Investigação revela que aplicação é uma ferramenta de espionagem do Governo dos Emirados Árabes Unidos

A Google e a Apple removeram a aplicação ToTok das suas plataformas depois de uma investigação ter revelado que esta poderia ser uma ferramenta de espionagem do Governo dos Emirados Árabes Unidos.

À primeira vista, trata-se de uma aplicação para trocar mensagens. No entanto, é uma ferramenta de espionagem do Governo dos Emirados Árabes Unidos que utiliza esta rede social para monitorizar e vigiar as conversas e as movimentações daqueles que a têm instalada nos seus telemóveis.

A ToTok teria acesso ao microfone, câmara, contactos, fotografias e localização do utilizador. A aplicação prometia “conversas mais seguras”, algo apelativo no caso dos utilizadores nos Emirados Árabes Unidos, uma vez que aplicações semelhantes estão bloqueadas pelo Governo.

De acordo com o The New York Times, a ToTok foi criado há alguns meses, mas já foi instalado milhões de vezes através das aplicações da Apple e da Google, por utilizadores no Médio Oriente, Europa, Ásia, África e América do Norte.

Apesar de a maioria dos utilizadores se encontrar nos Emirados Árabes Unidos, a aplicação em causa foi uma das mais instaladas, em termos de redes sociais, na semana passada nos Estados Unidos, segundo dados recolhidos pelo diário norte-americano.

O jornal realizou várias entrevistas e cruzou informações recolhidas com outras a que teve acesso a partir de um relatório oficial e confidencial, tendo chegado à conclusão que se assiste, atualmente, “a uma escalada na corrida às armas digitais por parte de Governos ricos e autoritários”, que procuram aceder a “meios cada vez mais eficazes para espiar adversários estrangeiros, redes terroristas e criminosas, jornalistas e críticos”.

Ao que o diário conseguiu apurar, tudo indica que a empresa responsável pela aplicação – a Breej Holding – está ligada a duas outras, uma na área da cibersegurança e “hacking”, a DarkMatter, e outra na recolha de dados, a Pax AI, ambas com sede em Abu Dhabi. No entanto, não é claro o seu envolvimento no desenvolvimento da aplicação nem a sua relação com o Governo dos Emirados Árabes Unidos.

De acordo com o Expresso, sabe-se que, no caso da DarkMatter, há mesmo ligações ao Governo, com alguns dos funcionários a serem investigados pelo FBI por possíveis cibercrimes. Já em relação à Pax AI, sabe-se apenas que trabalham ali analistas de dados europeus, asiáticos e nacionais, sendo a empresa liderada por Andrew Jackson, um irlandês que antes trabalhara numa empresa em Silicon Valley com ligações ao Governo dos EUA.

Quando confrontadas com a alegada ligação da aplicação ao Governo dos Emirados Árabes Unidos, tanto a Apple como a Google removeram a ToTok das suas lojas de aplicações e garantiram que iam investigar. Ainda assim, a aplicação mantém-se disponível para todos o que já a tinham instalado.

ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Não se esqueçam de referir as aplicações de espionagem «Whatsapp», «Google», «Facebook», e Instagram, utilizadas pelos regimes da Inglaterra e de Israel, e também pelo governo dos Estados Unidos da América do Norte.

RESPONDER

França em choque com ação da polícia em acampamento de migrantes

A atuação da polícia durante o desmantelamento de um acampamento improvisado de migrantes no centro de Paris, na noite de segunda-feira, está a gerar críticas e indignação. Na noite desta segunda-feira, a polícia francesa dispersou algumas …

Centro Europeu de Controlo de Doenças alerta: países que retirem medidas para o Natal terão aumento de internamentos

O Centro Europeu de Controlo de Doenças estima que se os países que em outubro e novembro tomaram novas medidas para controlar a pandemia as levantassem a 21 de dezembro, os internamentos hospitalares aumentariam na …

Pensilvânia certifica vitória de Joe Biden nas eleições presidenciais

As autoridades da Pensilvânia certificaram, esta terça-feira, a vitória do democrata naquele estado nas eleições presidenciais norte-americanas. Na sua conta do Twitter, o governador local, o democrata Tom Wolf, escreveu que o Departamento de Estado da Pensilvânia …

Nos Países Baixos, há drive-ins para as crianças poderem visitar o Pai Natal em tempo de pandemia

Muito se tem falado de como será o Natal neste ano atípico. Contudo, há países que já começam a arranjar alternativas para a época festiva. Nos Países Baixos, os drive-ins estão a ser usados para …

Vereador da Educação de Lisboa ameaça autarca com “um par de murros”

O vereador da Educação da Câmara de Lisboa afirmou, num comentário no Facebook, em resposta a uma publicação de um vogal da Junta de Freguesia do Areeiro, estar disponível para lhe dar "um par de …

Papa Francisco critica negacionistas da covid-19 e fala da morte de George Floyd

O papa Francisco, num livro esta segunda-feira publicado, criticou os opositores ao uso de máscaras ou outras restrições impostas para conter a pandemia de covid-19, sublinhando que nunca se manifestariam contra a morte do afro-americano …

Fenprof reconhece abertura da tutela do Ensino Superior para negociar apesar de divergências

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) reconheceu esta segunda-feira a abertura do Governo para negociar algumas questões do Ensino Superior, depois de uma reunião em que a tutela e a organização sindical nem sempre estiveram …

Bombeiros vão receber verba adicional de três milhões de euros

As associações humanitárias de bombeiros vão receber uma verba adicional de três milhões de euros em 2021 para fazer face aos constrangimentos financeiros devido à pandemia de covid-19, segundo uma proposta do PS hoje aprovado. Este …

Media Capital desafia ERC e elege Mário Ferreira como presidente

Os acionistas da Media Capital elegeram, esta terça-feira, o empresário Mário Ferreira presidente da dona da TVI. A assembleia-geral esteve inicialmente convocada para 28 de outubro, tendo sido suspensa, retomando hoje os trabalhos e com uma …

Estado de emergência. Maioria dos portugueses concorda com novas medidas de restrição

Uma sondagem da Intercampus para o Correio da Manhã revela que a maioria dos portugueses concorda com o regresso ao estado de emergência e com as restrições impostas pelo Governo. De acordo com o Correio da …