Tribunal contraria Salvini e autoriza navio “Open Arms” a entrar em águas italianas

O navio “Open Arms”, com 147 migrantes a bordo, já pode entrar nas águas territoriais italianas, após um tribunal ter levantado a proibição imposta pelo ministro do Interior italiano, Matteo Salvini, anunciou esta quarta-feira a organização não-governamental responsável pela embarcação.

Minutos depois deste anúncio, Matteo Salvini reagiu à deliberação do tribunal, afirmando que vai avançar nas próximas horas com uma nova proibição para impedir o desembarque dos migrantes do “Open Arms” num porto italiano.

O fundador da organização não-governamental (ONG) espanhola Proactiva Open Arms (responsável pelo “Open Arms”), Óscar Camps, divulgou esta quarta-feira que um tribunal administrativo da região de Lazio tinha levantado a proibição assinada pelo ministro do Interior e que o navio humanitário já podia entrar nas águas territoriais de Itália sem estar sob a ameaça de arresto ou do pagamento de multas de valor muito elevado.

Segundo a agência espanhola EFE, que teve acesso ao documento da deliberação, o tribunal administrativo decidiu levantar a proibição porque considerou que a embarcação “se encontra numa situação de evidente dificuldade” e que as pessoas que estão a bordo precisam de receber uma assistência urgente.

“Situação de uma gravidade e de uma urgência excecionais”, reiterou a instância judicial, indicando que tal descrição justifica que o navio tenha a partir deste momento autorização para entrar em águas italianas, de forma “a que as pessoas resgatadas que precisem recebam assistência médica”.

O navio da ONG espanhola está desde o dia 1 de agosto em águas internacionais, ao largo da ilha italiana de Lampedusa, à espera da autorização para atracar num porto europeu seguro.

Na sua conta na rede social Twitter, a ONG relatou nas últimas horas que a situação a bordo do “Open Arms”, que já era “adversa”, está a ficar “dramática” por causa de um agravamento das condições meteorológicas.

“Vivemos num país onde um advogado do tribunal administrativo (da região) de Lazio quer dar autorização para desembarcar em Itália um navio estrangeiro cheio de migrantes. Vou assinar novamente nas próximas horas o meu ‘não'”, afirmou Salvini, momentos depois da divulgação da deliberação da instância.

O parlamento italiano aprovou este mês um controverso decreto-lei sobre segurança e imigração, impulsionado por Salvini (líder da Liga, extrema-direita), que introduz, entre outras medidas, multas até um milhão de euros às ONG que entrarem com navios humanitários de resgate em águas territoriais italianas

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Polícia britânica tingiu de negro uma lagoa azul para afastar visitantes

A Polícia britânica decidiu tingir de negro uma lagoa azul muito procurada na região de Derbyshire, visando assim afastar os visitantes e fazer com que estes cumpram o isolamento social exigido pelas autoridades para travar …

A maior cascata do Equador desapareceu repentinamente

A maior cascata do Equador, com cerca de 150 metros, desapareceu repentinamente por causa de uma dolina. Investigadores ainda não sabem se esta apareceu por causas naturais ou humanas. Em fevereiro, a cascata de San Rafael, …

Aprovada descida de 3% na eletricidade no mercado regulado

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) aprovou uma descida do preço da tarifa aplicada no mercado regulado de cinco euros por megawatt/hora (MWh). Contas feitas, trata-se de uma redução de aproximadamente 3% no total …

Turquemenistão proibiu o uso da palavra "coronavírus"

Enquanto o mundo luta para conter a propagação da pandemia de covid-19, no Turquemenistão os cidadãos podem ser presos só por dizerem a palavra "coronavírus". De acordo com a rádio NPR, que cita a organização não …

EDP oferece desconto de 20% a profissionais e organizações de saúde

Face à pandemia de covid-19, a EDP vai oferecer um desconto de 20% na fatura da eletricidade a profissionais e organizações de saúde, anunciou esta quarta-feira a empresa liderada por António Mexia em comunicado. “A …

Bill Gates deixa três recomendações para os Estados Unidos combaterem a pandemia

Num artigo publicado no jornal norte-americano Washington Post, o fundador da Microsoft, Bill Gates, deixa três recomendações para os Estados Unidos combaterem a pandemia de covid-19, que já fez 43 mil mortes em todo o …

Comissão de Trabalhadores da TAP pede nacionalização da companhia

A Comissão de Trabalhadores (CT) da TAP reforçou esta quarta-feira o apelo para que a transportadora “se torne 100% pública”, depois de a empresa ter anunciado o lay-off da maioria dos trabalhadores, segundo um comunicado. No …

"Posso ir?" Há uma app que lhe diz como estão as filas nos supermercados

A comunidade tecnológica tech4COVID19 criou uma aplicação móvel que permite aos seus utilizadores consultar as filas e as afluências aos supermercados. A app, sob o nome "Posso ir?", pretende orientar os utilizadores nas idas aos …

Conte pede à Alemanha mais solidariedade europeia. “Se somos uma União, está na hora de o provarmos”

O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, fez esta quarta-feira um apelo solene à Alemanha para que haja mais solidariedade europeia no combate à pandemia da covid-19, que está a afetar severamente o seu país. “Se somos uma …

Em França, Portugal é destacado como bom exemplo (mas também pela sorte da sua geografia)

Portugal tem "11 vezes menos mortes" do que Espanha, em proporção das respectivas populações, e parece estar a lidar melhor com a pandemia de Covid-19 do que o país vizinho. Esta é a conclusão de …