Trump ameaça Coreia com ataque militar “esmagador” após mais um míssil de aviso de Kim Jong-un

Gage Skidmore / Flickr

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

A Coreia do Norte lançou, esta sexta-feira, mais um míssil de médio alcance Hwasong-12 para “acalmar a beligerância dos EUA”, segundo o líder Kim Jong-un. Ao aviso dos norte-coreanos segue-se a ameaça de Donald Trump de recorrer a opções militares “esmagadoras”.

O lançamento de mais este míssil depois de, há alguns dias, ter testado com sucesso uma “bomba H” com potência 16 vezes superior à da bomba de Hiroshima, é uma forma de “acalmar a beligerância dos EUA, que recentemente ameaçou usar o músculo militar contra a RPDC” (República Popular Democrática da Coreia, nome oficial do país), divulgou a agência noticiosa norte-coreana, KCNA.

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, que mais uma vez dirigiu o lançamento, garante que o “objectivo final [da Coreia do Norte] é estabelecer um equilíbrio de força real com os EUA e fazer com que os seus governantes não se atrevam a falar de opção militar”.

Em consequência, apelou à continuação da consolidação das capacidades do país com mais testes e prometeu completar o programa de armas nucleares.

A reacção do presidente dos EUA, Donald Trump, não se fez esperar, com este governante a acusar a Coreia do Norte de mostrar um “desprezo total” pelos países vizinhos e pela comunidade mundial.

Donald Trump, que falava na base militar de Joint Base Andrews, em Maryland, referiu que estava mais confiante do que nunca nas opções militares norte-americanas para lidar com a crise da Coreia do Norte, sublinhando que são alternativas “efectivas” e “esmagadoras”.

A América e os nossos aliados nunca serão intimidados. Defenderemos os nossos povos, as nossas nações e as nossas civilizações de todos os que se atrevem a ameaçar a nossa forma de viver. Isto inclui o regime da Coreia do Norte que, mais uma vez, demonstrou o seu desprezo total pelos seus vizinhos e por toda a comunidade mundial”, afirmou Trump na base militar de Maryland.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

18 COMENTÁRIOS

  1. A meu ver, a situação é gravíssima, pois Kim Jong-un está a lançar gasolina no incêndio. Tem a proteção da China e da Rússia e por isso diz o que diz. Se os EUA iniciarem um ataque bélico, será o início da terceira guerra mundial; se os EUA permitirem que a Coreia se torne definitivamente uma potência nuclear de respeito, viverão sempre em desassossego permanente e ficarão manietados para tomarem decisões que possam afetar a Coreia do Norte. Para os chineses e russos isto é interessante, porque assim a balança fica equilibrada: EUA, Inglaterra e França versus Rússia, China e Coreia do Norte. Donald Trump deve estar a pensar: ” foi esta batata quente que Obama me colocou nas mãos. “

  2. Bom se for começar a treceira guerra mundial que eu não acredito pois os mercados financeiros ainda não estão prontos a cair só mais tarde mesmo assim acho que não vai aver nada mas se ouver preparem a cidade maravilha pois ASTANA está a espera dos senhores do dinheiro ai vão todos o quartel general dos BBBBBBBILIONARIOS DO MUNDO https://www.google.pt/search?q=ASTANA&oq=ASTANA&aqs=chrome..69i57j0l5.1316j0j7&sourceid=chrome&ie=UTF-8

