Trump convidou Putin a visitar os EUA

Mauri Ratilainen / EPA

A cimeira bilateral entre Vladimir Putin e Donald Trump em Helsínquia

As negociações para se realizar um segundo encontro entre o Presidente dos EUA e o seu homólogo russo estão em “andamento”, podendo acontecer no outono em Washington.

A porta-voz Sarah Sanders referiu, no Twitter, que Donald Trump pediu ao conselheiro nacional de segurança, John Bolton, que “convide Putin para ir a Washington no outono”, salientando que as negociações “já estão em andamento”.

Sanders disse ainda que o Presidente dos EUA “concordou em continuar o diálogo” entre os conselheiros de segurança nacional dos países, na reunião que decorreu na segunda-feira, em Helsínquia, entre os dois líderes.

O Presidente norte-americano, também através da mesma rede social, já tinha afirmado que estava a aguardar pela segunda reunião com Vladimir Putin.

“A cimeira com a Rússia foi um grande êxito, exceto para o verdadeiro inimigo do povo, os media de notícias falsas. Estou desejoso de realizar o nosso segundo encontro para que possamos começar a aplicar algumas das muitas coisas discutidas”, referiu Trump.

Entre os temas abordados, o Presidente norte-americano referiu-se à luta contra o terrorismo, à segurança de Israel, à proliferação nuclear, à Ucrânia, aos ciberataques e à Coreia do Norte. “Há muitas respostas a estes problemas, algumas fáceis e outras difíceis, mas todos podem ser solucionados”, acrescentou.

A cimeira de Helsínquia foi a primeira entre os atuais presidentes russo e norte-americano. No encontro, Trump desencadeou alguma polémica ao desautorizar os relatórios dos seus serviços de informações sobre a interferência de Moscovo nas eleições de 2016.

No entanto, o Presidente dos EUA, que foi sujeito a numerosas críticas, corrigiu no dia seguinte as suas declarações ao assegurar que se tinha exprimido de forma incorreta e que considerava ter existido uma interferência da Rússia, como têm indicado os serviços de informações norte-americanos.

Rússia pronta para discutir visita aos EUA

Esta sexta-feira, o embaixador russo nos EUA disse que o seu país está pronto para discutir uma possível visita do Presidente da Rússia a Washington. Anatoly Antonov disse ainda que a Rússia “esteve sempre aberta a tais propostas”.

“Estamos prontos para conversações sobre este assunto”, disse, acrescentando, no entanto, que cabe ao Kremlin, que ainda não comentou a proposta de Trump, responder formalmente ao convite.

Antonov também disse que é importante “lidar com os resultados” da cimeira dos dois chefes de Estado, antes de avançar rapidamente com outra reunião.

O embaixador russo reiterou ainda que a Rússia não teve qualquer interferência nas eleições presidenciais de 2016.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Encontrado raro caracol fossilizado em âmbar com 99 milhões de anos

Uma equipa internacional de paleontólogos descobriu em Mianmar um caracol incrivelmente fossilizado em âmbar datado de há cerca de 100 milhões de anos - sendo, por isso, contemporâneo dos dinossauros.  Ao contrário da maioria dos …

Se não pararmos de comer carne, vamos acabar com o planeta

Cada cidadão deverá reduzir em 75% o seu consumo de carne de vaca, 90% de carne de porco, comer metade da quantidade de ovos e triplicar o consumo de sementes e frutos secos. Segundo um estudo …

Encontrado o mais antigo registo sobre Jerusalém

Especialistas da Autoridade de Arqueologia de Israel (AAI) encontraram uma pedra com uma inscrição de dois mil anos de idade na qual se lê "Jerusalém" em hebraico. Encontrada numa escavação subterrânea por baixo do Centro de …

NASA tem esperança que os ventos de Marte reanimem a Opportunity

Os ventos fortes, que se fazem sentir em Marte num determinado período do ano, poderão ajudar a limpar a poeira dos painéis solares do rover Opportunity, que está adormecido desde junho. De acordo com a …

Dormir muito é tão prejudicial como dormir pouco

Um novo estudo descobriu que dormir muito pode ter consequências tão prejudiciais para a saúde como dormir pouco, reduzindo igualmente as capacidades cognitivas.  Um grupo de cientistas da Universidade norte-americana de Ontario conduziu em junho de 2017 …

Cientistas desenvolveram uma retina humana em laboratório

Cientistas da Johns Hopkins University, nos Estados Unidos, desenvolveram a partir do zero tecido da retina humana para aprender como é que são compostas as células que nos permitem ver o mundo a cores. Os cientistas …

Asteróide deixa cientistas perplexos com a sua superfície incomum

Cientistas receberam os primeiros dados e fotos do rover MASCOT, que pousou recentemente na superfície do asteroide Ryugu, e ficaram completamente perplexos. Os dados obtidos apontam para uma quantidade extremamente baixa de poeira na superfície do …

Ossadas contam história de criança neandertal devorada por pássaro gigante da Idade do Gelo

Arqueólogos descobriram os restos humanos mais antigos já encontrados na Polónia. Análises posteriores revelaram pertencerem a uma criança neandertal que terá sido devorada por um pássaro gigante. Apesar de as ossadas terem sido recuperadas há já …

Cientistas descobrem de que são feitos os exoplanetas semelhantes à Terra

Investigadores da Universidade de Zurique analisaram a composição e estrutura de exoplanetas distantes usando ferramentas estatísticas. A sua análise indica se um planeta é parecido com a Terra, se é composto por rocha pura ou …

10% dos homens são daltónicos

Um em cada 10 homens sofre de daltonismo, uma perturbação caracterizada pela incapacidade de diferenciar todas ou algumas cores. O daltonismo, também conhecido como discromatopsia ou discromopsia, é uma perturbação da perceção visual caracterizada pela incapacidade …