Trump diz que guerra comercial com a China “foi perdida há muitos anos”

Donald Trump respondeu às ameaças da China, negando a existência de uma guerra comercial entre os dois países. “Essa guerra foi perdida há muitos anos.” 

Esta quarta-feira, o Presidente norte-americano Donald Trump disse, na sua conta do Twitter, que “não estamos numa guerra comercial com a China porque essa guerra foi perdida há muitos anos pelas pessoas tolas e incompetentes que representaram os EUA”.

“Agora temos um défice comercial de 500 mil milhões de dólares por ano, com roubo de propriedade intelectual de mais de 300 mil milhões de dólares”, escreveu, reiterando que “não podemos deixar isto continuar”.

Este tweet surgiu após a China ter anunciado a introdução de tarifas sobre importações de mais de 100 produtos americanos, na passada segunda-feira.  Esta resposta da China veio no seguimento da decisão dos EUA colocarem maiores restrições aduaneiras ao aço e alumínio chinês, apontando ainda restrições ao investimento chinês em território norte-americano.

Além disso, Washington está também a preparar mais sobretaxas em produtos chineses que poderão ter impacto em importações no valor de entre 50 mil milhões e 60 mil milhões de dólares, escreve o Dinheiro Vivo.

Donald Trump atacou consistentemente a China devido ao défice comercial entre os dois países, que totalizaram 375,2 mil milhões de dólares no ano passado, e pediu ao Governo chinês que encontrasse uma forma de reduzir esta diferença em 100 mil milhões de dólares, avançou o Business Insider.

Segundo os economistas, a redução do défice comercial entre os dois países será difícil, e Trump pode mesmo arriscar uma guerra comercial entre os dois países. De acordo com Adam Slater, o principal economista da Oxford Economics, a disputa entre os EUA e a China ainda não é uma guerra comercial oficial, mas o perigo está presente.

No início de março, Donald Trump disse que as guerras comerciais são fáceis de ganhar. No entanto, o seu discurso mudou, e agora o Presidente defende que quando se está a perder 500 mil milhões de dólares, já não há nada a perder.

Este braço de ferro entre as duas maiores economias do mundo está a deixar os economistas e os mercados financeiros bastante apreensivos, com medo de uma escalada do ataques e contra-ataques que podem colocar em causa a recuperação da economia mundial.

Estes receios fazem-se sentir no comportamento das bolsas. Segundo o Dinheiro Vivo, só no último mês, a apreensão com o risco de uma guerra comercial tirou cerca de 4% às bolsas americanas, europeias e chinesa.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Mark Zuckerberg tem medo do TikTok (e já se sabe porquê)

Mark Zuckerberg já deixou claro, mais do que uma vez, que não gosta do TikTok. No entanto, agora sabemos o que está por trás desta hostilidade pelo rival: a aplicação está a crescer muito, mesmo …

A empresa mãe da Google já vale um bilião de dólares

Esta quinta-feira, a Alphabet, empresa mãe da Google, conseguiu uma cotação na bolsa de 1 bilião de dólares, cerca de 900 mil milhões de euros. A Alphabet tornou-se, esta quinta-feira, a quarta empresa norte-americana a conseguir …

Cientistas criam "cimento vivo" capaz de se "curar"

Uma equipa de cientistas dos Estados Unidos criou um "cimento vivo" juntando areia e bactérias num material de construção capaz de se auto-reproduzir, de absorver dióxido de carbono e manter a resistência. "Já usamos materiais biológicos …

Sporting 0-2 Benfica | Águia vence dérbi e foge na frente

O Benfica foi o grande vencedor do dérbi lisboeta. Na visita ao Sporting, os “encarnados” marcaram dois golos sem resposta, ambos na segunda parte, por Rafa Silva, entrado no decorrer da segunda parte, após ter …

Um em cada seis homens é vítima de abuso sexual antes dos 18 anos

Um em cada seis homens é vítima de abuso sexual antes dos 18 anos e podem levam décadas até pedir ajuda, por nem sempre aceitarem e entenderem que sofreram violência sexual. Na maior parte dos …

"Messiah", da Netflix, reacende controvérsia sobre os limites da liberdade de expressão

A série Messiah, disponível na plataforma de streaming Netflix, acende a controvérsia em torno dos limites da liberdade de expressão e da criatividade no mundo das artes e do entretenimento. Messiah, uma série produzida por Michael …

Quadro encontrado por jardineiro era mesmo a obra desaparecida de Klimt

Em 1997, Retrato de uma Senhora desapareceu da Galeria de Arte Moderna Ricci Oddi, em Piacenza. Em dezembro, o quadro foi descoberto. Estava escondido numa parede da instituição. O quadro encontrado em dezembro, escondido na reentrância …

Terramotos modificaram a geografia de Porto Rico (e a NASA mostra como)

Os terramotos que Porto Rico tem sentido desde dezembro passado, que causaram pelo menos um morto e milhões de dólares em prejuízos, estão também a mudar a geografia desta ilha das Caraíbas. A agência espacial …

Maldivas desesperam por fundos enquanto continuam a afundar

As Maldivas correm o risco de desaparecer completamente a menos que o Governo consiga aceder a financiamentos para combater a subida das águas. Atualmente, 80% do país está um metro abaixo do nível do mar. "Não …

O avião-baleia da Airbus já fez o seu primeiro voo

https://vimeo.com/385554265 O BelugaXL, da Airbus, é um avião-baleia e é a aeronave com mais espaço de carga do mundo. O avião foi desenvolvido para transportar peças de aviões entre as várias fábricas da empresa europeia e …