  3. Realmente andamos todos a dormir…. uns mais que outros. A Coreia do Norte ainda só não foi invadida pelos EUA porque tem a arma nuclear. Nada mais. E pelo que sei, é posso estar errado, para além de umas bazófias que aqueles energúmenos no poder mandam, ainda não fizeram mal a ninguém, ainda que seja errado. Já os EUA, fazem o que querem a seu bel prazer, nem que para isso tenham que “criar” as situações que precisam para entrar em guerra. Foi assim com os espanhóis, no caso do SS Maine, foi assim na 2a GM com Pearl Harbour, foi assim com o Vietname com o incidente do golfo de Tonkin, foi assim com o Iraque e o Afeganistão no 1 de setembro, foi assim na Siria e com o ISIS, e agora virá ao qqr coisa para estalar tudo à bofetada..
    Lembro mais duas coisas…. desde 1776 que os EUA surgiram, apenas não esteve em em guerra cerca de 20 ou 30 anos. E mais…. em 2014, se não me falha a memória, só havia 6 países no mundo que não tinham banco central: a Líbia, a Síria, o Sudão, a Somália, o Afeganistão e a Coreia do Norte. Agora só há 3. Curioso não é?
    Quem não souber História nem procurar perceber o porquê de isto estar como está, iremos cometer os mesmos erros.

      • Nada disso caro senhor. Apenas gosto de História. E de ligar os pontos. E sou crítico sobre quase tudo na vida. E não “engulo” qualquer patranha que me seja servida. E vinda dos americanos ainda menos.
        Todas as elites desejam uma coisa… que as massas não pensem. E não é de agora. Em Roma há 2 mil anos era o circo no coliseu. Agora é o circo na televisão e com campanhas de desinformação. Povo esclarecido é um povo decidido. E isso é mto perigoso para qualquer governo. Em Portugal basta ver um pouco os comentários sobre política e futebol. Quais os que têm mais respostas. E, só um exemplo, se insultam o SLB aqui d’El Rei. E depois quando não há argumentos para contrariar uma ideia parte-se para o insulto e má educação. Uma coisa é saber ler outra é entender o que se lê.

    • Ainda não fizeram mal a ninguém, então você acha que lançar um míssil que sobrevoa um pais, não é uma ameaça ás pessoas? não é mal ? ou é só quando morre alguém? Era como se agora a Espanha decidisse mandar uns misseis para o lado de cá, só para testar ver o alcance, O mal tem que ser combatido antes não depois de morrerem inocentes

      • D. Ana, veja bem o que escrevi. Eu nao defendo a atitude errada e belicosa da Coreia do Norte. E a sra. tem toda a razao quando diz o que diz quanto aos misseis…. Mas a situacao vai mais longe do que isso….
        desde ja aproveito para informar que os erros ortograficos surgem devido ao teclado em que escrevo, que nao e portugues e nao consigo instalar o que desejo. Digo isto apenas para que se alguem ler e nao gostar (eu tb nao gosto de assassinar a minha lingua desta forma) perceba o porque da situacao antes de me mandar para a escola outra vez.
        Tenha um bom dia D. Ana.

    • Se visitares os cemitérios da 1ª e da 2ª guerras em França, ficas a perceber o que é que os americanos defenderam sempre: O liberdade para palermas como tu poderem vir distorcer a história e darem opiniões sem pés nem cabeça. É o complexo de esquerda que grassa em Portugal!

      • Sr. João Carmo, para sua informação estou bem próximo desses cemitérios. Complexo de esquerda não tenho. E que eu saiba, até foi a esquerda que em Portugal abriu as portas à palhaçada que grassa em Portugal desde 74. E desde quando distorci a história? Lá que o senhor seja um grande defensor do imperialismo americano, isso é consigo. E já agora, palerma é o senhor. Porque acredita, pelos vistos, em tudo i que lhe dão a ler e a ver. Investigue, e informe-se. E se quiser dialogar e conversar e trocar umas ideias, vamos nessa. Se for para insultar, agradeço que não me responda mais. Não insultei nem ofendi ninguém. Tenha um bom dia.

