O “telefone mais destrutivo da história” é falso

O director do Museu de Comunicações de Frankfurt aponta discrepâncias quanto ao suposto telefone vermelho de Adolf Hitler, apresentado como a “arma mais destrutiva” da história, recentemente vendido por 239 mil euros em leilão – e agrava as dúvidas sobre a autenticidade do aparelho.

Pode ser uma fraude o telefone vermelho que supostamente teria pertencido a Adolf Hilter, e que a semana passadas foi vendido em leilão por 239 mil euros a um comprador não identificado. Essa é pelo menos essa a opinião de Frank Gnegel, director do departamento de colecções do Museu de Comunicações de Frankfurt, na Alemanha.

Segundo o leiloeiro, que recusou dar qualquer indicação sobre a identidade ou a nacionalidade do comprador, o aparelho tem o nome de Adolf Hitler, uma cruz suástica com uma águia, símbolo do Terceiro Reich, e teria sido descoberto no “bunker” do ditador alemão após a queda da Alemanha nazi.

Através deste telefone, “fornecido a Adolf Hitler pela Wehrmacht, o exército do Terceiro Reich, o líder nazi terá dado a maior parte das suas ordens nos últimos dois anos da Segunda Guerra Mundial”, precisou a Alexander Historical Auctions, o que o tornaria na “arma mais destrutiva da história”.

Trata-se claramente de uma falsificação“, afirma no entanto Frank Gnegel ao conceituado jornal Frankfurter Allgemeine.

“O telefone em si foi produzido pela Siemens & Halske, mas o auscultador é de um aparelho inglês. Nunca se produziu desse modo. Ele deve ter sido posteriormente montado na Inglaterra”, onde esteve durante um bom tempo, após o fim da Segunda Guerra Mundial.

Segundo a casa de leilões, trata-se de uma montagem especial, para que o auscultador não caísse do aparelho durante o transporte, e terá sido feita por uma sucursal da Siemens no Reino Unido, que colaborava estreitamente com a sede na Alemanha até ao início da II Guerra Mundial.

Essa afirmação é bastante idiota“, rebate Gnegel, pois nota-se que a peça inglesa não encaixa bem no aparelho alemão. “Por que uma empresa britânica construiria um auscultador para o telefone de Hitler? A Siemens teria certamente fabricado com prazer um telefone novo para o Fuhrer”.

O especialista realça ainda que a empresa alemã teria certamente fornecido “um exemplar condizente, de plástico vermelho, em vez de pintar um telefone preto, de maneira tão pouco profissional” como a que o telefone leiloado aparenta estar pintado.

“Tudo o que tinha a ver com Hitler era produzido com a mais alta qualidade, por que simplesmente se pintaria por cima da gravura?”, questiona o especialista.

Além disso, diz o responsável do Museu de Comunicações de Frankfurt, era totalmente improvável que Hitler tivesse um aparelho com discador rotativo, já que as chamadas do líder alemão eram sempre ligadas manualmente à rede telefônica.”

Um telefone partido e uma boa história

Reagindo aos rumores que começaram a circular acerca da autenticidade do “telefone mais destrutivo da história”, a casa de leilões americana publicou na internet fotos do interior do aparelho – o que, conta a Deutsche Welle, só agravou as dúvidas entre coleccionadores, especialistas e entusiastas de telefones.

O restaurador holandês Arwin Schaddelee, por exemplo, lista em seu blog uma série de discrepâncias. “Ele está marcado W38, uma designação usada pelos correios alemães. Isso indica que foi originalmente fornecido por eles”

“Se fosse um telefone feito por encomenda pela Siemens & Halske, então, por definição, não seria conforme as especificações W38”, explica Schaddelee.

“Alguém encontrou um interessante aparelho, velho, partido e incompleto, arranjou-o, pintou-o e inventou uma boa história“, conclui Schaddelee.

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Rainha Isabel II está a procura de um gestor de redes sociais

A família real britânica está à procura de um gestor de redes sociais. O salário vai oscilar entre os 53 e 59 mil euros anuais por 37 horas semanais, de segunda a sexta-feira. A rainha Isabel II …

Cinco antepassados de crocodilos viveram há 150 milhões de anos na Lourinhã

Pelo menos cinco crocodilomorfos, antepassados dos crocodilos, viveram na região da Lourinhã há 150 milhões de anos, durante o período do Jurássico. Num artigo publicado na Zoological Journal of the Linnean Society, os paleontólogos Alexandre Guillaume, …

A radiação de Chernobyl está a deixar as vespas esfomeadas (e isso é má notícia)

A Zona de Exclusão de Chernobyl é a área em torno da cidade ucraniana de Pripyat, onde a Central Nuclear de Chernobyl entrou em colapso em 1986. Apesar de não haver humanos na região, e …

Beethoven deixou a 10.ª sinfonia inacabada (e a IA vai completá-la)

Um dos maiores dilemas da história da música é a obra inacabada de Ludwig van Beethoven (1770-1827), a "10ª sinfonia", com muitos músicos a esforçar-se para finalizá-la, utilizando alguns dos fragmentos disponíveis, mas sem sucesso. Desta …

Orcas bebé têm maior probabilidade de sobreviver se viverem com a avó

Crias de orca que vivam com a avó têm uma maior probabilidade de sobreviver quando comparadas às outras orcas. A experiência destas espécimes mais velhas é essencial para o grupo. Tal como nos humanos, as avós …

A "capital mundial das pessoas feias" mora na Itália

Piobbico, na Itália, é uma cidade medieval repleta de grandes edifícios de pedra cercados por florestas exuberantes. No entanto, a cidade é conhecida pela feiura dos seus habitantes. Esta cidade, com cerca de 2.000 habitantes, alberga …

Jovem norte-americano despistou-se e caiu ao rio. Siri chamou os bombeiros

Um jovem norte-americano estava a caminho da universidade quando perdeu o controlo do carro, que derrapou sobre gelo, e foi parar ao rio Winnebago. Como não conseguiu encontrar o seu telemóvel, recorreu à Siri para …

Basta uma máscara impressa para enganar os sistemas de reconhecimento facial

Especialistas da empresa de inteligência artificial Kneron testaram sistemas em três continentes e vários falharam. O reconhecimento facial é, cada vez mais, um método de controlo e de segurança encarado como credível e, inclusivamente, usado …

Pandit olha para as vacas como família e quer produzir "leite ético" para vegans

Um agricultor nos Estados Unidos quer produzir "leite ético" para vegans, mantendo como prioridade o bem-estar e a saúde das vacas. Ultimamente, o consumo de leite tem sido posto cada vez mais em causa. Não só …

Jogadores do Arsenal doam um dia de salário para ações solidárias

Os futebolistas e a equipa técnica do Arsenal vão doar um dia de salário para ações solidárias de Natal. Os elementos técnicos também entraram na iniciativa, que prevê, ainda, a doação da receita do próximo …