Twitter coloca alerta de “verificação de factos” em publicações de Donald Trump

Yuri Gripas / EPA POOL

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

O Presidente dos Estados Unidos rejeitou na terça-feira a interferência do Twitter na “liberdade de expressão” que a rede social exerceu diretamente contra um texto publicado, através do novo processo de verificação de mensagens.

“O Twitter está a interferir nas eleições presidenciais de 2020. Dizem que a minha declaração sobre o voto pelos correios vai provocar atos de corrupção e fraude, é incorreto, baseando-se em verificações de notícias falsas”, escreveu Donald Trump.

“O Twitter está a reprimir por completo a liberdade de expressão e eu, como Presidente, não o vou permitir”, notou Trump no mesmo texto difundido no próprio Twitter.

A rede social assinalou, pela primeira vez, na terça-feira, uma mensagem de Donald Trump após um processo de verificação de informação, um procedimento que nunca tinha sido aplicado ao chefe de Estado norte-americano. Na prática, a rede social colocou um alerta de “verificação de factos” junto da publicação do Presidente.

O alerta do Twitter ocorreu depois de Trump ter difundido uma mensagem em que assegurava que o voto por correspondência para as presidenciais de novembro nos Estados Unidos pode ter consequências fraudulentas.

Trump reagiu desta forma à decisão do governador da Califórnia, o democrata Gavin Newsom, de enviar boletins de voto por correspondência a todos os eleitores registados no Estado, como medida excecional para a votação em tempos de pandemia.

A rede social Twitter colocou junto do texto de Trump a mensagem “aceda aqui a todas as informações sobre a votação por correspondência”.

Ao aceder ao alerta associado à mensagem de Trump, a rede social conduz o utilizador para outra página dentro da aplicação com o alerta “Trump afirma sem provas que o voto por correspondência vai derivar em fraude eleitoral”, citando notícias sobre o assunto transmitidas pela estação de televisão CNN ou pelo jornal Washington Post.

Entretanto, e recorrendo à mesma rede social, o Presidente norte-americano ameaçou esta quarta-feira regular ou mesmo “fechar” as empresas de redes sociais, depois de o Twitter ter assinalado uma das suas publicações com uma ferramenta de verificação de factos.

“Os republicanos sentem que as plataformas de redes sociais silenciam completamente as vozes conservadoras. Vamos regulá-las fortemente, ou fechá-las, antes de permitirmos que isto aconteça”, escreveu Donald Trump no Twitter.

“Aprendam a comportar-se, AGORA!!!!”

O Twitter é a rede social mais utilizada por Trump, através da qual comunica diretamente com os simpatizantes, sem passar pelo filtro do jornalismo.

Trump tem 80 milhões de seguidores no Twitter.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Crianças têm dificuldade em entender emoções de pessoas com máscara

Um novo estudo mostra que crianças dos três aos cinco anos só conseguem entender as emoções escondidas por detrás das máscaras em apenas 40% das ocasiões. A equipa de investigação U-Vip (Unidade para Deficientes Visuais), liderada …

Cientistas identificam uma rara "hélice" magnética num sistema binário

De acordo com investigações que serão publicadas na revista The Astrophysical Journal, investigadores da Universidade de Notre Dame identificaram a primeira hélice magnética eclipsante num sistema estelar variável cataclísmico. O sistema estelar, conhecido como J0240, é …

Euro2020, 2º dia: Bélgica e Finlândia vencem em dia marcado pelo colapso de Eriksen

A Bélgica estreou-se hoje no Euro2020 de futebol com uma vitória expressiva sobre a Rússia (3-0), no Grupo B, num dia histórico para a Finlândia, mas manchado pelo colapso do dinamarquês Christian Eriksen, que lançou …

Bélgica 3-0 Rússia | Diabos belgas à solta em São Petersburgo

A Bélgica entrou com tudo nesta fase final do EURO 2020. Na noite deste sábado, os “diabos vermelhos” andaram à solta e silenciaram São Petersburgo. A Bélgica entrou hoje com o pé direito no Campeonato da …

Um braço robótico conseguiu ajudar um paciente a sentir o mundo

Recentemente, um implante neural permitiu que as pessoas escrevessem uma mensagem apenas com o pensamento. Agora, um novo braço robótico controlado por um implante está a criar curiosidade por conseguir enviar feedback tátil para o …

Dinamarca 0-1 Finlândia | Todos a pensar em Eriksen

A Finlândia venceu o seu encontro de estreia em fases finais de Campeonatos da Europa, num jogo em que o mais importante não foi o resultado final, mas sim a luta de Eriksen pela vida. A …

Polícia chinesa prende mais de mil suspeitos de lavagem de dinheiro com criptomoedas

As autoridades chinesas intensificaram o controlo de esquemas que envolvem criptomoedas e prenderam mais de 1.100 suspeitos de usar os ativos digitais para lavagem de fundos ilícitos. A mega operação ocorreu em 23 províncias, regiões e …

#CancelCanadaDay. População quer pôr fim ao Dia do Canadá

Uma cidade canadiana e uma "Primeira Nação" do país cancelaram formalmente o Dia do Canadá alegando que não querem continuar a homenagear a "tentativa de genocídio" contra os povos indígenas. A prefeita da cidade de Victoria, …

Plástico é responsável por 80% do lixo nos oceanos

Um estudo global publicado na quinta-feira revelou que 80% do lixo encontrado nos oceanos é composto por plástico, sobretudo sacolas e garrafas. Em seguida surge o metal, vidro, roupas e outros artigos têxteis, borracha, papel …

Governo sabia da partilha de dados de ativistas russos desde março

O Governo sabia do envio para a embaixada russa dos dados pessoais dos manifestantes anti-Putin desde março. A notícia foi avançada pela RTP. Os ativistas russos revelaram que a sua queixa sobre a atitude da Câmara …