Numa empresa neozelandesa só se trabalha quatro dias por semana (mas a produtividade aumentou)

George Grinsted / Flickr

Em março e abril do ano passado, uma empresa neozelandesa implementou um novo modelo laboral: trabalhar apenas quatro dias por semana. O estudo final foi publicado esta terça-feira e as conclusões mostram resultados animadores.

Quase um ano depois de a empresa neozelandesa Perpetual Guardian ter implementado um modelo laboral que permite aos funcionários trabalhar apenas quatro dias por semana, o balanço não podia ser mais animador.

O projeto piloto iniciou em março e abril do ano passado, mas em novembro a empresa decidiu adotar o sistema em pleno. Assim, os 240 funcionários passaram a folgar três dias por semana, recebendo o mesmo salário e sem horas extraordinárias.

O estudo final, publicado esta semana e monitorizado por investigadores a Universidade de Auckland, revela que a produtividade desta empresa aumentou 20%, enquanto que o stress dos funcionários baixou em 45% em 2017 para 36% em 2018.

Mas as vantagens deste modelo laboral não ficam por aqui. Segundo a TSF, também o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional cresceu de 54% em 2017 para 78% em 2018.

Segundo Andrew Barnes, fundador da empresa, o sistema de quatro dias de trabalho também contribuiu para que os lucros da empresa de serviços financeiros crescessem, aumentou o nível de empenho e melhorou a disposição dos trabalhadores.

Ao The Guardian, o responsável afirmou que, por todos estes motivos, considera que mais empresas deveriam implementar este método. “Precisamos que mais companhias tentem esta abordagem. Irão ficar surpreendidos com as melhorias na companhia, nos trabalhadores e na comunidade adjacente.”

Tammy Barker, funcionária da empresa, referiu que trabalhar menos ajudou-a a concentrar-se mais nas suas tarefas. “Temos sido tratados como adultos e penso que o resultado é que estamos todos a agir como adultos“, disse.

À Perpetual Guardian já chegaram centenas de pedidos de informação sobre o modelo laboral. A empresa Wellcome Trust, do Reino Unido, está a pensar aplicá-lo no seu total de 800 trabalhadores.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Aqui em Portugal seria agravar a situação, como iriam depois os portugueses pagar mais estadias nos cafés e outras diversões, pedir empréstimos à Banca para alimentar os vícios só agravaria ainda mais a situação de todas as partes.

  2. Exatamente! Estou consigo! E para prevenir esse desastre o melhor é passar a trabalhar 7 dias por semana e aumentar o horário para 10h/dia. Assim não há tempo para vícios, gastos e empréstimos. Vamos todos ficar bem mais felizes.

  3. Infelizmente em Portugal o patrão só olha para o seu umbigo e quer que os empregados sejam escravos só porque lhe dá prazer, portanto só mesmo se forem obrigados é que implementarão tal mudança!

RESPONDER

Cientistas conseguiram manter tecido cerebral de cobaias vivo durante semanas

Cientistas japoneses conseguiram manter partes de tecido cerebral de cobaias vivas e viáveis durante 25 dias, isoladas numa cultura, graças a um novo método. De acordo com o Science Alert, a chave para o sucesso foi …

Arqueólogos descobrem 25 sítios que comprovam presença militar romana no Norte e na Galiza

Investigadores portugueses e galegos descobriram 25 novos sítios no Norte de Portugal e na Galiza que “comprovam arqueologicamente” a presença militar romana nos dois territórios, correspondendo a maioria dos locais a “acampamentos militares”, revelou hoje …

EUA poderão manter alguns efetivos na Síria para proteger poços de petróleo

Os EUA planeiam deixar alguns efetivos no nordeste da Síria para proteger instalações petrolíferas e garantir o combate contra um possível ressurgimento do grupo extremista Estado Islâmico (EI), disse hoje o secretário de Defesa dos …

Polícias realizam manifestação conjunta em Lisboa a 21 de novembro

Elementos da PSP e da GNR realizam a 21 de novembro, em Lisboa, uma manifestação conjunta para exigirem ao novo Governo "a resolução rápida" dos problemas que ficaram por resolver na anterior legislatura. Com o lema …

Sérvia punida por racismo no jogo com Portugal

A UEFA condenou nesta segunda-feira a Sérvia a disputar o próximo jogo da fase de qualificação para o Euro 2020 à porta fechada, por manifestações racistas na partida com Portugal, disputada em Belgrado, que terminou …

Juve Leo lança críticas à direção: Um clube sem rumo e que precisa de bodes expiatórios

Depois de o Sporting rescindir os protocolos com a Juventude Leonina e com o Diretivo Ultras XXI devido à "escalada de violência" recente, a Juve Leo reagiu em comunicado com duras críticas à direção de …

Um terço dos fogos deste ano tiveram como causa queima e queimadas

Um terço dos incêndios florestais registados este ano e investigados tiveram como causa queimadas e queimas, revela o último relatório do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF). O relatório provisório de incêndios rurais, …

De Nova Iorque a Sydney em 19 horas. Avião da Qantas bate recorde

O primeiro voo comercial direto entre as cidades de Nova Iorque e Sydney, com mais de 19 horas, terminou, este domingo, na cidade australiana. O teste realizado pela companhia aérea Qantas faz parte do Project Sunrise, …

Marcelo ficou "muito impressionado" pela destruição do furacão Lorenzo nos Açores

O Presidente da República visitou, este domingo, o porto das Lajes das Flores, que ficou destruído após a passagem do furacão Lorenzo pelos Açores, mostrando-se "muito impressionado" pela destruição "massiva". "Muito impressionado com aquilo que foi …

Sporting é o terceiro clube com mais jogadores da formação espalhados pela Europa

O Sporting é o terceiro clube com mais jogadores da sua formação a atuarem nas ligas europeias e o emblema português mais representado nas 'big 5', segundo o observatório de futebol do Centro Internacional de …