Trump considera que está a ser vítima de um golpe de Estado

Jim Lo Scalzo / EPA

O Presidente norte-americano considerou, na noite desta terça-feira, que o processo de destituição que o ameaça é um golpe de Estado.

No Twitter, Donald Trump escreveu: “Cheguei à conclusão que o que está em vias de acontecer não é um impeachment [destituição]. É um GOLPE DE ESTADO, destinado a tirar o poder das pessoas, do seu VOTO, das suas liberdades, da sua Segunda Emenda, Religião, Forças Armadas, Muro das Fronteiras e os seus direitos dados por Deus como Cidadãos dos Estados Unidos da América!”.

Esta afirmação do Presidente norte-americano culmina uma série de ataques generalizados que tem feito nos últimos dias à oposição democrata.

Na segunda-feira, Trump sugeriu que o congressista que supervisiona o processo para a sua destituição, Adam Schiff, devia ser “preso por traição” e voltou a repetir que tudo não passa de uma “caça às bruxas”.

Na semana passada, o republicano também ameaçou retaliar contra os informadores que alertaram para o seu telefonema com o Presidente ucraniano, Vladimir Zelensky, dizendo que devem ser tratados como espiões.

“Quero saber quem foi que deu a informação ao denunciante, porque são quase espiões. Sabem o que se costumava fazer aos espiões nos bons velhos tempos, não sabem? Era diferente do que se faz agora”, concluiu o Presidente norte-americano em tom ameaçador.

A Câmara dos Representantes já está a trabalhar na elaboração dos artigos para a destituição do Presidente, que precisam de uma maioria simples para serem encaminhados para o Senado (dominado pelo Partido Republicano), onde terão de ser aprovados por uma maioria de dois terços, ou seja, seria preciso que 20 republicanos votassem contra o Presidente.

Em causa está precisamente a pressão de Trump junto do Presidente Zelenski para que investigasse a empresa do filho de Joe Biden neste país do leste europeu, em troca de financiamento e apoio militar.

Os democratas consideram que o chefe de Estado usou o seu cargo presidencial para pressionar o seu homólogo ucraniano a prejudicar um adversário político, dizendo que isso se enquadra na tipologia de “crimes e delitos graves” que podem levar a um processo de destituição.

Em toda a história dos EUA, nunca houve um Presidente destituído. Apenas dois chefes de Estado enfrentaram esta medida — Bill Clinton em 1998 e Andrew Johnson em 1868 — tendo ambos sido absolvidos.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Vírus pode ter estado adormecido antes de surgir na China, diz investigador de Oxford

O novo coronavírus pode ter estado adormecido algures no mundo antes de ter surgido na China, defendeu o investigador da Universidade de Oxford, Tom Jefferson, apontando para várias descobertas de amostras do vírus em Espanha, …

Federer sente falta de Wimbledon. "Deu-me tudo"

Roger Federer admitiu sentir a falta de Wimbledon, o torneio do "Grand Slam" que, se não tivesse sido cancelado devido à pandemia de covid-19, estaria a decorrer em Londres. O tenista suíço Roger Federer admitiu, esta …

Vanessa Guillen foi espancada até à morte. Jovem soldado tinha dito à mãe que era vítima de assédio

Vanessa Guillen foi vista pela última vez a 22 de abril, pouco tempo depois de confessar à mãe que estava a ser assediada por um sargento. O principal suspeito da morte da jovem suicidou-se e …

Presidente da Câmara do Funchal envia carta a Boris Johnson a defender a Madeira

O presidente da Câmara do Funchal escreveu uma carta a Boris Johnson, na qual realça "alguns argumentos fortes" a favor da Madeira como destino de férias para os cidadãos do Reino Unido. O presidente da Câmara …

Livros pró-democracia desapareceram das bibliotecas de Hong Kong

Livros escritos por importantes ativistas da democracia de Hong Kong começaram a desaparecer das bibliotecas da cidade, avança a agência noticiosa francesa AFP, citando registos online destes espaços. Os livros pró-democracia desapareceram das prateleiras da …

Lito Vidigal é o novo treinador do Vitória de Setúbal

Lito Vidigal é o novo treinador do Vitória de Setúbal. O ex-treinador do Boavista, que já tinha passado pelo Bonfim em 2018/2019, vai suceder a Júlio Velázquez no comando técnico dos sadinos. Esta segunda-feira, Lito Vidigal, …

Estados Unidos confirmam rara infeção provocada por parasita que destrói o cérebro

Foi detetada, no cérebro de uma pessoa no condado de Hillsborough, uma ameba rara que destrói o cérebro. O parasita chama-se Naegleria Fowleri. Uma ameba rara que destrói o cérebro, conhecida como Naegleria Fowleri, foi detetada numa …

IKEA devolve a Portugal 500 mil euros em apoios do lay-off

A IKEA já reuniu com o Governo e diz estar a estudar a melhor forma de proceder à devolução do montante recebido pelo Estado.  Segundo o Dinheiro Vivo, a IKEA Portugal vai devolver cerca de 500 …

Isabel dos Santos diz-se "contactável e disponível" para colaborar com a justiça

Isabel dos Santos negou, esta segunda-feira, que a justiça desconheça o seu paradeiro e que não a consiga contactar, depois de o procurador-geral de Angola ter vindo a público denunciar a ausência de respostas da …

"Não estamos a dar a resposta suficientemente eficaz nesta fase", diz bastonário dos médicos

O bastonário da Ordem dos Médicos (OM), Miguel Guimarães, defendeu esta segunda-feira que enquanto faltar uma "resposta suficientemente eficaz" à covid-19 na fase de desconfinamento, a recuperação económica também será mais lenta. O responsável falava aos …