EUA descobrem terceira “Casa dos Horrores”: 10 crianças entre fezes e lixo

Stephen Spillman / EPA

A polícia norte-americana encontrou 10 menores a viver entre fezes e lixo numa casa no norte da Califórnia, depois de a mãe ter dado o filho mais velho, de 12 anos, como desaparecido.

Dez crianças com idades compreendidas entre os quatro meses e os 12 anos foram retiradas de uma casa na Califórnia, nos Estados Unidos, onde viviam sem condições, rodeados de lixo, comida estragada, fezes e urina, segundo a Renascença.

O caso foi descoberto depois de a mãe ter dado como desaparecido o filho mais velho, de 12 anos. As autoridades encontraram o rapaz a dormir num jardim de uma casa perto da sua.

Nenhuma das crianças frequentava a escola. À polícia, os filhos do casal contaram que sofreram maus-tratos e apresentavam sinais de cortes, queimaduras, hematomas, assim como de terem sido atingidos com armas de fogo ou de ar comprimido.

A mãe das crianças, Ina Rogers, de 30 anos, foi detida a 31 de março, sendo depois libertada sob fiança. O pai, Jonathan Allen, de 29 anos, está sob custódia. Ambos enfrentam agora acusações de negligência, tortura e abuso de crianças.

A mãe das crianças fez uma visita guiada pela casa onde foram descobertas as crianças. Os meios de comunicação social norte-americanos descreveram uma casa com “paredes arranhadas e fezes de animais na banheira“.

Ina Rogers diz que os filhos dormiam todos no mesmo quarto por serem muito próximos uns dos outros e justifica que a casa só estava naquelas condições quando a polícia chegou porque tinham revirado tudo para encontrar o filho mais velho.

A mãe alega ainda que a família está a ser julgada por ter muitos filhos e por ter escolhido ensiná-los em casa, em vez de os matricular na escola.

Esta é a terceira “Casa dos Horrores” descoberta nos Estados Unidos, desde o início do ano. O primeiro caso surgiu com a descoberta de 13 crianças que eram mantidas acorrentadas, esfomeadas, malnutridas e sujas dentro da casa pelos progenitores David Allen Turpin e Louise Anna.

O caso tinha chocado a América (e o mundo), quando pouco tempo depois, em fevereiro, uma nova “Casa dos Horrores” foi descoberta. Benito e Carol Gutierrez mantinham os quatro filhos adotivos trancados em quartos separados durante mais de 12 horas por dia. As crianças, com idades entre os seis e os 12, não tinham luz no quarto, ou acesso a alimentos ou água. Além disso, eram obrigadas a fazer as necessidades no chão ou num balde.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Netflix está a ser processada por causa de "Bandersnatch"

O episódio interativo de Black Mirror, que estreou no final do ano passado, não agradou à Chooseco, a editora responsável pela série de livros Escolhe a tua Aventura. A 28 de dezembro estreou o mais recente …

Piloto belga "admitiu" ter assassinado o secretário-geral da ONU em 1961

Dag Hammarskjöld, secretário-geral da ONU, morreu na queda de um avião quando tentava negociar a paz no Congo, e o desastre continua a ser investigado até hoje É um mistério com mais de cinco décadas cujo …

Acordo para o Brexit chumbado. Plano de May esmagado no Parlamento

O Parlamento britânico chumbou, por uma esmagadora maioria, o acordo de saída da União Europeia negociado pela primeira-ministra Theresa May. O líder da oposição, o trabalhista Jeremy Corbyn, aproveitou a derrota histórica de May para …

Senador italiano chamou “orangotango” a antiga ministra e foi condenado a pena suspensa

A justiça italiana condenou esta segunda-feira o senador da extrema direita Roberto Calderoli a 18 meses de prisão, com pena suspensa, por comparar, em 2013, a ministra da Integração, Cécile Kyenge, com um "orangotango". O tribunal …

Num restaurante do Dubai, deixar comida no prato dá multa (e é mais cara que a refeição)

Com o Dubai a tornar-se mais consciente do desperdício de alimentos, um restaurante lembrou-se de uma maneira de fazer com que os clientes não deixem comida no prato. O restaurante Gulou Hotpot, em Al Barsha, uma …

Roma e a Igreja em guerra milionária por causa das moedas da Fontana di Trevi

As moedas que os turistas lançam à Fontana di Trevi, um dos rituais mais populares entre quem visita Roma, está a causar problemas na relação entre a Igreja e a capital italiana. A câmara de Roma …

Frente Comum marca greve nacional da função pública

Os sindicatos da Frente Comum da Administração Pública decidiram marcar uma greve nacional para o dia 15 de fevereiro, anunciou Ana Avoila no final de um plenário realizado esta terça-feira em Lisboa. “Foi decidido marcar um …

A Coreia do Norte já não é "inimiga" da Coreia do Sul

A Coreia do Sul deixou de apelidar os militares norte-coreanos de "inimigos" no documento bienal da Defesa divulgado esta terça-feira, num aparente esforço para prosseguir a reconciliação com Pyongyang. O documento oficial do Ministério da Defesa …

Tsipras enfrenta voto de confiança no parlamento grego

O primeiro-ministro grego enfrenta uma semana crucial com o pedido de um voto de confiança no parlamento, cujo debate se inicia esta terça-feira, ou a perspetiva de eleições antecipadas, após a rutura da coligação governamental …

Marina Gross é a única americana que sabe o que Trump e Putin disseram (e os democratas querem ouvi-la)

A tradutora do Departamento de Estado norte-americano foi a única pessoa presente no encontro entre Donald Trump e Vladimir Putin. Agora, os democratas querem ouvi-la. Marina Gross é a tradutora do Departamento de Estado norte-americano e …