/

Tribunal russo condena basquetebolista norte-americana a nove anos de prisão

Casa Branca promete dar continuidade aos esforços diplomáticos para libertar a atleta.

Brittney Griner, basquetebolista norte-americana, foi condenada a uma pena de prisão efetiva de nove anos pela justiça russa por alegado tráfico de drogas, avança a agência France-Presse. O veredito foi confirmado pela juíza Anna Sotnikova à saída do julgamento, que decorreu nos arredores de Moscovo.

A sentença final foi reduzida apenas em seis meses face ao inicialmente pedido pelo Ministério Público russo. O caso remonta a fevereiro, quando a atleta foi detida num aeroporto de Moscovo, após terem sido detetados óleos canabinoides, vaporizadores e outros produtos em sua posse.

O incidente decorreu num momento particularmente difícil das relações entre os Estados Unidos da América e a Rússia, como resultado da invasão da Ucrânia. No decorrer dos últimos meses, os dois países encetaram conversações de alto nível diplomático tendo em vista a libertação de Brittney, com os Estados Unidos da América a proporem inclusive troca de prisioneiros.

De acordo com a Casa Branca, que já reagiu à sentença, serão exploradas todas as “vias possíveis” para conseguir a libertação da atleta, que se encontrava na Rússia para disputar o campeonato de basquetebol do país pelo Ecaterimburgo,.

Em tribunal, a atleta declarou-se culpada, mas disse não ter qualquer intenção criminosa no transporte do óleo de canábis na Rússia.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.