Trump lança críticas ao seu próprio Departamento de Justiça

Kevin Lamarque / Reuters

Donald Trump

Donald Trump

O Presidente norte-americano criticou, esta segunda-feira, o seu próprio Departamento de Justiça por ter submetido à apreciação do Supremo Tribunal a “versão diluída e politicamente correta” do seu decreto presidencial anti-imigração que visa alguns países muçulmanos.

Num conjunto de mensagens publicadas hoje de manhã no Twitter, o chefe de Estado afirmou que o Departamento de Justiça norte-americano (o equivalente ao Ministério da Justiça) “deveria ter ficado” com a primeira versão da ordem executiva anti-imigração, que foi assinada em janeiro.

Esta versão estabelecia uma proibição de entrada nos Estados Unidos a imigrantes de sete países de maioria muçulmana (Irão, Iraque, Líbia, Somália, Sudão, Síria e Iémen). A proibição, com efeitos imediatos, era estabelecida para um período de três meses.

O decreto também previa a suspensão da chegada aos EUA de todos os refugiados por um período mínimo de 120 dias (para os refugiados sírios o prazo era indeterminado).

Em março, Trump assinou uma nova versão do decreto, retirando o Iraque da lista de países visados. Nesta nova versão, as pessoas com autorização de residência, que detém os conhecidos ‘green card’, e os titulares de vistos estavam explicitamente protegidos e podiam continuar a viajar para os Estados Unidos.

As duas ordens executivas acabaram por ser bloqueadas por tribunais federais.

Independentemente das críticas à sua própria administração, Trump afirmou hoje que o Departamento de Justiça deve solicitar uma audiência urgente ao Supremo Tribunal, a mais alta instância judicial nos EUA, “sobre a versão diluída” do decreto anti-imigração e “pedir uma versão muito mais restritiva”.

“Em qualquer dos casos, estamos a proceder a verificações extremas das pessoas que chegam aos Estados Unidos para manter a segurança do nosso país. Os tribunais são lentos e politizados“, escreveu ainda Trump.

Desde finais de maio, os Estados Unidos podem exigir aos requerentes de vistos, independentemente da sua nacionalidade, informações sobre a sua identidade e as suas contas nas redes sociais, medida que surge no âmbito do endurecimento da política migratória norte-americana.

Trump intensificou os apelos para a aplicação do seu decreto anti-imigração depois dos ataques terroristas ocorridos no último fim-de-semana em Londres.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

“É urgente“. Ex-ministros da educação querem abertura das escolas no verão

Os antigos ministros da educação, Maria de Lurdes Rodrigues e Marçal Grilo, defendem a abertura de escolas no verão para responder às dificuldades causadas pela pandemia. Maria de Lurdes Rodrigues e Marçal Grilo concordam que “é …

"Tirámos Trump de lá". Funcionário da CNN admite que canal quis ajudar Biden a vencer eleições

Um funcionário da CNN falou abertamente com um jornalista disfarçado sobre as motivações políticas que a emissora teve durante a eleição presidencial de 2020. A investigação foi divulgada pela Fox News, que relatou que o funcionário …

Cem mil famílias vão receber 1.300 euros para melhorar conforto térmico de casa

Cerca de 100 mil famílias carenciadas vão receber vouchers no valor de 1.300 euros para melhorar a eficiência energética das suas casas. Parte do dinheiro da “bazuca europeia” vai destinar-se a melhorar a eficiência energética. O …

Juventude Popular defende que corrupção deve prescrever apenas ao fim de 20 anos

A Juventude Popular (JP) preparou um conjunto de "propostas contra a corrupção" e defende que crimes como corrupção ativa e passiva devem prescrever ao fim de 20 anos. A Juventude Popular (JP) defende que crimes como …

EUA abrem "a cada 10 horas" uma nova investigação contra a China

O Departamento Federal de Investigação (FBI) dos Estados Unidos tem mais de duas mil investigações abertas relacionadas com o governo chinês e abre uma nova “a cada 10 horas”, disse o diretor da instituição ao …

São Miguel em Alto Risco a partir das 00h00 de sexta-feira

A ilha de São Miguel, nos Açores, entra oficialmente em situação de Alto Risco de contágio a partir da meia noite desta sexta-feira. A ilha de São Miguel, nos Açores, vai passar para o nível de …

Grupo de enfermeiros recorreu de queixa arquivada contra bastonária

O grupo de enfermeiros que tinha feito uma participação disciplinar contra a bastonária por causa de comentários nas redes sociais que consideram violadores dos deveres deontológicos, recorreu do arquivamento da queixa para o Tribunal Administrativo …

Myanmar. Junta militar retém familiares de soldados para impedir fugas

Um capitão, que desertou do exército birmanês para se juntar ao movimento de oposição ao golpe militar de fevereiro, acusou a junta militar de reter familiares de soldados para impedir deserções. Lin Htet Aung, que desertou …

NATO segue Estados Unidos e anuncia retirada de tropas do Afeganistão

O secretário-geral da NATO anunciou, esta quarta-feira, que as tropas da Aliança irão começar a sair do Afeganistão a 1 de maio, prevendo a retirada total do país nos meses que se seguirão. "Tendo em conta …

Matrículas poderão ser renovadas automaticamente nos anos de continuidade de ciclo

As matrículas para o próximo ano letivo dos alunos do ensino obrigatório poderão ser renovadas automaticamente nos anos de continuidade de ciclo, se não houver alterações substantivas, de acordo com um despacho publicado na quarta-feira. O …