Ministro garante que TAP não irá implementar políticas que desrespeitem trabalhadores

José Sena Goulão / Lusa

O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos

O ministro das Infraestruturas assegurou, esta segunda-feira, que a TAP, tendo como principal acionista o Estado, não implementará políticas que não respeitem os trabalhadores e a legislação dos países onde tem atividade.

“Posso assegurar-vos que, tendo o Estado como principal acionista, a TAP não implementará políticas que não respeitem os direitos dos trabalhadores e as legislações laborais dos diversos países onde tem atividade”, afirmou Pedro Nuno Santos, que falava na abertura do ‘Aviation Day’ [Dia da Aviação], organizado pela Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC).

“Não abraçamos uma estratégia de dumping como a que é praticada por uma famosa companhia aérea”, atirou o ministro, citado pela rádio TSF, numa alusão à Ryanair, que tem base em Dublin, na República da Irlanda.

O governante vincou que o Governo está a fazer um “investimento sólido e de longo prazo” na companhia aérea, acrescentando que esta terá o tempo necessário para implementar uma estratégia acordada entre a Comissão Europeia, o Estado português e a própria transportadora.

Apesar de reconhecer que o plano de reestruturação será “desafiante” para os trabalhadores, “que são o seu principal ativo”, o titular da pasta das Infraestruturas sublinhou que só a intervenção pública pode garantir o desenvolvimento económico.

“Apoiamos um setor da aviação que prima pela qualidade. O Governo português apoia políticas que devem evitar um nivelamento por baixo e convidamos todos os stakeholders [partes interessadas] do setor da aviação, bem como os Estados-membros, a unirem esforços no sentido de travar este tipo de comportamentos”, referiu.

No final de abril, o ministro recusou a ideia de haver “chantagem” sobre os trabalhadores da TAP para aceitarem as medidas voluntárias, depois das denúncias dos sindicatos.

Não é uma questão de chantagem, a empresa precisa desesperadamente de uma redução de efetivos e de uma redução drástica de custos, porque teve uma travagem brusca da atividade”, justificou na altura.

Durante a sua intervenção esta segunda-feira, Pedro Nuno Santos destacou ainda os desafios ecológicos que o setor da aviação enfrenta, garantindo que a TAP será uma das companhias aéreas “mais verdes e confortáveis”.

Para o governante, o compromisso do Governo com um meio ambiente e um setor da aviação mais verde é “imparável”, por isso, no segundo semestre, será aplicada uma nova taxa aos passageiros, que vai permitir conduzir “milhões de euros” para o fundo ambiental, contribuindo assim para a transição energética e para uma sociedade “mais forte e sustentável”.

Em 2020, a TAP voltou ao controlo do Estado, que passou a deter 72,5% do seu capital, depois de a companhia ter sido severamente afetada pela pandemia e de a Comissão Europeia ter autorizado um auxílio estatal de até 1200 milhões de euros à transportadora aérea de bandeira portuguesa.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Prosecco ou prošek? A batalha da UE entre Itália e Croácia por causa de vinho

Prosecco é provavelmente o vinho italiano mais famoso, mas por trás da efervescência deste néctar, a Itália está numa grande disputa sobre se a Croácia pode vender um vinho de sobremesa com o nome de …

China vai limitar abortos. E nada tem a ver com saúde

A China vai reduzir o número de abortos realizados por motivos que não estejam relacionados com a saúde, anunciou o governo esta segunda-feira, avançando que serão também criadas medidas para evitar a gravidez indesejada. As autoridades …

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Linha de Fundo: SL7, arte e paciência

Líder soma e segue. Leões e dragões vencem à justa. As frases e os números da semana. Visto da Linha de Fundo. Líder reina no castelo Vitória SC 1 (Bruno Duarte 78', g.p.) – SL Benfica …

"Atropelamento e fuga." Terra e Vénus cresceram como planetas rebeldes

Planetas como a Terra e Vénus, que residem dentro de Sistemas Solares, são fruto de repetidas colisões. Esta conclusão desafia os modelos convencionais sobre a formação de planetas. Investigadores do Laboratório Lunar e Planetário (LPL) da …

A origem do "Gigante de Segorbe" pode finalmente ter sido esclarecida

Um novo estudo revela que a origem do "Gigante de Segorbe" pode ser bastante mais complexa daquilo que se pensava. O "Gigante de Segorbe", como é conhecido, foi um indivíduo encontrado por arqueólogos numa necrópole islâmica …

Instagram suspende planos de uma versão da aplicação para crianças

Para já, a empresa ainda não fez se se trata de um abandono temporário ou definitivo. Tempestade mediática em torno da influência das redes sociais na saúde mental dos jovens, sobretudo raparigas, pode ter influenciado …

Com todos os votos contados, PS vence com pior resultado que em 2013 e PSD conquista 113 câmaras

PS continua a ser o partido com mais representação autárquica em Portugal, apesar de cair para números anteriores à liderança de António Costa. PSD recupera das hecatombes de 2013 e 2017. Quase 24 horas depois após …

Presidente sul-coreano admite proibir consumo de carne de cão

O Presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, admitiu, esta segunda-feira, a possibilidade de proibir o consumo de carne de cão, costume que se tornou "uma vergonha internacional", segundo fonte do seu gabinete. "Não terá chegado …

Pelo menos 24 países criaram novas leis para controlar o conteúdo na Internet, revela relatório

Autoridades de pelo menos 24 países, incluindo os Estados Unidos (EUA), estabeleceram novas regras que determinam o tratamento dos conteúdos por parte das plataformas 'online', concluiu um relatório da Freedom House. No seu relatório anual, intitulado …

Exames nacionais e provas de aferição deverão “retomar a normalidade” este ano

Depois de dois anos letivos condicionados pela pandemia da covid-19, o Governo está apostado em retomar, entre outras formas de avaliação, a obrigatoriedade de exames nacionais nas disciplinas de conclusão do ensino secundário. Os exames nacionais …