Trump ameaça vingar-se no vinho francês depois da “estupidez de Macron”

Shawn Thew / EPA

O momento em que o Presidente dos EUA, Donald Trump, e o homólogo francês, Emmanuel Macron, plantaram uma árvore na Casa Branca

O presidente dos EUA, Donald Trump, ameaça aplicar taxas ao vinho francês como forma de retaliação pela medida aprovada em França para aplicar um novo imposto às grandes empresas tecnológicas mundiais. Uma “estupidez de Macron”, segundo Trump.

Há cerca de duas semanas, o Senado francês aprovou uma taxa de 3% que será aplicada a empresas que prestam serviços digitais com mais de 25 milhões de euros de volume de negócios em solo gaulês e 750 milhões de euros a nível mundial.

Uma decisão que é vista por Trump como um “ataque” às companhias tecnológicas norte-americanas e como a “coisa errada a fazer”.

“Não fizeram a coisa certa”, salientou o presidente dos EUA aos jornalistas. “Nós é que taxamos as nossas empresas, eles não as taxam”, referiu ainda Trump, notando que a sua administração está “a trabalhar” na aplicação de taxas ao vinho francês.

“Sempre gostei mais dos vinhos americanos do que dos franceses, mesmo que não beba vinho, gosto da sua aparência”, acrescentou, frisando que “os vinhos americanos são excelentes”.

Numa publicação no Twitter, Trump reforçou a sua posição notando que as taxas a aplicar às tecnológicas norte-americanas devem ser feitas pelos EUA e prometendo anunciar, muito em breve, “uma acção recíproca substancial contra a estupidez de Macron“.

Os EUA são o maior importador de vinho francês de todo o mundo. As exportações de vinho para os EUA renderam à economia francesa 3,2 mil milhões de euros em 2018. O vinho é o segundo sector mais exportador do país a seguir à indústria aeroespacial.

A taxa GAFA

A taxa francesa sobre os grupos norte-americanos do sector da alta tecnologia, a designada taxa GAFA, por referência a Google, Amazon, Facebook e Apple, cria uma imposição sobre aquelas empresas, incidindo não sobre os lucros, que são consolidados em países de baixa fiscalidade, como a Irlanda, mas sobre o volume de negócios, enquanto se espera por uma harmonização das regras ao nível da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico).

“A taxação universal das actividades digitais é um desafio que respeita a todos nós”, referiu o ministro da Economia de França, Bruno Le Maire, em resposta a Trump. “Queremos alcançar um acordo nesta matéria dentro do quadro do G7 e da OCDE”, acrescentou, frisando que enquanto isso não acontece, “a França vai avançar com decisões nacionais”.

O porta-voz da Casa Branca, Judd Deere, notou que os EUA ficam “extremamente desapontados com a decisão da França de adoptar uma taxa para os serviços digitais às custas das empresas e dos trabalhadores dos EUA“.

Outros países da União Europeia, incluindo Espanha, Grã-Bretanha e Itália, já manifestaram também a intenção de aplicar taxas neste âmbito.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

15 COMENTÁRIOS

    • Tem razão é mas é o c…. amandro!.. Acho muito bem e já se me incham as mãos de bater tantas palmas à minha adorada Europa pelas medidas tomadas.

      Andamos todos a esmifrar-nos para suportar uma carga fiscal que nos estrangula mas que só é tão pesada porque quem mais deveria contribuir, foge aos impostos. Como é que se pode admitir que as empresas que mais lucros têm sejam as que fogem de pagar impostos? É para poderem pagar salários, coitadinhas?.. Quem disser isto ou é estúpido ou está a precisar de levar uma carga de porrada!.. Então estas empresas como a Apple andam a explorar mão-de-obra barata nos países orientais e depois têm as sedes em paraísos fiscais como a Irlanda para não ter de contribuir fiscalmente para o bolo comum. Do que eles ganham mais de 90% é lucro sem impostos e os outros 10% são para pagar mão-de-obra barata! Pouca diferença há entre isto e a pura e simples escravatura.

      Mas o que mais nojo mete é ver os próprios explorados por esta situação a defender esta trampa. É o quanto mais me bates mais gosto de ti… Se calhar andam a espumar de raiva contra os salários da função pública, mas isto já acham bem. Queixam-se de pagar os salários dos funcionários públicos mas não se queixam de suportar os milhões de carga fiscal a que estas empresas fogem de pagar! Há gentinha mesmo burrinha, benza-os Deus!..

      • Bem dito!
        É que a Apple faz uns aparelhos giros (muito baratos) que toda a gente gosta de exibir, até dormem à porta da loja para serem o primeiro a ter. Para quê? Para terem o tal facebook aberto e ouvirem os “gostos”.
        E não nos esqueçamos de mencionar que estas empresas (facebook, google, etc) ainda ganham dinheiro com a venda de dados que toda a gente alegremente fornece a troco de nada. Com gente tão entretida, não admira que surjam cada vez mais “líderes” da Trampa.
        Ainda falam dos 3 F’s do Salazar…

      • Completamente!…
        E o que não falta por esse mundo fora a gente muito limitada – basta olhar para o propria eleição do Trump, que foi eleito pelos palermas que pagam impostos, enquanto ele arranja esquemas para não os pagar!…

      • MMQ, longe de discordar consigo mas lembro que a é a UE que permite, entre muros, a enorme discrepância de taxação que se verifica.

  1. Xuxialismo. Taxar não interessa como. Tendo razão ou não, o Trump defende tudo quanto seja América como as empresas que inveja, cá por Portugal temos apenas um artista do beijinho no dói dói

  2. Concordo plenamente. Assino por baixo e só não digo mais nada porque havia tanta coisa para dizer acerca deste tema que seria necessário criar uma “internet” a parte do para falar disto.

  3. Não bebé vinho porque tem pouco álcool e é fraco demais para ele, mas ninguém até hoje lhe ouviu dizer que não bebe bebidas alcoólicas porque ai bastava so olhar para a sua cara para se saber que estava a mentir

  4. O Trampa devia era “vingar-se” mesmo no vinho para ver se começa a dizer alguma coisa de jeito – ou, pelo menos, para ter alguma desculpa para tanta palermice que sai daquela boca!…
    Coitadinhas das “tecnologicas mafiosas” que faturam milhões na Europa e pagam apenas uns tostões em impostos, enquanto o povo e a pequenas empresas pagam forte e feio!…
    Só mesmo alguém muito “limitado” (como o Trump) é que não defende a cobrança de impostos de forma justa e clara a quem tanto factura à custa da “carneirada”!…
    Comparar o vinho às mais do que conhecidas fugas fiscais das tecnológicas, só mesmo vindo de “iluminados” como o Trump…

Responder a MMQ Cancelar resposta

Mais 665 casos e nove mortes por covid-19 em Portugal

Portugal regista, este domingo, mais 665 novos casos positivos e nove mortes por covid-19, segundo boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Assim, desde o início da pandemia, Portugal conta com 73.604 infetados e 1.953 …

De guerreiros a anciões. Grupo étnico no Quénia faz cerimónia única de "transformação"

Milhares de homens Maasai vestidos com xales vermelhos e roxos e com as suas cabeças revestidas de ocre vermelho reuniram-se esta semana para uma cerimónia que os transforma de Moran (guerreiros) em Mzee (anciãos). De acordo …

Há 60 anos, Richard Nixon tricou uma sanduíche (e este homem guardou-a desde então)

Há 60 anos, o então vice-Presidente dos Estados Unidos, Richard Nixon, trincou uma sanduíche - e Steve Jenne, um homem que vive em Illinois, guardou-a os restos desde então. De acordo com o The New York …

Coreia do Norte adverte Sul para não procurar nas suas águas oficial assassinado

A Coreia do Norte pediu hoje à Marinha sul-coreana que deixe de entrar nas suas águas territoriais, numa altura em que Seul procura recuperar o corpo de um oficial sul-coreano morto a tiro no mar …

"Um abandonar dos utentes". Centros de saúde atiram pacientes para farmácias e privados

Sem resposta nos centros de saúde, vários utentes vêm-se obrigados a recorrer ao setor privado e a farmácias. A Entidade Reguladora de Saúde já recebeu várias reclamações. Face à pandemia de covid-19, os centros de saúde …

Polícia treinou uma cadela para farejar provas eletrónicas

No Minnesota, Estados Unidos, a polícia treinou uma cadela para farejar dispositivos eletrónicos. Sota já ajudou a encontrar provas em dez crimes. A polícia estatal do Minnesota treinou uma cadela labrador britânica para farejar dispositivos eletrónicos, …

Trabalhistas lideram primeira sondagem desde que Boris chegou ao poder

O partido do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, situa-se hoje, pela primeira vez desde que chegou ao poder, atrás da oposição trabalhista nas intensões de voto, o que estará relacionado com a gestão da crise pandémica, …

Sporting vagueia mercado à procura de um avançado

Šporar, Luiz Phellype e Tiago Tomás não satisfazem as necessidades de Rúben Amorim, que quer trazer mais um avançado para o plantel antes do fecho do mercado de transferências. A janela de transferências está prestes a …

Transportes públicos são "ponto nevrálgico" da transmissão da covid-19

O infeciologista Jaime Nina defendeu hoje que é necessário quadruplicar a oferta dos transportes públicos para permitir a distância necessária entre os passageiros, considerando que são um “pontos nevrálgico” da transmissão da covid-19. "Os transportes públicos …

Estão a chegar os aviões movidos a hidrogénio. A Airbus é pioneira (e já está a trabalhar em três aeronaves)

Na passada segunda-feira, a Airbus apresentou três conceitos de aviões movidos a hidrogénio. A empresa quer estar na linha da frente no que toca às mudanças na indústria da aviação, e tem como objetivo pôr …