com o …

A dieta perfeita não existe

O número de dietas que existem não cabe nos dedos das nossas mãos, mas grande parte das pessoas vai dizer-lhe qual a melhor dieta a seguir. Mas não acredite, é tudo bluff. Uma equipa de cientistas …

Fenprof critica Marcelo. "Não é o Presidente de todos os portugueses”

O 13.º congresso da Fenprof terminou este sábado com a garantia de luta pela contagem integral do tempo de serviço dos professores e críticas a Marcelo Rebelo de Sousa, que “não é o Presidente de …

Consumo de álcool dos filhos associado a educação branda dos pais

Um estudo descobriu que há uma associação entre o consumo de álcool dos filhos e a educação que os pais dão em relação às bebidas alcoólicas. Quanto mais brandos os pais forem, mais probabilidade há …

Espiões podem estar a usar o LinkedIn para recrutar novos contactos

O LinkedIn é uma rede social de negócios, mas espiões podem estar a usá-la para encontrar novos contactos. Os espiões estarão a usar perfis falsos, gerados por inteligências artificial. Apesar de ser uma rede social bem …

Mercado de compras online pode não ser tão lucrativo quanto se pensa (e pode estar perto do fim)

Muitas pessoas provavelmente presumem que as lojas online estão a fazer uma fortuna, mas a realidade é bem diferente. Muitas atividades de comércio eletrónico são, na verdade, não lucrativas. Se as pessoas tivessem que pagar o …

Canábis já era fumada há pelo menos 2.500 anos

Uma descoberta nos túmulos do cemitério Jirzankal, no oeste da China, mostra que os povos que viviam nessa zona montanhosa já queimavam canábis com elevados níveis de THC. Uma equipa de arqueólogos encontrou pequenos artefactos de madeira …