Três pessoas detidas em França por suspeita de ajudar Sid Ahmed Ghlam

Yoan Valat / EPA

Gilles Jean Portejoie, advogado de Sid Ahmed Ghlam, presta declarações à imprensa

Gilles Jean Portejoie, advogado de Sid Ahmed Ghlam, presta declarações à imprensa

Três pessoas foram hoje detidas em França, alegadamente por terem ajudado o estudante argelino Sid Ahmed Ghlam, indiciado por homicídio e por planear um ataque contra uma igreja perto de Paris, de acordo com várias fontes.

Um francês de 27 anos foi interpelado hoje de manhã em Sain-Quen, subúrbio no norte de Paris, segundo informou uma fonte policial, citada pela agência France Presse.

O seu ADN foi identificado numa escova de cabelo descoberta na casa em Paris do estudante argelino, suspeito de matar uma mulher e de ter preparado um atentado, segundo a mesma fonte.

Esta detenção foi já confirmada por uma fonte judiciária, adianta a agência francesa de notícias.

Um outro homem foi igualmente detido, após elementos policiais terem identificado o seu ADN numa viatura ligada a Sid Ahmed Ghlam, e uma terceira pessoa, suspeita de ter prestado apoio logístico ao estudante argelino, foi também se encontra sob custódia, segundo fonte próxima do processo.

Após a detenção de Sid Ahmed Ghlam, a 19 de abril, os investigadores têm tentado apurar os apoios prestados ao suspeito, conhecido dos serviços franceses de informações, desde a primavera de 2014.

EPA

Aurelie Chatelain, 32 anos, de cuja morte Sid Ahmed Ghlam é o principal suspeito.

Aurelie Chatelain, 32 anos, de cuja morte Sid Ahmed Ghlam é o principal suspeito.

Sid Ahmed Ghlam, um estudante de informática de 24 anos de origem argelina, foi detido causalmente no domingo passado, 19 de abril, em Paris, depois de ter chamado uma ambulância, devido a um ferimento de bala que tinha numa perna.

A polícia iria encontrar, posteriormente, armas de guerra, na residência de estudantes onde morava, a par de documentos que o ligavam a grupos ‘jihadistas’.

De acordo com a polícia, o jovem argelino teria recebido instruções, a partir da Síria para planear ataques contra igrejas católicas, em França.

Ghlam foi acusado do homicídio de uma mulher e de tentativa de homicídio, assim como do planeamento de ataques.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Arqueólogos encontram rara ferramenta de caça com 300 mil anos

Arqueólogos encontraram uma ferramenta de madeira utilizada na caça há 300 mil anos. É muito raro encontrar artefactos paleolíticos feitos de madeira, realça o autor do estudo. Uma equipa de investigadores da Universidade de Tübingen e …

Twitter não descarta suspender conta de Donald Trump

Um alto responsável da plataforma digital Twitter não excluiu a suspensão da conta da Donald Trump caso o Presidente norte-americano prossiga a publicação de mensagens incendiárias que transgridam as regras daquela rede social. Com 81,7 milhões …

Patrões agradados com o plano do Governo. PSD diz que "é muito fraco"

Enquanto patrões e sindicalistas ficaram bastante satisfeitos com o Programa de Estabilização Económica e Social apresentado pelo Governo, o PSD deixou duras críticas. Esta quinta-feira, no final do Conselho de Ministros, onde foi aprovado o plano …

Na resposta a uma crise, ligações humanas podem piorar ainda mais as coisas

Um novo estudo sugere que a conexão humana nem sempre é uma coisa boa, sobretudo quando se trata de ultrapassar uma crise com sucesso. De acordo com o site Science Alert, os investigadores reuniram 2480 voluntários …

Brasil ultrapassa Itália e torna-se no terceiro país com mais mortes

O país sul-americano, que tem uma população estimada em 210 milhões de habitantes, contabiliza 34.021 vítimas mortais e 614.941 casos confirmados. O Brasil ultrapassou a Itália e tornou-se no terceiro país do mundo com mais mortes …

PCP é o primeiro partido a retomar comícios ao ar livre

O PCP foi o último partido a fazer um comício, em março, antes de o país "parar" devido à pandemia de covid-19 e vai ser o primeiro a organizar uma iniciativa deste tipo, no domingo, …

Asteróide que matou os dinossauros criou uma província hidrotermal nove vezes maior do que Yellowstone

O asteróide que dizimou os dinossauros da face da Terra criou uma província hidrotermal nove vezes maior do que a caldeira do supervulcão Yellowstone, localizado nos Estados Unidos, conclui um novo estudo agora divulgado. De acordo …

Encontrar uma agulha num palheiro cósmico. Astrónomos resolvem mistério do primeiro Anel de Einstein

Determinados a encontrar uma agulha num palheiro cósmico, um par de astrónomos viajou no tempo através dos arquivos de dados antigos do Observatório W. M. Keck em Mauankea e do Observatório de Raios-X Chandra da …

As pequenas (e estranhas) estrelas quentes são atormentadas por manchas gigantes e explosões

Há uma classe de estrelas que perplexa os cientistas há seis décadas, conhecidas como estrelas de ramos horizontais extremos (EHB). Apesar de terem metade da massa do Sol, são quatro a cinco vezes mais quentes …

Cientistas capturaram em vídeo explosão de um enorme buraco negro

Uma equipa de astrónomos capturou o momento exato em que um buraco negro lança material quente para o Espaço à velocidade da luz. O telescópio espacial de raios-X Chandra captou a explosão de um buraco negro. …