Tribunal já decidiu: atletismo russo está fora dos Jogos Olímpicos

O Tribunal Arbitral do Desporto rejeitou esta quinta-feira o pedido de 68 atletas russos que queriam competir nos Jogos Olímpicos, que acontecem no próximo mês de agosto, no Rio de Janeiro.

O Tribunal Arbitral do Desporto, localizado em Lausanne, na Suíça, rejeitou o pedido de recurso da equipa de atletismo da Rússia que tinha a intenção de competir nos Jogos Olímpicos 2016.

“O painel do TAS confirmou a validade da decisão da IAAF de aplicar as regras, segundo as quais os atletas de uma federação que esteja suspensa pela IAAF são inelegíveis para competições organizados sob as regras da IAAF”, lê-se no comunicado.

Em causa estava a participação de 68 atletas, de nacionalidade russa, depois da anterior suspensão imposta pela Associação Internacional das Federações de Atletismo.

A federação russa de atletismo tinham recorrido da decisão da IAAF de suspender os atletas russos de todas as provas, na sequência do relatório da Agência Mundial Antidopagem que revelou um sistema de doping apoiado pelo próprio Governo.

A IAAF afirmou estar “satisfeita por o Tribunal Arbitral do Desporto apoiar a sua posição”, considerando que esta medida “cria condições iguais para todos os atletas”, divulgou uma nota, citada pela BBC.

O presidente da entidade, Lord Coe, também deixou um reparo sobre a decisão do Tribunal Arbitral do Desporto, alertando para o facto de não ser um “dia de triunfos”.

“Este não é um dia para fazer comunicados triunfantes. Não vim para este desporto para impedir os atletas de competirem”, declarou, também citado pela emissora britânica.

“Além do Rio de Janeiro, a IAAF vai continuar a trabalhar com a Rússia para criar um ambiente limpo e seguro para os seus atletas, para que a sua federação e a sua equipa possam regressar ao reconhecimento internacional e à competição”, concluiu.

A decisão de alargar a suspensão a toda a comitiva olímpica russa está agora nas mãos do Comité Olímpico Internacional, uma decisão que deverá acontecer nos próximos dias.

Os Jogos Olímpicos 2016 realizam-se na cidade brasileira do Rio de Janeiro, de 5 a 21 de agosto.

“Obrigada a todos por este funeral do atletismo”

A campeã mundial de salto com vara Yelena Isinbayeva, uma dos 68 atletas que pediu o recurso, já reagiu e mostrou-se indignada perante a suspensão.

A atleta, que ganhou a medalha de ouro nos Jogos de Londres, em 2012, considera que esta é uma decisão “puramente política”.

Em declarações à agência Tass, a atleta russa agradeceu ainda em tom irónico: “Obrigada a todos por este funeral do atletismo”.

Também o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, lamenta a decisão do TAS, mostrando o seu desagrado.

“O princípio de responsabilização coletiva não pode ser aceite. As notícias não são boas”, expressou.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. É, de facto, muito injusto.
    Será que todos os atletas russos se doparam?
    É evidente que não.
    Há, seguramente, muitos atletas russos que estão limpos e se sentem injustiçados com tal decisão.
    Além disso – e talvez ainda mais importante – não há muitos outros atletas doutros países que também usaram substâncias proibidas?
    Certamente que há… e entre eles, atletas dos EUA, da Jamaica, do Quénia, da China, etc, etc, etc.
    Esta decisão soa um pouco a “justiça salomónica”, pagando o justo pelo pecador… para além do facto de ser uma decisão muito mais política que desportiva.

RESPONDER

Erro clínico. Centenas de hóspedes em quarentena em hotel da Austrália vão ter de fazer teste ao VIH

Centenas de pessoas que estiveram em quarentena no hotel Victoria, na Austrália, vão ter de fazer o teste de doenças transmitidas pelo sangue, incluindo VIH, devido a um erro dos profissionais de saúde daquele local …

Forças Armadas dos EUA estão a adquirir coletes à prova de bala adaptados para mulheres

As Forças Armadas dos EUA estão a dar grandes passos no que diz respeito à igualdade de género. A instituição está a começar a mudar os seus coletes à prova de bala, de forma a …

Abstenção do PCP no OE2021? É um excelente indicador, diz Costa

O primeiro-ministro, António Costa, considerou um “excelente indicador” o PCP ter anunciado a abstenção no Orçamento do Estado de 2021 (OE2021) e resultado de um entendimento “para ter um bom orçamento para o próximo ano”. “É …

Egito abre restaurante com vista de luxo para as pirâmides de Gizé

O Egito inaugurou um novo restaurante com vista panorâmica para as pirâmides. O investimento faz parte de uma tentativa de reavivar o turismo no país. O Egito revelou novas instalações para os visitantes no planalto nas …

Novo recorde. Portugal regista mais 3.669 casos de covid-19

Portugal regista este sábado 3.669 novos casos de infeção com o novo coronavírus, responsável pela covid-19, o valor diário mais elevado desde o início da pandemia, e mais 21 mortes relacionadas com a covid-19, segundo …

Câmara do Porto encerra cemitérios nos dias 31 de outubro e 1 e 2 de novembro

O presidente da Câmara do Porto anunciou o encerramento dos cemitérios em 31 de outubro e 1 e 2 de novembro, justificando a decisão com a necessidade de desviar meios para cumprir a proibição de …

Rui Vitória de saída do Al Nassr

O treinador português Rui Vitória está de saída do Al Nassr, avança este sábado o canal árabe 24Sports. A saída de Rui Vitória, que em janeiro de 2019 deixou o comando técnico do Benfica, surge …

Casamento com 200 pessoas autorizado em Arruda dos Vinhos. Câmara contesta

O presidente da Câmara de Arruda dos Vinhos criticou a decisão da autoridade de saúde de autorizar a realização de um casamento “com cerca de 200 pessoas”, considerando que vai colocar a população do concelho …

Novo Banco desmente demissão de gestores após polémicas com Fundo de Resolução e Vieira

O Novo Banco veio a público desmentir a notícia do Público que alega que três gestores de topo da instituição se demitiram, após divergências internas envolvendo várias polémicas relacionadas com o Fundo de Resolução, com …

Milhões da bazuka europeia só chegam em junho

Portugal e os restantes Estados-membros das União Europeia (UE) só deverão receber os respetivos fundos da bazuka europeia de apoio à retoma no pós-pandemia na segunda metade de 2021, em meados de junho. A confirmar-se …