  4. Nada disso caro senhor. Apenas gosto de História. E de ligar os pontos. E sou crítico sobre quase tudo na vida. E não “engulo” qualquer patranha que me seja servida. E vinda dos americanos ainda menos.
    Todas as elites desejam uma coisa… que as massas não pensem. E não é de agora. Em Roma há 2 mil anos era o circo no coliseu. Agora é o circo na televisão e com campanhas de desinformação. Povo esclarecido é um povo decidido. E isso é mto perigoso para qualquer governo. Em Portugal basta ver um pouco os comentários sobre política e futebol. Quais os que têm mais respostas. E, só um exemplo, se insultam o SLB aqui d’El Rei. E depois quando não há argumentos para contrariar uma ideia parte-se para o insulto e má educação. Uma coisa é saber ler outra é entender o que se lê.

  5. Não sei se os comentadores foram ou não militares. Mas se foram, sabem bem que é possível fazer muita coisa antes de qualquer disparo nuclear. Mutatis mutandis, nós, portugueses, na guerra colonial, sabíamos que os guerrilheiros, por exemplo os do padroeiro SENHOR SANTOS, tinham já foguetes e nós tínhamos armas mais letais. Mas nem uns nem outros a utilizaram, a não esporadicamente, porque sabiam quais seriam as consequências no dia seguinte. Pois bem, o Sr. Trump tem conversa a mais, ameaça muito, e acção a menos. Aquele suíno do Jong-un, ou lá o que é, já podia já estar fora de combate há muito tempo e os seus mísseis completamente inoperacionais. E por pouco dinheiro. Fosse o problema israelita e veriam como já estava resolvido há mito tempo. A China e a Rússia vivem das exportações para o ocidente, onde efectivamente há mercados com poder de compra. E nunca arriscarão andarem para trás uma década ou duas…

    • Sr. João Carmo, para sua informação estou bem próximo desses cemitérios. Complexo de esquerda não tenho. E que eu saiba, até foi a esquerda que em Portugal abriu as portas à palhaçada que grassa em Portugal desde 74. E desde quando distorci a história? Lá que o senhor seja um grande defensor do imperialismo americano, isso é consigo. E já agora, palerma é o senhor. Porque acredita, pelos vistos, em tudo i que lhe dão a ler e a ver. Investigue, e informe-se. E se quiser dialogar e conversar e trocar umas ideias, vamos nessa. Se for para insultar, agradeço que não me responda mais. Não insultei nem ofendi ninguém. Tenha um bom dia.

    • Caro senhor, os sionistas são parte do problema. Não da solução. Note que eu disse sionistas! Não os judeus ou israelitas.e são guerreiros fenomenais. Sem dúvida.
      Tenha um bom dia.

  6. Miguel Máximo, vamos lá ver, os EUA tiveram sempre em guerra de 20 em 20 anos? Bom… e os outros? Aqueles que estão do lado contrário, incluindo aqueles que criaram este monstro chamado Coreia do Norte? Têm andado em paz?
    Quanto às Coreia do Norte tem a certeza que nunca fizeram mal a ninguém ao contrário dos EUA?
    Já não falo do mal que fazem aí seu próprio povo… E a diferença entre a forma como o povo da Coreia do Norte e o povo da Coreia do Sul são tratados é também uma grande lição de História que você nunca deve esquecer! Mas falo também da agressividade bélica que com os seus recursos os norte coreanos sempre tiveram em multiplas escaramuças. Eles tiveram-nas com as armas que tinham e o susto hoje é eles avançarem agora com as armas que hoje têm e não podemos ser ligeiros quando as armas são nucleares. O assunto é sério e não se compadece com ideologias sectarias da praxe contra os EUA.

    • Sr. António, leia bem o meu comentário. Creio que fui claro. E note, não defendo a Coreia do Norte. Obrigado pela sua resposta e tenha um bom dia.

