A Torre de Londres foi palco de várias experiências estranhas com animais

Bob Collowân / Wikimedia

Torre de Londres, Inglaterra

Antigamente, os humanos tinham algumas teorias muito estranhas sobre vários animais e, infelizmente, nem um pouco do bom senso que os impediria de as testar.

Segundo o site IFLScience, Plínio, o Velho, era um desses exemplos. O naturalista romano escreveu a enciclopédia “Naturalis Historia”, que reuniu a maior parte do conhecimento sobre animais e plantas daquela época. Entre as “verdades” estabelecidas, Plínio afirmava que colmeias inteiras morriam ao entrar em contacto com sangue menstrual e que elefantes e rinocerontes eram inimigos mortais.

Segundo o mesmo site, esta última crença durou tantos séculos que acabaria por ser posta à prova pelo rei português D. Manuel I, que reinou entre 1495 e 1521. O monarca estava tão convencido que o romano estava certo, que arranjou um rinoceronte para lutar com um dos seus elefantes (que acabou por fugir do confronto).

No Reino Unido, algumas destas bizarras crenças podiam ser vistas por todos na emblemática Torre de Londres. Durante o reinado de João de Inglaterra (1199-1216), os ingleses reformularam a famosa prisão numa espécie de jardim zoológico. Foi a partir daqui que a realeza britânica começou a mostrar a sua ignorância perante os animais.

Em 1252, Henrique III recebeu um presente do rei Haakon, da Noruega: um urso polar. De acordo com o IFLScience, o animal foi mantido acorrentado e amordaçado durante a maior parte do tempo, saindo apenas para nadar no rio Tamisa.

Mais à frente, em 1623, o rei Jaime I recebeu um elefante do rei de Espanha. O animal, herbívoro, era alimentado com uma dieta à base dos melhores cortes de carne de vaca e um vinho tinto dos mais caros.

De acordo com o mesmo site, a Torre de Londres também tinha muitos leões, o que significava, ao mesmo tempo, poucas oportunidades para estes animais se exercitarem ao ar livre. A única exceção era quando eram propositadamente incomodados por cães para divertir as multidões. Por alguma razão, os ingleses também acreditavam que estes felinos podiam sentir se uma mulher próxima não era virgem, o que supostamente os tornava mais agitados.

Por último, e não menos bizarro, acreditava-se que avestruzes podiam comer metal. Portanto, enquanto o elefante comeu carne da melhor qualidade, estas aves eram alimentadas com pregos. Felizmente e infelizmente, não tiveram de aguentar esta ‘dieta metálica’ durante muito tempo porque morreram em pouco tempo.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Inspetores do SEF rejeitam extinção sem aval do Parlamento (e dizem estar em causa o Espaço Schengen)

O sindicato dos inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) rejeitou este domingo a extinção daquele organismo sem a aprovação formal da Assembleia da República e considerou que está em causa a permanência de …

Testes rápidos registaram maior número de sempre. APED defende venda nos super e hipermercados

O recurso a testes rápidos de antigénio à covid-19 está a aumentar em Portugal, tendo atingido o maior número a 7 de abril, com mais de 34 mil realizados nesse dia, segundo dados do Instituto …

Francisco Rodrigues dos Santos admite que tem sido "difícil" juntar o CDS (mas "não por falta de iniciativa")

Francisco Rodrigues dos Santos, presidente do CDS-PP, afirmou, numa entrevista ao Jornal de Notícias e TSF que tem sido "difícil" conquistar a coesão do partido. Em entrevista ao Jornal de Notícias e à TSF, o líder …

Isabel dos Santos usou equipa de espiões para provar "conspiração" e "vingança" de João Lourenço

A empresária Isabel dos Santos contratou uma firma de antigos agentes secretos israelitas para provar que foi vítima de um ataque orquestrado pelo governo de João Lourenço. Isabel dos Santos criou uma equipa de espiões para …

"Perdemos o avô da nação". Morte do príncipe Filipe deixou "um grande vazio" na vida de Isabel II

A morte do príncipe Filipe, duque de Edimburgo, na sexta-feira, aos 99 anos, deixou a Rainha Isabel II, sua esposa, com "um grande vazio na sua vida", disse este domingo aos jornalistas o seu filho …

Mapa online interativo ajudou indígenas do Panamá a fazer frente à pandemia

Quando a covid-19 chegou ao Panamá no ano passado, o cartógrafo Carlos Doviaza temeu pelas pessoas indígenas da sua comunidade. Por isso, para as ajudar, dedicou-se a fazer aquilo que faz melhor: mapas. "Pensei: 'Porque não …

"A política ama traição, mas despreza o traidor". Sócrates acusa PS de "ataque injusto" (e diz-se alvo de "vingança" da direita)

"A política ama a traição, mas despreza o traidor". No livro "Só Agora Começou", que será publicado nos próximos dias, José Sócrates acusa a atual direção do PS de traição. De acordo com o Diário de …

Portugal regista mais 566 casos e seis óbitos por covid-19

Portugal registou, este domingo, mais seis mortes e 566 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde …

PS quer que Cavaco Silva diga "quando é que soube do buraco do BES"

O PS quer que o antigo Presidente da República Cavaco Silva esclareça "quando é que soube do buraco do BES" e porque é que "não agiu atempadamente" para evitar o aumento de capital, que gerou …

Perdoar o passado, celebrar o renascimento e cumprir tradições. A primavera traz o Nowruz, o ano novo persa

Assim que as flores começam a desabrochar e os dias ficam mais longos, fica claro que o Nowruz está prestes a chegar. A celebração do ano novo iraniano é secular, com raízes que remontam a …