Trump sofre pesada derrota política e não consegue acabar com Obamacare

Olivier Douliery / POOL / EPA

Donald Trump reage à sua primeira derrota política enquanto presidente

Donald Trump reage à sua primeira derrota política enquanto presidente

O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma pesada derrota política, após solicitar aos republicanos que retirassem um projeto de lei emblemático de reforma do sistema de acesso aos cuidados de saúde, por falta de maioria na Câmara dos Representantes.

Segundo uma fonte do Congresso norte-americano, o presidente da Câmara dos Representantes, Paul Ryan, falou esta sexta-feira com Donald Trump “e o Presidente solicitou-lhe que retirasse o projeto de lei” de reforma do acesso aos cuidados de saúde.

A retirada da que foi uma das principais promessas eleitorais de Donald Trump representa um enorme fracasso pessoal para o presidente norte-americano, que tem projetado a imagem de alguém com talento de negociador.

Trump colocou nos últimos dias todo o seu peso na balança, deslocando-se pessoalmente ao Congresso e fazendo numerosas chamadas telefónicas para procurar convencer os republicanos dissidentes.

Para estes, a proposta ou vai demasiado longe no desmantelamento da legislação do ex-Presidente Barack Obama, o chamado Obamacare, ou fica muito aquém deste desmantelamento, como entendem um conjunto de congressistas ultraconservadores.

O porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, tinha já antes dado a entender que a presidência esperava um revés no congresso. “Donald Trump fez tudo o que era possível para que a lei fosse aprovada”, disse Spicer.

Os 430 membros da Câmara dos Representantes (193 democratas e 237 republicanos) deviam fazer a votação cerca das 19:30 de Lisboa. Mas o número de republicanos que tinham anunciado a sua oposição ultrapassava os 30, o que garantia a derrota na votação, uma vez que a minoria democrata estava totalmente contra.

O Presidente norte-americano garantiu esta sexta-feira que a aprovação da substituição da lei do acesso aos cuidados de saúde esteve “muito perto”, mas que agora vai passar “provavelmente” para propostas de reforma fiscal.

Em declarações feitas na Casa Branca, Trump reagiu à sua primeira derrota declarando que a atual lei, aprovada durante a Presidência do seu antecessor, Barack Obama, o chamado ‘Obamacare’, vai “explodir”, mas que agora vai avançar para uma outra área, “provavelmente” a fiscal.

// Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Hihihi, anos e anos e anos de “republicanos” a ladrar contra o obamacare e agora não querem fazer nada quando têm a maioiria em todo o lado? Os votantes deles vão mesmo entender.

RESPONDER

"Matem-nos". Presidente das Filipinas autoriza disparos contra quem violar quarentena

O Presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, ordenou aos agentes da polícia e aos militares que disparem sobre qualquer pessoa que esteja a causar "problemas" durante o isolamento obrigatório, decretado devido à da pandemia de Covid-19. De …

Há mais de nove mil casos de covid-19 em Portugal. Número de recuperados sobe para 68

Um mês desde o primeiro teste positivo confirmado do novo coronavírus no país, Portugal tem um total de 9.034 casos confirmados de Covid-19, segundo o Relatório da Direção Geral da Saúde sobre a situação epidemiológica …

Ramalho Eanes: "Nós, os velhos, se for necessário oferecemos o nosso ventilador"

O antigo Presidente da República apelou aos mais "velhos", como ele, para darem o exemplo neste combate ao coronavírus, caso Portugal passe por uma situação semelhante à de Itália ou Espanha. Em entrevista à RTP, o …

"Profundamente preocupados". 13 países enviam recado a Viktor Orbán

Portugal e mais 12 países, entre os quais França, Bélgica e Espanha, garantiram, numa declarações conjunta, que apoiam a iniciativa da Comissão Europeia para verificar se as medidas de emergência implementadas respeitam os valores europeus. Os …

Da gripezinha ao "problema mundial". Bolsonaro fala com Trump e anuncia mais medidas

Jair Bolsonaro mudou de tom. Esta quarta-feira, o Presidente brasileiro anunciou um novo pacote financeiro de apoio a medidas para "manutenção de empregos", uma das suas maiores preocupações diante da pandemia de covid-19. O Presidente brasileiro, …

Bale não abdica de salário milionário e quer ficar em Madrid

Bale vai rejeitar todas as propostas que receber para sair do Real Madrid no final da temporada. O jogador não aceita uma redução do seu salário de 19 milhões de euros anuais. Gareth Bale não tem …

"Abuso da força é recorrente". Imprensa ucraniana levanta suspeitas sobre o SEF no aeroporto de Lisboa

A imprensa ucraniana tem estado a dar grande destaque à morte de Igor Homenyuk nas instalações do aeroporto de Lisboa. Em causa está a morte de um cidadão ucraniano que desembarcou no aeroporto de Lisboa, com …

Benfica pagou 34,2 milhões em comissões a intermediários. Sporting gastou metade

Entre os clubes portugueses, o Benfica foi quem mais gastou em comissões a intermediários. O FC Porto gastou 23,7 milhões de euros e o Sporting CP desembolsou 15,9 milhões. O SL Benfica foi o clube português …

EUA atingem recorde diário de 884 mortes. Quarentena chega aos campos de refugiados

Os Estados Unidos são, atualmente, o país do mundo com o maior número de casos de infeções pelo novo coronavírus: mais de 210 mil infetados. Os Estados Unidos registaram, esta quarta-feira, um novo recorde diário de …

UEFA decide: Ligas europeias têm até 3 de agosto para terminarem

As principais ligas europeias de futebol têm até ao dia 3 de agosto para encerrar a atual época, tendo a UEFA deixado nas mãos de cada federação a decisão de retomar ou dar por terminados …