  7. Se a China e a Rússia mas mais a China não estivessem a ajudar a Coreia isto já tinha acabado, mas como os interesses da China é destruir o poder económico dos EUA porque desde que Trump está no poder se sente ameaçada, vão usando o líder louco da Coreia como isco nesta guerra de nervos e vão lhe dando matéria prima e tecnologia para serem cada vez mais fortes, serão eles a começar com a China na retaguarda a dar apoio, cada vez que há uma ameaça o dólar desvaloriza as bolsas caiem não será isso que a China quer? É acabar com o King Jon Un o quanto antes e toda está farsa acaba

    • D. Ana, o interesse da China é destruir o poder econômico dos EUA? Como? Se é a China que ainda mantém os EUA e o dólar a flutuar?! Não será por muito mais tempo…. veja como a sistema de reserva fraccionada dos bancos centrais está a manter estas bolhas (e caso ainda não se tenha apercebido como o dinheiro aparece nos mercados investigue. Ficará de boca aberta.)
      É que desde 2008 até agora a bolha especulativa no planeta já é 70% maior do que era naquela data. E naquela o sistema bancário nos EUA não colapsou por HORAS…..
      Tenha um bom dia e vá investigando e prepare-se. Vem uma crise a caminho que vai abalar as fundações do mundo desenvolvido. E não falta muito.

RESPONDER

Já foram assassinadas 30 mulheres este ano, metade por violência doméstica

O Observatório das Mulheres Assassinadas (OMA) contabilizou 30 mulheres assassinadas entre 1 de janeiro e o dia 15 de novembro, 16 das quais em contexto de relações de intimidade, um valor abaixo das 21 registadas …

Netanyahu terá visitado Arábia Saudita (e reunido com Mike Pompeo e o príncipe herdeiro em segredo)

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, terá viajado no domingo em segredo à Arábia Saudita para se encontrar com o príncipe herdeiro saudita Mohammed bin Salman, divulgaram esta segunda-feira vários meios de comunicação de Israel. De acordo …

Arguidos no processo da queda da árvore na Madeira vão a julgamento

O Tribunal da Comarca da Madeira decidiu, esta segunda-feira, após a fase de instrução, levar a julgamento os dois arguidos no caso da queda da árvore no Funchal que, em agosto de 2017, provocou a …

Ausência de máscara na via pública dá multa a pelo menos 7 pessoas por dia

Entre 28 de outubro e 16 de novembro, a GNR e a PSP aplicaram 825 coimas por incumprimento relativo ao uso de máscara, sendo que mais de 130 foram por falta dela na via pública. De …

França cria "crime de ecocídio" para punir danos graves ao ambiente

A ministra da Transição Ecológica, Barbara Pompili, e o ministro da Justiça de França, Eric Dupont-Moretti, anunciaram a criação do "crime de ecocídio", que visa prevenir e punir os danos graves ao ambiente. Ao Journal du Dimanche, explicaram …

BCE reitera que retoma económica só em 2022 (e "enfraquecida")

Para Philip Lane, economista-chefe do Banco Central Europeu, a vacina traz uma perspetiva para o final do próximo ano e para 2022, mas não para os próximos seis meses. O economista-chefe do Banco Central Europeu (BCE), …

Ventura notificado para apresentar defesa em processo por discriminação

A Comissão para a Igualdade e contra a Discriminação Racial (CICDR) notificou André Ventura para apresentar a sua defesa na sequência de alegadas declarações de carácter discriminatório em relação à etnia cigana no Facebook. A comissão …

UNICEF prepara maior operação da história para administrar dois mil milhões de vacinas

A UNICEF anunciou hoje que está a analisar a logística de transporte de cerca de dois mil milhões de vacinas contra a covid-19 para 92 países e que esta será a maior operação internacional da …

China deteta surtos em três cidades e impõe bloqueios e milhões de testes

As autoridades chinesas estão a testar milhões de pessoas, a impor bloqueios e a fechar escolas depois de vários casos do novo coronavírus transmitidos localmente terem sido diagnosticados nos últimos dias, em três cidades. À medida …

Joe Biden escolhe Antony Blinken para secretário de Estado

O Presidente-eleito escolheu Antony Blinken - um dos seus assessores mais antigos e mais próximos de Joe Biden - para o cargo de secretário de Estado, decisão que ainda terá de ser validada pelo Senado …