/

Trevor, o pato mais solitário do mundo, morre em ilha do Pacífico

Trevor, o “pato mais solitário do mundo”, que vivia em Niue, uma pequena ilha do Pacífico, morreu depois de ser atacado por cães selvagens.

Na página do Facebook dedicada ao pato, as autoridades informaram que “foi visto morto num arbusto depois de ser atacado por cães” selvagens.

“É um tempo triste para Niue. Ele cativou a população de 1.600 habitantes e os nove mil turistas que nos visitam todos anos”, disse o chefe da Câmara de Comércio de Niue, Rae Findlay, no domingo. Findlay é o responsável pela página de Facebook do pato Trevor.

Great weekend at The Puddle, great for ducks!! Not so good for the Christmas on the Rock concert. It was postponed from Saturday to Sunday and indoors to the Niue High School. I flew down and listened from the roof of the school hall. Great concert, over 100 performers and sooo many people and I heard Frankie Stevens do a shout out to me Trevor the Duck. Starting to feel like Christmas. Tomorrow I might decorate The Puddle.

Publicado por Trevor the Duck – Niue em Terça-feira, 18 de dezembro de 2018

Trevor ficou famoso no ano passado durante uma visita de jornalistas da Nova Zelândia à ilha. O animal apareceu há um ano em Niue, onde não há lagoas naturais ou habitat adequado para um pato.

É por isso incerta a forma como foi parar a Niue, mas havia quem acreditasse que chegou com uma tempestade. Trevor era, por isso, único na zona e, assim, o “pato mais solitário do mundo”.

“Assume-se que veio da Nova Zelândia, mas também é possível que tenha vindo de Tonga ou de outra ilha do Pacífico”, disse Findlay.

Apesar de apelidado desta forma, Trevor era tudo menos solitário, sendo cuidado e alimentado por locais, incluindo os bombeiros. Durante o ano que viveu em Niue, Trevor instalou-se num charco e quando o nível da água descia demasiado eram os próprios bombeiros a resolver a situação.

Ainda se ponderou trazer companhia para Trevor, mas a sua “casa” era demasiado pequena para dois. Isso não o impediu de fazer pelo menos três amigos: uma galinha, um galo e um “weka”, uma ave nativa de Niue.

Trevor é um pato Mallard – ou pato real -, tendo sido batizado de Trevor Mallard em referência ao porta-voz da Câmara dos Representantes da Nova Zelândia, Trevor Mallard. O representante também lamentou a morte do animal, escrevendo nas redes sociais: “Profundos pêsames ao povo de Niue da parte do Parlamento da Nova Zelândia”.

  ZAP // BBC

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.