Cientistas criam tatuagens que mudam de cor para controlar doenças em tempo real

Cientistas na Alemanha desenvolveram uma tatuagem intradérmica que muda de cor em resposta a alterações nos níveis de glicose, albumina ou pH.

Segundo o Science Alert, estas tatuagens que mudam de cor ainda não foram testadas em humanos, mas já podem ser consideradas um primeiro passo emocionante que pode levar médicos e pacientes com doenças crónicas, como diabetes e doenças renais, a controlar as suas condições em tempo real.

A equipa responsável, liderada pelo engenheiro químico Ali Yetisen, da Universidade Técnica de Munique, na Alemanha, testou estas tatuagens em algumas partes da pele de porcos e depois foi então capaz de estimar com precisão as concentrações com base em fotografias de smartphones das tatuagens.

“A modificação do corpo pela injeção de pigmentos na camada da derme é um costume com mais de 4.000 anos de idade”, escreveram os investigadores no artigo publicado na revista científica Angewandte Chemie International Edition.

“Aqui, uma tecnologia cosmética funcional foi desenvolvida pela combinação da arte das tatuagens com biossensores colorimétricos… Os sensores de tatuagem dérmica funcionavam como mostradores de diagnóstico ao exibir mudanças de cor dentro do espectro visível em resposta a variações nas concentrações de pH, glicose e albumina“.

Os três biomarcadores foram escolhidos porque são frequentemente indicadores de que alguma coisa está mal. A albumina é uma proteína no plasma sanguíneo, e níveis baixos podem indicar problemas renais ou hepáticos, enquanto altos níveis podem indicar problemas cardíacos.

Yetisen et al., Angewandte Chemie International Edition, 2019

As tatuagens que mudam de cor e que controlam os níveis de pH, glicose e albumina

A glicose precisa de ser monitorizada para controlar diabetes, o que prejudica a capacidade do organismo de metabolizar os açúcares. E as mudanças no nível de pH – acidose por baixo pH, alcalose por alta – podem ser causadas por uma série de questões que devem ser investigadas por especialistas.

A equipa criou três cores diferentes para cada um dos biomarcadores. O sensor de albumina é um corante amarelo que fica verde na presença desta proteína – quanto mais albumina, mais verde se torna.

O sensor da glicose aproveita as reações enzimáticas da glicose oxidase e peroxidase: a mudança na concentração de glicose produz uma mudança estrutural no pigmento de amarelo para verde escuro.

Por último, o sensor de pH consiste nos corantes vermelho de metila, azul de bromotimol e fenolftaleína. A uma faixa de pH de 5 a 9 – o pH normal do nosso sangue anda à volta de 7,4 – o sensor varia de amarelo a azul.

Além disso, apenas a cor do sensor de pH era reversível. Os outros poderiam, segundo os cientistas, ser reversíveis com recetores sintéticos, mas ainda precisam de ser testados em pesquisas futuras. O próximo passo será testar estas tatuagens em animais vivos, para perceber se as tintas causam reações adversas.

Tal como os investigadores do MIT disseram, quando criaram uma tecnologia semelhante em 2017, este processo pode ainda demorar algum tempo, mas vai valer a pena.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Veneno de cascavel pode ser o segredo para novo analgésico poderoso

Um composto do veneno da cascavel sul-americana pode ser usado para criar um analgésico poderoso. Os testes feitos em animais foram um sucesso. A crotoxina pode ser encontrada no veneno da cascavel sul-americana, Crotalus durissus terrificus, …

O falecido George Solitário, última tartaruga da sua espécie, pode ter parentes vivos

Uma expedição científica encontrou, em Galápagos, uma tartaruga com uma alta carga genética da espécie a que pertenceu o famoso George Solitário. Em 2012, uma tartaruga gigante, conhecida como George Solitário, faleceu com 100 anos. A …

Vídeo de criança vítima de bullying gera onda de apoio global

Internautas de todo o mundo, inclusive celebridades, uniram-se para dar apoio ao menino australiano, de nove anos, que sofre de bullying por causa da sua aparência. De acordo com a BBC, Yarraka Bayles partilhou o vídeo …

Descoberta nova quasipartícula: o π-ton

Foi descoberta uma nova quasipartícula no Instituto de Tecnologia de Viena. Os cientistas batizaram-na de π-ton, uma quasipartícula que contém dois eletrões e duas lacunas. Existem diferentes tipos de partículas. Um deles, as quasipartículas, são excitações …

É oficial. Friends está de volta para um episódio especial

As preces dos fãs foram finalmente ouvidas. O elenco de Friends vai reunir-se para um episódio especial exclusivo na HBO Max. Jennifer Aniston, Courteney Cox, Lisa Kudrow, Matt LeBlanc, Matthew Perry e David Schwimmer voltarão ao …

Dieta ocidental está a deixar as pessoas menos inteligentes

Uma dieta pouco saudável, à base de hambúrgueres e doces está literalmente a deixar as pessoas menos inteligentes apenas no espaço de uma semana. Esta foi a conclusão de um estudo de investigadores da Universidade …

Pedro Proença: Sociedade deve atuar no combate ao racismo

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) disse, esta sexta-feira, que a sociedade portuguesa deve atuar no combate ao racismo, violência, xenofobia e intolerância. A Liga vai lançar, durante este fim-de-semana, uma campanha com …

Na última década, Coreia do Norte gastou mais de meio milhão de dólares em cavalos russos

A Coreia do Norte gastou recentemente dezenas de milhares de dólares na aquisição de 12 cavalos provenientes da Rússia, de acordo com os dados alfandegários. A Coreia do Norte gastou quase meio milhão de dólares (584.302 …

O caranguejo "supervilão" do Canadá vai ser transformado em plástico biodegradável

Uma equipa de cientistas no Canadá desenvolveu um plano para transformar uma espécie invasora de crustáceo - conhecida como como caranguejo supervilão - em copos e talheres  de "plástico", usando as suas carapaças para criar …

Covid-19. Tripulante de navio japonês pode ser o primeiro português infetado

Um português que é tripulante do navio Princess Cruises, atracado no porto de Yokohama, no Japão, pode ter sido diagnosticado "positivo" com o novo coronavírus. Contactada pela agência Lusa, a diretora-geral de Saúde, Graça Freitas, afirma …