Terramoto no Japão pode causar tsunami de 23 metros de altura

dugspr / Flickr

-

Um eventual terramoto de magnitude elevada no mar do Japão poderia gerar, em alguns minutos, um tsunami com ondas de até 23 metros, segundo uma simulação estudada sobre a Costa Oeste do país, onde há 11 centrais nucleares.

Uma dezena de peritos, enviados pelos ministérios dos Transportes e da Ciência do Japão e pelo gabinete do primeiro-ministro, analisaram o comportamento de 60 falhas nas zonas costeiras de Hokkaido, no Norte do país, em Kyushu.

Entre 253 hipóteses estudadas com tremores de diferentes magnitudes, os especialistas demonstraram o que ocorreria com um sismo de magnitude 7,9 no mar do Japão.

Segundo os peritos, tal sismo resultaria num tsunami de 23,4 metros de altura na região de Setana, e de 12 metros em Okushiri, ambas em Hokkaido.

Paralelamente, mais ao Sul, há uma grande probabilidade de ocorrência de ondas de 17,4 metros na província de Aomori, ao norte de Honshu, e de 15,8 metros nas regiões costeiras de Ishikawa, no centro de Honshu.

No norte da Ilha de Honshu, a mais extensa do arquipélago japonês, foram também estimadas ondas acima de 10 metros, em vários locais da província de Akita.

O professor Katsuyuki Abe, da Universidade de Tóquio, presidente da comissão, explicou que mesmo que o tremor ocorra a uma distância considerável da costa, “as ondas podem levar menos tempo do que o previsto a chegar e, caso se registe um forte abalo, é importante fugir imediatamente”.

As simulações feitas indicaram também alturas possíveis de tsunamis de 1 até 6 metros em 11 locais onde estão situadas centrais nucleares ao longo da Costa Oeste do Japão, com cerca de 30 reatores.

As conclusões do relatório devem servir de base a planos de emergência para a eventual evacuação das populações e a preparação das instalações potencialmente perigosas – a começar pelas centrais nucleares e outras unidades industriais.

DonkeyHotey / Flickr

-

ZAP / ABr

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE