Televangelista turco condenado a 1.075 anos de prisão por crimes sexuais

Adnan Oktar / Wikimedia

Adnan Oktar, ao centro

Um televangelista muçulmano, que se cercava de mulheres seminuas nos seus vídeos de pregação, foi condenado na Turquia a 1.075 anos de prisão por crimes sexuais, fraude e espionagem.

Segundo noticiou na segunda-feira o Guardian, Adnan Oktar, de 64 anos, pregava o criacionismo – teoria que tenta explicar a origem da vida e a evolução do homem através da criação divina – e os valores conservadores, enquanto as mulheres seminuas dançavam ao seu redor.

As autoridades de Istambul detiveram Oktar em 2018, juntamente com outros 200 indivíduos, por suspeitas de crimes financeiros. Agora, foi condenado a 1.075 anos por diversos delitos, incluindo agressão sexual, abuso sexual de menores, fraude e tentativa de espionagem política e militar, informou a emissora privada NTV.

Os executivos Tarkan Yavas e Oktar Babuna, que faziam parte da organização de Adnan Oktar, foram condenados a 211 e 186 anos, respetivamente.

A agência de notícias Anadolu relatou que o televangelista foi também considerado culpado por ajudar um grupo liderado pelo pregador muçulmano Fethullah Gülen, que a Turquia responsabiliza por uma tentativa de golpe, em 2016. Oktar negou a acusação.

No mesmo processo foram julgados 236 indivíduos, 78 dos quais sob custódia enquanto aguardavam julgamento. A maioria dos suspeitos declarou-se inocente desde a primeira audiência, que decorreu em setembro de 2019.

Durante o julgamento, o tribunal ouviu detalhes chocantes sobre os crimes sexuais. Oktar disse ao juiz presidente, em dezembro, que tinha cerca de 1.000 namoradas. “Há um amor transbordante no meu coração pelas mulheres. O amor é uma qualidade humana. É uma qualidade de um muçulmano”, referiu noutra audiência, em outubro.

Oktar chamou a atenção do público pela primeira vez na década de 1990, quando liderava uma seita envolvida em vários escândalos sexuais. O seu canal ‘online’ começou a transmitir em 2011, atraindo denúncias de líderes religiosos turcos. O canal, várias vezes multado pelo órgão de vigilância da media turca, foi entretanto encerrado pelo governo.

Uma das testemunhas, identificada apenas como CC, contou em tribunal que, juntamente com outras mulheres, foi abusada por Oktar de forma repetida. Algumas das vítimas de violação foram forçadas a tomar pílulas anticoncepcionais, indicou CC, acrescentando que ela própria o fez quando tinha 17 anos.

Questionado sobre 69.000 pílulas anticoncepcionais encontradas na sua casa, Adnan Oktar indicou que eram usadas para tratar doenças de pele e irregularidades menstruais.

Em 2018, as autoridades turcas demoliram a villa de Oktar, onde se encontrava o estúdio do televangelista, e confiscaram todas as suas propriedades.

Oktar rejeita a Teoria da Evolução, de Charles Darwin, tendo escrito um livro de 770 páginas, chamado “O Atlas da Criação”, com o pseudónimo Harun Yahya.

Taísa Pagno Taísa Pagno //

PARTILHAR

RESPONDER

PPP na saúde levou Estado a "poupar" mais de 200 milhões

As Parceiras Público-Privadas (PPP) dos hospitais de Braga, Vila Franca de Xira, Loures e Cascais trouxeram ao Estado uma "poupança" de 203 milhões de euros, menos de um terço do que se esperava no arranque …

Praias podem receber mais banhistas este verão

Apesar de o semáforo de lotação das praias se manter nesta época balnear, a percentagem de ocupação sobe para os 90%. Quem não respeitar as regras estará sujeito a coimas. As limitações à lotação, introduzidas no …

Ritmo de vacinação da UE ultrapassa o dos EUA e China. Grécia reabre turismo

Atualmente, o ritmo de vacinação da União Europeia ultrapassa o registado nos Estados Unidos da América e na China, de acordo com os dados da plataforma Our World in Data. Os dados recolhidos pelo Público …

"Síndrome de Havana" tem sido cada vez mais reportada por militares dos EUA

Diplomatas norte-americanos, espiões e funcionários da Defesa nacional dos EUA sofreram mais de 130 casos de lesões cerebrais, conhecidos como síndrome de Havana. Segundo o jornal The New York Times, três agentes da CIA revelaram ter …

Caso Maddie. Polícia alemã tem novas provas contra Brueckner

A polícia alemã tem novas provas contra Christian Brueckner, o principal suspeito do rapto de Madeleine McCann, que desapareceu do empreendimento turístico Ocean Club, no Algarve, há 14 anos. De acordo com o procurador Hans Christian …

PSP propôs festa dos adeptos dentro de Alvalade, mas "não foi aceite"

A PSP avança que sugeriu, na reunião de preparação da festa do título, que os festejos ocorressem dentro do Estádio de Alvalade, mas que a proposta não foi aceite. Esta quinta-feira, o presidente da Câmara de …

Nuno Tavares e Rui Patrício podem juntar-se a Mourinho em Roma

Treinador português José Mourinho vai liderar a Roma e poderá contar com dois compatriotas na sua nova equipa. Mais de uma década depois, José Mourinho vai voltar ao campeonato italiano. O futuro treinador da Roma pode, …

Governo vai dar apoio de 500 euros a quem quiser completar a sua formação

O Governo quer aumentar as taxas de conclusão dos níveis de qualificação e como tal vai criar um incentivo financeiro atribuído a quem já tenha avançado no processo e esteja na fase final. O valor …

Congressista republicana persegue Ocasio-Cortez nos corredores do Capitólio

A congressista republicana Marjorie Taylor Greene perseguiu a democrata Alexandria Ocasio-Cortez pelo corredores do Capitólio, acusando-a de ser cobarde e de apoiar terroristas. A congressista do Partido Democrata Alexandria Ocasio-Cortez saiu à frente de Marjorie Taylor …

Sérgio Conceição admite pausa na carreira

O treinador do FC Porto terá em cima da mesa a possibilidade de fazer uma pausa na carreira, mas só vai decidir o seu futuro depois do fim do campeonato. Quem avança esta possibilidade é o …