Tóquio. Chefe de comité das Olimpíadas demite-se após comentários sexistas

worldeconomicforum / Flickr

Yoshiro Mori, presidente do comité organizador dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

O presidente do comité organizador das Olimpíadas de Tóquio, Yoshiro Mori, vai deixar o cargo após uma semana de críticas devido a comentários sexistas, com os especialistas a defenderem que esta dificilmente será uma vitória para os direitos das mulheres no Japão.

De acordo com os especialistas, a renúncia – que será formalmente anunciada na sexta-feira – não teria acontecido se não fosse pela atenção internacional sobre o caso, noticiou esta quinta-feira a Time.

A 03 de fevereiro, Mori, de 83 anos, disse num encontro do comité olímpico que as mulheres falam demais nas reuniões. “Se aumentarmos o número de mulheres no conselho, temos que garantir que o tempo de uso da palavra seja um pouco restrito, elas têm dificuldade em terminar, o que é irritante”, referiu.

Mori, que foi primeiro-ministro de 2000 a 2001, desculpou-se no dia seguinte, afirmando, contudo, que não tencionava renunciar.

“Já houve muitos comentários desse tipo por parte políticos e pessoas tantas vezes antes, mas nunca renunciaram”, disse Kazuko Fukuda, que iniciou uma petição pedindo uma ação contra Mori, na qual classifica os seus comentários como “preconceituosos, tacanhos e discriminatórios”. A iniciativa já conta com quase 150 mil assinaturas.

No início da polémica, o Comité Olímpico Internacional (COI) aceitou as desculpas de Mori, emitindo depois um comunicado onde declarava que os comentários eram “absolutamente inadequados”. A 10 de fevereiro, a governadora de Tóquio, Yuriko Koike, disse que faltaria a uma reunião com Mori e com o presidente do COI, Thomas Bach, na semana seguinte.

A tenista Naomi Osaka, que nasceu no Japão, considerou os comentários de Mori “muito desinformados” e “ignorantes”. Cerca de 500 voluntários olímpicos desistiram, segundo a media japonesa.

“Se Mori não tivesse tanta visibilidade na representação do Japão no cenário internacional, é provável que houvesse muito mais complacência em relação aos seus comentários”, indicou Grace En-Yi Ting, professora da Universidade de Hong Kong.

Durante a sua governação, o ex-primeiro-ministro Shinzo Abe pediu às empresas que atribuíssem às mulheres 30% dos cargos gestão até 2020. Quando essa meta não foi cumprida, a data foi adiada. As mulheres ocupam menos de 15% dos cargos de gestão média e sénior – uma das piores taxas no grupo das 20 grandes economias.

Abe indicou apenas uma mulher para seu gabinete, e o atual primeiro-ministro, Yoshihide Suga, escolheu somente duas, num contexto de 21 funcionários.

Grace En-Yi Ting hesita em dizer que a renúncia de Mori possa despertar um senso significativo sobre a igualdade de género no Japão. “Este é um problema de sexismo sistémico; Mori e outros são sustentados por um ambiente que tolera o sexismo”, siublinhou a professora.

Espera-se que o substituto de Mori seja Saburo Kawabuchi, o ex-presidente da Federação Japonesa de Futebol, de 84 anos.

Taísa Pagno //

PARTILHAR

RESPONDER

Vulcão, La Palma

O Cumbre Vieja também tem negacionistas. "É tudo orquestrado"

Nos últimos dias, as redes sociais têm-se tornado o palco dos "negacionistas dos vulcões" que defendem que, por trás da erupção do Cumbre Vieja, há mão humana. Nas redes sociais já há negacionistas do vulcão Cumbre …

Selecção da Lituânia falhou os Mundiais porque...chegou atrasada

Per Strand venceu, António Morgado ficou em sexto, mas os ciclistas da Lituânia acabaram por marcar a prova de estrada de juniores, nos Mundiais em Flandres. Per Strand Hagenes é o novo campeão mundial júnior de …

Gil Vicente 1-2 Porto | Dragão canta de galo com dois golaços

Foi sofrer até ao fim. Sérgio Conceição tinha alertado que não seria fácil bater o Gil Vicente e foi isso que ocorreu na noite desta sexta-feira em Barcelos. O FC Porto apenas a um minuto dos …

Na II Guerra Mundial, um erro "humilhante" destruiu dois imponentes navios de guerra da Marinha Real

No dia 10 de dezembro de 1941, os japoneses afundaram os imponentes Prince of Wales e Repulse. A culpa foi do almirante Thomas Phillips que, na sequência de um "erro humilhante", acabou também por falecer. Winston …

O robô Atlas, da Boston Dynamics, faz parkour (e até dá um mortal para trás)

O Atlas é, sobretudo, um projeto de investigação: um robô que ajuda os engenheiros da Boston Dynamics a trabalhar em melhores sistemas de controlo e perceção. O parkour é um verdadeiro desafio para os seres humanos, …

Na Tailândia, um "cemitério" de táxis foi transformado numa horta sobre rodas

Desde pimentos a pepinos, beringelas e até mangericão. Num parque de estacionamento ao ar livre em Banguecoque, os táxis abandonados transformam-se em hortas para alimentar os trabalhadores. A pandemia de covid-19 obrigou os táxis de Banguecoque …

Morreu o "último nazi" canadiano, aos 97 anos

Um ucraniano que serviu como tradutor no regime nazi morreu na quinta-feira na sua casa, em Ontário, no Canadá, encerrando uma luta de décadas para deportá-lo e acusá-lo de cúmplice no assassinato de dezenas de …

No Sri Lanka, elefantes traficados foram resgatados. Mas voltaram às pessoas que os compraram ilegalmente

Um tribunal do Sri Lanka devolveu elefantes resgatados a pessoas influentes que foram acusadas de os terem comprado ilegalmente. Durante alguns anos, elefantes selvagens permaneceram na corda bamba de uma intensa batalha de custódia judicial entre …

Sporting 1-0 Marítimo | Porro volta a decidir de penálti

Que sofrimento! É normal ver os “grandes” dominarem por completo os seus adversários, mas nesta partida entre Sporting e Marítimo, em Alvalade, praticamente só houve uma equipa a atacar e a procurar o golo. Ainda assim, …

A falhar pagamentos e com 260 mil milhões de dívida - como é que a Evergrande chegou até aqui?

A situação da imobiliária chinesa Evergrande, que tem uma dívida maior do que a economia portuguesa, está a deixar o mundo ansioso sobre uma eventual repetição da história da crise de 2008, que começou com …