Toyota chama 2,27 milhões de viaturas por defeito no airbag

Toyota Motor Europe / Flickr

-

A Toyota Caetano Portugal vai chamar à revisão mais 2.465 veículos das marcas Yaris, Corolla e Avensis devido a um defeito detetado no sistema de airbag.

Em declarações à agência Lusa, o relações públicas da Toyota Caetano Portugal, António Costa, salienta tratar-se de uma “atualização” da chamada efetuada em abril do ano passado, altura em que foi detetado o defeito, e decidida agora após “informação do fornecedor de um novo número de série” afetado que “obrigou a abranger mais veículos”.

Globalmente, o construtor automóvel japonês Toyota anunciou esta quarta-feira que pretende rever 2,27 milhões de veículos em todo o mundo (650 mil no Japão e 1,62 milhões no estrangeiro) devido a um defeito no sistema de airbag do passageiro passível de originar um incêndio.

No âmbito deste defeito, estão atualmente por intervencionar em Portugal 12.521 unidades, do total de 14.465 abrangidas desde a chamada inicial de abril passado.

Em causa estão os modelos Yaris, Corolla e Avensis produzidos entre novembro de 2000 e novembro de 2004, quando até agora apenas estavam a ser chamadas as viaturas produzidas de novembro de 2000 a março de 2004.

Apesar de se tratar de viaturas em circulação já há 10 a 14 anos, António Costa garante que, em Portugal, nunca foi registado nenhum problema com o airbag.

“Esta campanha de serviço é meramente preventiva e reflete a preocupação da Toyota na satisfação dos clientes e na salvaguarda da qualidade”, sustentou.

Segundo adiantou à Lusa, “dentro dos próximos dias” a Toyota Caetano Portugal vai “contactar diretamente os clientes de viaturas envolvidas para que se desloquem à rede oficial de concessionários Toyota”, durando o tempo de intervenção “cerca de uma a duas horas e meia, dependendo do modelo” e não estando em causa qualquer custo para o cliente.

Conforme explicou, “esta campanha intervenciona o elemento responsável pelo enchimento do airbag do passageiro – que é do tipo efervescente – o qual pode conter alguma humidade ou carecer da compressão necessária, decorrente do seu fabrico”.

“Esta situação pode fazer com que o enchimento do airbag não corresponda às características pré-definidas pelo construtor, salientando-se, contudo, que este continua em funcionamento no caso de embate”, destacou.

Num comunicado enviado ao Ministério dos Transportes do Japão e hoje noticiado pela agência AFP, a Toyota refere que o defeito detetado no sistema de airbag é passível de originar um incêndio, sendo que um porta-voz da empresa, em Tóquio, disse ter sido recebida uma queixa por parte de um cliente no Japão, dando conta de que o banco do passageiro da sua viatura ardeu parcialmente devido a essa falha.

Esta chamada à revisão acontece depois de, no início de abril deste ano, a Toyota ter anunciado a recolha de 6,39 milhões de viaturas devido a uma série de problemas, incluindo um defeito no banco do condutor e uma falha no motor.

Isto figura com mais um golpe na reputação do construtor japonês, cuja qualidade e segurança têm sido colocadas em causa nos últimos anos na sequência da descoberta de defeitos que têm conduzido às recolhas massivas dos automóveis da marca em todo o mundo.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Uber vence batalha judicial e prolonga licença para operar em Londres

A Uber ganhou, esta segunda-feira, um recurso legal sobre a revogação da sua licença para operar em Londres, garantindo por enquanto a continuação da empresa num dos seus maiores mercados. De acordo com o Wall Street …

Ordenados "não podem ser cortados", diz comissário. Proposta sobre salário mínimo apresentada em outubro

O comissário europeu do Emprego e Direitos Sociais, Nicolas Schmit, reconheceu as limitações da Comissão Europeia quanto a salários, defendendo que o sistema que no qual está a trabalhar permitirá que os rendimentos aumentem na Europa. Em …

Chega quer expulsar autor de moção pela remoção de ovários a mulheres

A direção do Chega vai propor a “suspensão imediata” do militante Rui Roque que defendia a extração dos ovários numa moção de estratégia que foi rejeitada em congresso, informou esta segunda-feira o partido. Mais de uma …

Precários à espera de apoio extraordinário estão a receber multas do fisco

A Associação de Combate à Precariedade denunciou que a Autoridade Tributária (AT) está a aplicar multas de 75 euros a trabalhadores precários que ficaram sem rendimento e estão a recorrer ao novo apoio extraordinário a …

Portugal regista mais seis óbitos e 688 novos casos

Portugal contabiliza esta segunda-feira mais seis mortos relacionados com a covid-19 e 688 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o último boletim divulgado epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde o início da …

Novo lay-off é para "aguentar o emprego e as empresas" (mas agrava cortes dos trabalhadores)

O novo regime de lay-off anunciado pelo Governo, para apoiar as empresas com "perdas mais significativas", nomeadamente na área do turismo, visa "aguentar o emprego e as empresas", segundo o ministro da Economia, Siza Vieira, …

Jornal "The Guardian" sugere que Portugal é um país racista e compara Ventura a Bolsonaro

O jornal britânico "The Guardian" noticiou, esta segunda-feira, alguns dos mais recentes acontecimentos racistas que têm ocorrido no país, afirmando no seu título que "Portugal regista um aumento da violência racista com ascensão da extrema …

Jornal Washington Post declara apoio a Biden e quer afastar "o pior presidente dos tempos modernos"

O jornal de referência Washington Post declarou esta segunda-feira o seu apoio ao candidato democrata à presidência dos EUA, Joe Biden, para derrotar o republicano Donald Trump, que considera “o pior Presidente dos tempos modernos”. No …

Portugal não recorrerá aos empréstimos do fundo de recuperação da UE

O primeiro-ministro António Costa salientou esta terça-feira que Portugal "recorrerá integralmente" aos cerca de 15,3 mil milhões de euros em subvenções que poderá receber do fundo de recuperação europeu, mas adiantou que não utilizará a …

Isabel dos Santos impugna nacionalização da Efacec

A empresária angolana Isabel dos Santos avançou com uma ação para impugnar a nacionalização da Efacec, decisão que foi anunciada pelo ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, no início de julho. Numa nota enviada às …