O turismo dentário pode ser a próxima galinha dos ovos de ouro de Portugal

O turismo médico é uma nova tendência mundial a que Portugal não pode ficar indiferente. Quem o diz é o investigador Fernando Arrobas que prepara uma tese de doutoramento nesta área e que destaca que o nosso país tem especial potencial no âmbito do turismo dentário.

Cada vez mais pessoas viajam pelo planeta em busca de tratamentos médicos e cirurgias mais baratos, conciliando a saúde com o turismo e o lazer. E esta é uma nova oportunidade de negócio que Portugal não pode perder, como sublinha Fernando Arrobas, do Centro de Investigação, Desenvolvimento e Inovação da Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril, em entrevista à Rádio Renascença.

“O segmento do turismo médico e dentário é muito interessante, é uma indústria multimilionária que já está em desenvolvimento a nível mundial. E Portugal não pode ficar para trás”, constata Arrobas no âmbito do XV Congresso da Associação de Directores de Hotéis de Portugal, que decorreu em Viseu.

“Há cada vez mais pessoas que viajam para fazer cirurgias, tratamentos dentários, de fisioterapia ou outros, e que não querem ficar fechadas no hospital em fase de recuperação, preferindo aproveitar para conhecer o meio onde estão, a sua cultura e potencialidades turísticas”, sublinha o investigador.

Estes pacientes “precisam de estadia em hotel, assim como os seus acompanhantes”, já que, dada a “situação de alguma fragilidade”, não costumam viajar sozinhos.

Isto abre um leque de possibilidades que requer parcerias entre clínicas e hotéis, bem como uma estratégia que evidencie as boas condições de Portugal para acolher doentes em áreas como “a fisioterapia, as cirurgias plástica e oftalmológica” e a “fertilidade”, repara Arrobas.

O investigador realça o turismo dentário como um sector de especial relevância, destacando que “em Portugal, o número de dentistas cresceu significativamente” e que “neste momento, há cerca de 5.500 clínicas dentárias” no nosso país.

Como factores favoráveis, o investigador cita os preços mais baixos, a qualidade dos serviços médicos, a segurança, o clima e a oferta hoteleira e de pontos de atracção turística.

E já há médicos dentistas portugueses que estão a apostar neste sector, oferecendo a possibilidade de “combinar” tratamentos dentários com “uma visita turística a Lisboa”, como é o caso da clínica João Borges Aesthetic Dentistry que alega já ter tratado pacientes de “mais de 25 nacionalidades“.

Hungria é a “campeã” do turismo dentário

A nível europeu, a Hungria é vista como a “capital” do turismo dentário, recebendo todos os anos “cerca de 70 mil doentes” que geram mais de 250 milhões de euros em receitas, como destaca Arrobas na Renascença.

O turismo médico está a crescer cerca de 15% por ano na Europa, com especial destaque para os países de Leste e da Europa central, segundo um relatório elaborado pela consultora PwC em 2017. O documento que analisa em particular a situação da Polónia destaca que o país recebe cerca de 400 mil pacientes estrangeiros todos os anos.

A Polónia é um destino preferencial de muitos pacientes dos EUA para a realização de tratamentos dentários, desde reparações cosméticas até tratamentos de cáries, dados os preços mais convidativos, com reduções que podem chegar a três vezes menos.

Os EUA são um dos países com maior potencial em termos de procura de opções de turismo dentário, já que segundo um relatório divulgado em 2012 e que foi coordenado pelo senador Bernie Sanders, o número de norte-americanos sem seguros dentários está próximo dos 130 milhões de pessoas. Isto representa cerca de 40% da população dos EUA.

Por outro lado, mesmo alguns doentes com seguros estão a ser encaminhados pelas Seguradoras para fazerem tratamentos ou cirurgias fora dos seus países, porque fica mais barato. “É o caso do Canadá e Estados Unidos”, atesta Arrobas na Renascença, frisando que “Brasil, China, África, Europa Central e Reino Unido são outros mercados de origem interessantes”.

A título de exemplo, implantes dentários de titânio podem custar no Reino Unido 2500 libras (quase 2900 euros) por cada dente, enquanto na República Checa ficam por menos de 1400 euros e na Polónia podem custar pouco mais de 400 euros por implante. Já nos EUA têm um custo de cerca de 4 mil dólares (mais de 3.500 euros) por dente.

SV, ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. E o mais engraçado é que os polacos,cobrando 400€, conseguem fazer tão bem ou melhor que os americanos, que cobram 3.500€… Agora vejam lá se conseguem perceber porquê.

  2. Como é óbvio, há implantes e implantes: uns Nobel Biocare “Made in Sweden” não podem custar o mesmo do que uns implantes chinocas feitos às ” três pancadas”!…
    Já há bastante turismo dentário em Portugal, mas é preciso ter cuidado (e mais fiscalização) principalmente com os dentistas brasileiros que, na zona do Algarve, andam a burlar estrangeiros (e, alguns deles, nem dentistas são)!!

RESPONDER

Há um enorme buraco na atmosfera de Marte (e a água está a escapar)

Uma vez a cada dois anos, um gigantesco buraco abres-e na atmosfera marciana, deixando escapar para o Espaço uma parte das escassas reservas de água do Planeta Vermelho. O estranho mecanismo meteorológico, nunca visto na Terra, …

Musk vai construir um túnel de alta velocidade em Las Vegas

A Boring Company conseguiu um contrato de 48,7 milhões de dólares para construir um sistema subterrâneo, chamado LVCC Loop, em Las Vegas. A empresa Boring Company, de Elon Musk, foi a escolhida para construir um túnel …

Cientistas podem ter descoberto a verdadeira origem da canábis

A origem da canábis é um mistério, mas a análise de pólen antigo sugere que a planta evoluiu cerca de três quilómetros acima do nível do mar no planalto tibetano. Documentos que datam da Idade Média …

Sporting vs FC Porto | Um ano depois, a Taça para os leões

O Sporting venceu o FC Porto, mais uma vez nas grandes penalidades, e arrecadou a 17ª Taça de Portugal. Num jogo muito disputado no Estádio do Jamor, que terminou empatado 1-1 no tempo regulamentar, o Porto …

Marcelo pede aos portugueses para votarem. "Ficar em casa é um erro enorme"

O Presidente da República pediu hoje aos portugueses que façam o "pequeno sacrifício" de votar nas eleições para o Parlamento Europeu e não deixem "nas mãos de 20% ou de 25% a decisão que é …

Uma cidade inteira dos EUA está refém de cibercriminosos

A cidade de Baltimore, nos Estados Unidos, está sob ataque. Mas a ameaça não vem de pessoas armadas com pistolas e bombas. Há duas semanas, cibercriminosos usaram ransomware - um tipo de software nocivo que restringe …

Abandonado em bebé no aeroporto de Gatwick, Steve encontrou a família 33 anos depois

Um bebé foi abandonado no chão de uma casa de banho do aeroporto de Gatwick a 10 de abril de 1986. Foi quando Beryl Wright encontrou o recém-nascido que começou o mistério que só se …

Monges encontram receita perdida e voltam a fabricar cerveja medieval belga após 224 anos

Os monges da abadia de Grimbergen, na província de Brabante Flamengo, na Bélgica, encontraram a receita original de uma cerveja que era produzida artesanalmente no local há 224 anos e voltarão a fabricá-la. Monges da Abadia …

Nova app permite transmitir consentimento ao par num encontro

Vem aí uma nova app para encontros que nos permite sinalizar quando é que o nosso par tem o nosso consentimento para avançar para o próximo passo. A aplicação permite também ganhar pontos conforme se …

Agências de espionagem dos EUA cedem informações a investigação sobre interferência russa

Trump ordenou às agências de espionagem norte-americanas que deem os dados que têm sobre interferência da Rússia nas presidenciais de 2016 ao Departamento da Justiça. O diretor dos serviços secretos nacionais norte-americanos, Dan Coats, afirmou este …