“Tenham medo”. Ucrânia sofre ataque informático em larga escala aos seus organismos oficiais

2

Representantes de Kiev preferem não apontar culpados nesta fase, mas lembram historial da Rússia como autora de ataques no passado.

A Ucrânia sofreu esta sexta-feira um ataque informático que afetou sobretudo os sites dos seus organismos ministeriais. Entre os atingidos estão o portal do Ministério da Educação e da Ciência, do Ministério das Situações de Emergência e do Ministério dos Negócios Estrangeiros. No caso deste último, podia ler-se uma mensagem, deixada em russo, ucraniano e polaco: “Ucrânia, tenham medo e preparem-se para o pior. Isto vale para o passado, presente e futuro. Todos os vossos dados foram transferidos para a rede pública, é impossível recuperá-los.”

O ataque acontece numa altura de elevada tensão entre o país e a Rússia, tendo Vladimir Putin ordenado o destacamento de tropas para a fronteira. Ainda assim, Kiev recusa, para já, apontar culpados, dizendo que é demasiado cedo para tirar conclusões. “É demasiado cedo para tirar conclusões, mas há uma longa história de ataques [informáticos] russos contra a Ucrânia no passado”, avançou um porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

De facto, a Rússia é apontada como responsável por ataques semelhantes no passado, tendo tido como alvos também o Ministério dos Negócios Estrangeiros, o conselho de ministros, o conselho de defesa e segurança. Atualmente, o país está numa espécie de processo de negociação com a NATO e com o Estados Unidos tendo em vista a diminuição das tensões no Leste da Europa. No entanto, muitas das exigências reclamadas por Moscovo foram imediatamente recusadas pelo Ocidente, com especial destaque para a promessa de que a Ucrânia nunca integrará a Aliança Atlântica.

Os responsáveis diplomáticos norte-americanos comparam a atual situação à que antecedeu a anexação da Crimeia pela Rússia e que deu origem a uma guerra em guerra em território europeu. Os EUA já avisaram que a probabilidade de uma invasão “é alta“.

  ZAP //

2 Comments

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.