Supremo Tribunal autoriza Trump a usar 2,3 mil milhões de euros na construção do muro

A verba estava atribuída ao Pentágono, mas os juízes decidiram libertá-la para a construção de várias secções do muro com o México. Obras estavam suspensas por decisões de tribunais inferiores.

O Supremo Tribunal dos Estados Unidos autorizou o Presidente Donald Trump a usar 2,3 mil milhões de dólares, previamente atribuídos ao Pentágono, para a construção de várias secções do muro fronteiriço com o México.

Os cinco magistrados conservadores aprovaram, na sexta-feira, a decisão que dá “luz verde” ao início dos trabalhos com fundos do Departamento de Defesa norte-americano, no montante de 2,3 mil milhões de euros.

Estes projetos tinham sido congelados por tribunais inferiores, enquanto decorria um processo relativo ao financiamento. Os quatro magistrados liberais votaram contra.

A decisão da Justiça norte-americana permite a Trump avançar numa das principais promessas da campanha eleitoral de 2016, numa altura em que está a iniciar a corrida ao segundo mandato presidencial.

Depois do anúncio, Trump escreveu na rede social Twitter: “Wow! Grande VITÓRIA no muro! O Supremo Tribunal dos Estados Unidos anula as ordens de tribunais inferiores, permite a continuação do muro na fronteira sul. Grande VITÓRIA para a segurança fronteiriça e o Estado de direito!”.

Esta ordem do Supremo Tribunal reverte a decisão de um tribunal de primeira instância, em maio, e a de um tribunal de recurso, no início deste mês, para impedir a administração de Trump de aceder aos fundos do Departamento da Defesa para substituir secções da barreira nos estados do Arizona, da Califórnia e do Novo México.

Inicialmente, aquele montante destinava-se à luta contra o narcotráfico e estava incluído no total de 6,6 mil milhões de dólares que Trump desviou para a construção do muro, no âmbito da emergência nacional, decretada pelo Presidente em fevereiro, na fronteira sul do país.

Ainda em fevereiro, o Congresso norte-americano aprovou 1,4 mil milhões de dólares para o muro, um montante muito inferior aos 5,7 mil milhões pedidos por Trump, o que levou o Presidente a declarar a emergência nacional para conseguir esses fundos sem a aprovação do órgão legislativo.

Com a emergência nacional, o Governo voltou a destinar para o muro 6,6 mil milhões de dólares do Pentágono e do Departamento do Tesouro, além dos 1,4 já aprovados pelo Congresso, o que permitiria construir perto de 380 quilómetros da barreira.

Mas um recurso apresentado pela União Norte-americana para as Liberdades Cívicas (ACLU), em representação da organização ambientalista Sierra Club e da Coligação da Comunidade da Fronteira Sul levou os tribunais federais da Califórnia a bloquear a iniciativa até esta decisão definitiva do Supremo.

O Supremo Tribunal dos Estados Unidos está a cumprir o período de férias judiciais no verão, mas decide em assuntos especiais e de carácter urgente.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Fiat, Jeep e Alfa julgadas em Lisboa por suspeita de falsearem emissões

Três fabricantes de carros são acusadas de instalar mecanismo que esconde a emissão de gases acima do limite legal. O Tribunal Central Cível de Lisboa aceitou julgar uma ação popular intentada por uma associação europeia de …

Entre sorrisos e avisos sobre a Irlanda do Norte, Biden chuta para canto acordo comercial com o Reino Unido pós-Brexit

Um possível acordo comercial, a fronteira entre as duas Irlandas, a retirada do Afeganistão e as alterações climáticas foram alguns dos temas em cima da mesa na recepção de Boris Johnson na Casa Branca. Foi um …

UEFA duplica prémios do Europeu feminino

De oito para 16 milhões de euros. Prémio monetário bem diferente do Europeu anterior. A UEFA informou nesta quinta-feira que vai ser duplicado o total do prémio monetário para as selecções participantes no próximo Europeu feminino. O …

Número de animais abatidos continua a cair nos canis portugueses

É esperada uma estabilização do número de abates, dois anos após a entrada em vigor da legislação que regula o ato. Dois últimos anos foram marcados por quedas. Em 2020, foram abatidos em nos canis portugueses …

Entre professoras e uma personal trainer, Braga é o concelho do país com mais candidatas mulheres

Cerca de 63% dos 308 concelhos de Portugal têm, pelo menos, uma mulher candidata à presidência de uma Câmara Municipal. A liderar surge Braga com cinco candidatas mulheres às eleições autárquicas de domingo. Há 194 concelhos …

Pais revoltados com professor que deu aula com máscara no queixo — e que publica vídeos obscenos online

PSP foi chamada à Secundária Eça de Queirós, na Póvoa do Varzim, porque docente — que sugeriu aos alunos que seguissem o seu canal de YouTube onde tem vídeos em cuecas e nu — deu …

Sem surpresas, Medina mantém Lisboa, mas sem maioria absoluta. Costa e Pedro Nuno juntos em ação de campanha

As sondagens apontam para uma vitória de Medina, ainda que com um resultado inferior ao de 2017. A grande surpresa na capital será a Iniciativa Liberal, partido que poderá eleger um vereador e inclinar o …

Instrumentos musicais detalham a evolução das relações da população sul-americana

Num novo estudo, os investigadores analisaram a diversidade musical em todo o continente sul-americano com uma revisão dos diferentes instrumentos encontrados nos registos arqueológicos e etnográficos. A música é tida como uma expressão intrínseca da diversidade …

Manchester United perdeu em casa (e não adiantou faltar às aulas)

Primeira derrota "interna" do United, num jogo que não contou com Cristiano Ronaldo. No duelo entre treinadores portugueses, Nuno venceu Lage. Houve encontro entre treinadores portugueses na terceira ronda da Taça da Liga inglesa. O Tottenham, …

As discotecas vão reabrir a 1 de Outubro - mas 70% devem ir à falência até à Primavera

Apesar da reabertura dos espaços de diversão nocturna estar para breve, as associações que representam o sector queixam-se das burocracias e da falta de apoios e acreditam que muitas discotecas não vão voltar a abrir …