/

TVI aposta em estúdio a Norte. Nuno Santos quer Informação mais ao estilo da SIC Notícias do que da CMTV

O diretor-geral da TVI, Nuno Santos, afirmou, em entrevista ao jornal Público, que a estação de Queluz de Baixo vai apostar num estúdio no Norte, revelando ainda que pretende mudar a Informação do canal mais à semelhança daquele que é o estilo da SIC Notícias do que o da CMTV. 

“Vamos ser o único canal em termos físicos na cidade do Porto. Mas prefiro olhá-lo como Norte, e não apenas como Porto, porque é preciso olhar para o que está para cima e um bocado para baixo”, disse Nuno Santos ao jornal, depois de revelar que foi o próprio a ir buscar o jornalista João Fernando Ramos à RTP, que assumirá o projeto a Norte.

“Fica responsável pela criação de conteúdos a Norte, ligação com as universidades, fundações. Há muitas vozes do Norte e Centro arredadas da televisão porque somos um país com uma visão muito centralista. Vai ser um centro apenas de informação, um pequeno estúdio”, disse, sem avançar mais detalhes sobre este projeto.

Na mesma entrevista, publicada esta sexta-feira, o diretor-geral da TVI diz ainda que a Informação da TVI vai sofrer alterações nos próximos tempos.

“A informação da TVI tem uma marca que deve preservar de diferença, irreverência e proximidade; e precisamos restabelecer e sedimentar uma relação de confiança com os espectadores”, começou por explicar.

“Num primeiro momento, vamos trabalhar as faixas das 13h e 20h da TVI, relançando a imagem do jornal e agregando reportagem e investigação; e, num segundo, materializar uma nova estratégia para a TVI24. Vamos intensificar a oferta digital, produzindo conteúdos dedicados”, continuou.

Questionado sobre se olha para a remodelação informativa mais à semelhança da SIC Notícias ou da CMTV, Nuno Santos admite olhar mais para o canal de Paço de Arcos.

“Olho para o que deve ser a TVI 24, mas olho mais para a SIC Notícias. Se a pergunta é se somos um canal de notícias ou de matriz mais tablóide, eu diria informativa. Ser rápido, bom, chegar lá primeiro e enquadrar é a demanda de um canal de notícias”.

Nuno Santos falou ainda de Cristina Ferreira, que abandonou recentemente a SIC para voltar à TVI, pondo fim ao seu contrato de forma unilateral.

Dizendo não temer o poder da marca da apresentadora e garantindo que o facto de esta ser também administradora não vai interferir com a hierarquia no canal – “A TVI não vai ter dois diretores” -, Nuno Santos revelou, sem adiantar muitos detalhes, que a comunicadora terá uma presença marcante no ecrã já em setembro.

“A Cristina vai ter uma presença marcante no ecrã em dois momentos: uma primeira vaga já a partir de Setembro e uma segunda em 2021. O que são estas vagas… falaremos a seu tempo. Seria muito pouco inteligente ter aqui a Cristina e ela não ser uma força motriz da nossa oferta de conteúdos”, afirmou.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.