Trabalhadores da Segurança Social com 1,5 milhões de euros de incentivos à cobrança de dívidas

Mário Cruz / Lusa

Os trabalhadores da Segurança Social vão receber 1,5 milhões de euros de incentivos à cobrança de dívidas, segundo um diploma publicado esta segunda-feira, que define que aquele fundo de cobrança recebe 10% da taxa de justiça cobrada em 2018.

A percentagem destinada ao Fundo de Cobrança Executiva da Segurança Social (FCE) — que foi criado em abril deste ano para incentivar a cobrança coerciva de dívidas através de um suplemento remuneratório, à semelhança do que existe para os trabalhadores da Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) — é definida anualmente mediante portaria do Governo, que fixou essas receita em 10% da taxa de justiça cobrada em 2018, abaixo do limite máximo permitido de 25%.

“O objetivo de cobrança de dívida do Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social (IGFSS) previsto no Quadro de Avaliação e Responsabilização (QUAR) para o ano de 2018 foi superado”, afirma na portaria o ministro das Finanças, Mário Centeno.

No diploma, o executivo adianta que o montante de taxa de justiça cobrado no ano passado cifrou-se em 15,017 milhões de euros e explica que foi o Conselho Diretivo do IGFSS que propôs o montante de 10% da taxa de justiça cobrada em 2018 a fim de dotar o FCE das verbas necessárias à sua instituição e ao pagamento das responsabilidades que lhe são cometidas por lei.

Em abril deste ano, quando foram instituídos incentivos à cobrança da dívida à Segurança Social, o Governo, no preâmbulo do diploma, informou que, nos últimos três anos, o IGFSS “arrecadou anualmente, em média, 630 milhões de euros” relativos à cobrança de dívidas à Segurança Social.

Foi para aumentar os níveis de eficiência nessa cobrança que foi criado o Fundo de Cobrança Executiva da Segurança Social, um fundo autónomo, sem personalidade jurídica, gerido e administrado pelo IGFSS, cujas receitas advêm de parcela da taxa de justiça cobrada por aquele instituto em sede de processo executivo de cobrança de dívidas à Segurança Social.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Assistente social acusada de maltratar 14 crianças em centro de acolhimento

O Ministério Público (MP) acusa uma mulher de 46 anos, que era assistente social e diretora técnica de um centro de acolhimento na Maia, no distrito do Porto, de maltratar 14 crianças nesta instituição. De …

Marcelo não vê razão de preocupação com empresas portuguesas de Isabel dos Santos

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse esta sexta-feira ter sinais de que não há razão para preocupação nos setores económicos e empresas portuguesas nas quais a Isabel dos Santos está a vender …

Mina de lítio em Montalegre. "Impactes negativos minimizáveis” e 370 empregos

O Estudo de Impacte Ambiental (EIA) da concessão de exploração de lítio, em Montalegre, conclui que o projeto possui “impactes negativos” que, no entanto, “não são significativos”, “são minimizáveis” e de “abrangência local”. O EIA do …

Cristas faz o mea culpa e abandona o congresso. Corrida à sucessão faz-se a cinco

O 28.º congresso nacional do CDS arrancou este no Parque de Feiras e Exposições de Aveiro com o discurso da líder demissionária Assunção Cristas, que fez uma espécie de mea culpa e agradeceu aos centristas …

Sérgio Conceição sai do FC Porto no fim da época

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, deixará o comando dos dragões no final da temporada. A derrota em casa com o Braga terá ditado a saída do técnico azul e branco. O técnico do FC …

Joacine quer mais direitos para deputados sem partido. "Está a antecipar" o futuro

A deputada Joacine Katar Moreira, do partido Livre, defendeu esta sexta-feira o alargamento dos direitos regimentais dos deputados não inscritos em partidos. A deputada única do Livre assumiu esta posição no final de uma reunião do …

França confirma 3 casos de coronavírus chinês. Já chegou à Austrália e Malásia

Depois de França ter confirmado três pessoas infetadas com o novo coronavírus oriundo da China, também a Austrália e Malásia reportaram casos. As autoridades da Malásia anunciaram este sábado terem registado os primeiros três casos de …

Amadora. Agredido motorista de autocarro que denunciou Cláudia Simões

Foi agredido o motorista de autocarro que chamou a PSP para denunciar a passageira Cláudia Simões, que alegou posteriormente ter sido agredida pelos agentes da polícia. As agressões tiveram lugar na noite desta sexta-feira, em …

"Dos 4 mil euros que ganho, 3 mil vão para os frades". O padre Vítor Melícias recusa que Tomás Correia ainda controle o Montepio

O padre Vítor Melícias, presidente da Assembleia Geral do Montepio, diz que Tomás Correia "faz falta, mas fez muito bem" em abandonar a liderança da mutualista Montepio. "Dizer que Tomás Correia continua a controlar através …

Amesterdão prepara-se para comprar dívidas dos seus jovens

A partir de fevereiro, a capital dos Países Baixos vai comprar dívidas dos seus jovens para ajudá-los a recomeçar e a construir um futuro. Numa nota publicada esta semana na página oficial do Governo local …